Abrir menu principal

Wikipédia β

The Croods (Os Croods em português) é um filme dos estados unidos de animação, produzido pela DreamWorks Animation e distribuído pela 20th Century Fox. O elenco de voz é composto por Nicolas Cage, Ryan Reynolds, Emma Stone, Catherine Keener, Clark Duke, Cloris Leachman entre outros. O filme é ambientado na era pré-histórica, quando a posição de um homem como "Líder da Caça" é ameaçada pela chegada de um gênio pré-histórico que surge com novas invenções revolucionárias como o fogo.

The Croods logo.svg
Os Croods (PT/BR)
Cartaz promocional do filme.
 Estados Unidos
2013 •  cor •  98 min 
Direção Kirk DeMicco
Chris Sanders
Produção Kristine Belson
Jane Hartwell
Roteiro Chris Sanders
Kirk DeMicco
Elenco Nicolas Cage
Emma Stone
Ryan Reynolds
Catherine Keener
Clark Duke
Cloris Leachman
Gênero Animação
Aventura
Comédia
Música Alan Silvestri[1]
Edição Eric Dapkewicz
Darren T. Holmes
Companhia(s) produtora(s) DreamWorks Animation
Distribuição 20th Century Fox[2]
Lançamento Alemanha 15 de Fevereiro de 2013 (Berlim)
Portugal 21 de Março de 2013
Brasil 22 de Março de 2013[3]
Estados Unidos 22 de Março de 2013
Idioma Inglês
Site oficial
Página no IMDb (em inglês)

Os Croods foi escrito e dirigido por Kirk DeMicco e Chris Sanders e produzido por Kristine Belson e Jane Hartwell.[4] Ele foi lançado nos cinemas em 22 de março de 2013. Como parte do acordo de distribuição, este foi o primeiro filme da DreamWorks Animation distribuído pela 20th Century Fox, desde a saída de Paramount Pictures em 2012 com o Rise of the Guardians.[2]

A sequencia de Croods foi cancelada devido o problema no Enredo do filme.

Índice

SinopseEditar

  Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Em plena era pré-histórica, escondidos na maior parte do tempo dentro de uma caverna, vivem Grug (Nicolas Cage), a esposa Ugga (Catherine Keener), a vovó (Cloris Leachman), o garoto Thunk (Clark Duke), a pequena e feroz Sandy (Randy Thom) e a jovem Eep (Emma Stone). Eles são os Croods, uma família liderada por um pai que morre de medo do mundo exterior e impede todos de sair à noite, pois segundo ele, a escuridão pode levar a morte. Só que grandes transformações estão prestes a acontecer pois "o fim do mundo" está próximo, e a curiosa Eep sai da caverna durante a noite e acaba conhecendo o jovem nômade Guy (Ryan Reynolds) e ele vai apresentar a família um incrível mundo novo e várias idéias modernas, para o desespero do paizão protetor. Agora, juntos, eles vão enfrentar grandes desafios e se adaptar a uma nova e divertida era.

  Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

ElencoEditar

  • Nicolas Cage como Grug Crood, o patriarca bem-intencionado, mas superprotetor, desatualizado e membro da família Croods.[5]
  • Emma Stone como Eep Crood, a filha mais velha de Grug e Ugga, que é cheia de curiosidade e desejo de aventura.
  • Ryan Reynolds como Guy, um rapaz que não é tão forte como os Croods, mas prefere usar o seu cérebro e vem com várias ideias. Ele é acompanhado por uma preguiça como seu animal de estimação.[6]
  • Catherine Keener como Ugga Crood, esposa de Grug. Ela é a mente mais aberta do que Grug, mas tem um trabalho duro para fazer sua família segura.[7]
  • Clark Duke como Thunk Crood, filho de Grug e Ugga, com 9 anos é o filho do meio, que não é inteligente, tem a coordenação ruim, mas tem um bom coração.[8]
  • Cloris Leachman como Vovó, sogra de Grug. Eles não se dão bem.[7]
  • Chris Sanders como Braço, a preguiça de estimação de Guy, que a usa como cinto.
  • Randy Thom como Sandy Crood, o bebê feroz de Grug e Ugga, que simplesmente morde, não sabe falar, só sabe rosnar.
Personagem   Voz   Voz  Voz
Grug Crood Nicolas Cage Hércules Fernando Jorge Paupério
Eep Crood Emma Stone Luisa Palomanes Mafalda Luís de Castro
Guy Ryan Reynolds Raphael Rossato Rui Porto Nunes
Ugga Crood Catherine Keener Bárbara Monteiro Susana Sá
Thunk Crood Clark Duke Fred Mascarenhas Luciano Amarelo
Vovó Cloris Leachman Mariangela Cantú Raquel Rosmaninho
Braço Chris Sanders Manolo Rey
Sandy Crood Randy Thom Pamella Rodrigues

