Abrir menu principal

Operação Satélites é uma operação brasileira deflagrada pela Polícia Federal em 21 de março de 2017. É um desdobramento da Operação Lava Jato.[1] A operação foi autorizada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) e os alvos são pessoas ligadas ao ex-presidente do Senado Renan Calheiros, ao atual presidente da Casa, Eunício Oliveira, e aos senadores Valdir Raupp e Humberto Costa. Os parlamentares não foram alvos de mandado.[2]

De acordo com a Procuradoria-Geral da República , o objetivo da operação é investigar indícios dos crimes de corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro.[3]

Esta etapa se trata da 7ª fase da Operação Lava Jato, no STF. De acordo com a Polícia Federal, o nome da operação é devido aos principais alvos gravitarem em torno de pessoas com prerrogativas de foro.[4]

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Baseada em delações da Odebrecht, Operação Satélites é amostra do que vem na esteira da "lista de Janot"». ucho.info. 21 de março de 2017. Consultado em 11 de abril de 2017 
  2. «PF cumpre mandados de nova fase da Lava Jato após autorização do STF». Último Segundo. iG. 21 de março de 2017. Consultado em 11 de abril de 2017 
  3. «PF cumpre primeiros mandados da Lava Jato baseados em delação da Odebrecht». G1. Globo.com 
  4. «PF apreende documentos em nova operação». Gazetaweb. Globo.com. Consultado em 11 de abril de 2017