Abrir menu principal

Orquestra Sinfônica Nacional da Colômbia

Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações (desde março de 2013). Ajude a melhorar este artigo inserindo fontes.

A Orquestra Sinfónica (português europeu) ou Sinfônica (português brasileiro) Nacional da Colômbia (em castelhano: Orquesta Sinfónica Nacional de Colombia ) (OSNC) é uma orquestra sinfónica colombiana fundada em 2003, por causa da dissolução da Orquestra Sinfônica da Colômbia em dezembro de 2002. A Sinfônica da Colômbia estava em operação desde 1952, mantida graças ao governo da Colômbia e foi dissolvida como parte de um extenso plano de privatização. A Orquestra Sinfônica Nacional Colombiana faz parte da Associação Nacional de Música Sinfônica, uma organização sem fins lucrativos que recebe ajuda do governo colombiano.

De 2003 a 2007, a direção artística da orquestra ficou dividida entre três diretores musicais: Luis Biava, que foi o maestro da Orquestra da Filadélfia até 2004; Alejandro Posada, diretor musical da Orquestra Sinfônica de Castilla e Leon; e Eduardo Carrizosa, que foi o maestro assistente da Orquestra Filarmônica de Bogotá, até 2003. Em 2007 a orquestra começou a planejar um novo método de direção, e abriu processo de escolha para um novo maestro residente e diretor artístico. Em Outubro de 2008, Baldur Brönnimann foi apontado como Maestro Residente e Diretor Artístico. A OSNC está ao lado da Orquestra Filarmônica de Bogotá, como uma das melhores orquestras da Colômbia.

Diretores musicaisEditar

Referências

  • www.asociacion-sinfonica.org
  • www.baldur.info

Ver tambémEditar