Abrir menu principal

A Operação Nessun Dorma (do italiano, ninguém durma)[1] foi uma operação da Polícia Federal do Brasil, deflagrada em 21 de setembro de 2015, representando a 19.ª fase da Operação Lava Jato.[2]

Índice

MandadosEditar

Foram cumpridos, pelos policiais federais, 11 mandados judiciais, sendo um de prisão temporária, um de preventiva, 7 de busca e apreensão e dois de condução coercitiva.[2] Os mandatos de busca e prisão preventiva são relacionados às 16.ª e 17.ª fases da operação, respectivamente, Operação Radioatividade e Operação Pixuleco, também por pagamentos de vantagens a agentes públicos previamente investigados nessas fases.[3]

PrisõesEditar

Foram presos na operação o executivo da Engevix, José Antunes Sobrinho e João Augusto Rezende Henriques. José Sobrinho foi preso pela Polícia Federal em casa, em Florianópolis e levado a Curitiba a tarde.[2] João Augusto se entregou em momento posterior, chegando a Superintendência da PF em Curitiba a noite.[4]

InvestigaçãoEditar

A nova fase da Lava Jato, além de investigar a Eletrobras Eletronuclear, investiga também a diretoria internacional da Petrobras, na gestão de Jorge Zelada, preso em Curitiba. Com base em delações premiadas e na quebra de sigilos bancários, a polícia apura o desvio de dinheiro na compra de um navio-sonda. Para o Ministério Público Federal, o operador João Augusto Rezende Henriques teve uma participação importante no esquema. Ele recebia dinheiro de empreiteiras através de contratos de fachada operando contas ocultas no exterior.[4]

José Antunes Sobrinho, um dos donos da Engevix, é investigado por ter pago R$ 140 milhões de propina da empresa para a Eletronuclear.

Ver tambémEditar

Referências

  1. Nova fase da Lava Jato é intitulada “Ninguém durma”. Estadão.com.br (21 de setembro de 2015). Visitado em 24 de setembro de 2015
  2. a b c «Polícia Federal deflagra a 19ª fase da Operação Lava Jato em três estados». G1 Parana. 21 de setembro de 2015. Consultado em 23 de setembro de 2015 
  3. IG São Paulo (21 de setembro de 2015). «Polícia prende um dos donos da Engevix na 19ª fase da Operação Lava Jato». Ultimo Segundo. Consultado em 23 de setembro de 2015 
  4. a b G1 (21 de setembro de 2015). «Presidente da Engevix é preso na 19ª etapa da Operação Lava Jato». Jornal Nacional. Consultado em 23 de setembro de 2015 

Ligações externasEditar