ProduçãoEditar

Os primeiros estágios de desenvolvimento do filme foi administrado por Aardman Animations, como parte de um acordo de cinco filmes com a DreamWorks Animation. Anunciado em 2005, sob o título provisório Crood Awakening,[9] e como um filme em stop motion.[10][11] John Cleese e Kirk DeMicco escreveu os primeiros rascunhos do script.[12] Com a saída de Aardman no início de 2007, os direitos para o filme voltou a DreamWorks.[13]

Em março de 2007, Chris Sanders, o diretor de Lilo & Stitch, juntou-se a DreamWorks para dirigir o filme, com a intenção de reescrever o script de forma significativa.[14][15] Em setembro de 2008, foi relatado que Sanders assumiu How to Train Your Dragon colocando The Croods em espera,[16] e assim, adiando o projeto para ser lançado em março de 2012. Em maio de 2009, o título final do filme foi relatado, juntamente com o novo co-diretor, Kirk DeMicco.[17] Em março de 2011, o filme é adiado novamente para 1 de março de 2013 e logo depois, finalmente, para 22 de março.[18]

Sequência perdidaEditar

DreamWorks Animation planejou meados de Os Croods 2, que estaria programado para 20 de junho de 2017, mas devido a um problema sério com o roteiro do filme, infelizmente o segundo filme e a sequência do filme foi cancelada, em 2017, começaram a surgir paródias de Os Croods, dizendo que a Dreamworks Animation já havia produzido Os Croods 3, mas foram negados por alguns fãs explicando que seria impossível ter Os Croods 3, se nem havia sido produzido Os Croods 2, a sequência então foi oficialmente cancelada pela DreamWorks Animation.

RecepçãoEditar

 
Nicolas Cage que dubla o personagem Grug Crood.

CríticaEditar

O Croods recebeu críticas geralmente positivas dos críticos especializados.[19] Com 116 opiniões, o filme detém atualmente uma classificação de 70% no website Rotten Tomatoes, com uma nota média de 6,4/10 por comentário dos críticos.[20] Outro website, Metacritic, que atribui uma avaliação normalizada em 100 comentários, calculou uma pontuação de 56 baseado em 26 comentários dos críticos especializados.[21]

Claudia Puig do USA Today relatou que o filme é "uma aventura de animação visualmente deslumbrante, com um elenco de voz bem escolhido e é dificultado por humor sem brilho e uma história sinuosa."[22] Nell Minov de Chicago Sun-Times repreende a tentativa exagerada de piadas sobre sogras, e diz que "Os Croods gentilmente lembra que mesmo antes de existir o fogo, as famílias compreendiam a importância de se proteger e de cuidar uns dos outros".[23] "O filme mistura a maestria técnica com um argumento cheio de boas intenções, mas que peca pelos tropeços de estruturação do roteiro e desenvolvimento dos personagens" diz Pedro Azevedo de Cinema com Rapadura.[24]

"Mesmo com um elenco estelar e efeitos 3-D impressionantes, o filme (…) é fraco em substância, graça e emoção", julga Betsy Sharkey, do Los Angeles Times.[25] Roberto Cunha do website brasileiro AdoroCinema deu 5 estrelas, que no site é a nota máxima para um filme e relatou que "Os Croods [...] apresenta um dever de casa bem feito e que tem tudo para cativar os baixinhos, altinhos, enfim, homo sapiens de todas as estaturas" também elogiou o 3D, as cores e as modelagens dos personagens.[26] "O filme adota uma abordagem relativamente primitiva do roteiro, com sua construção inapropriada, em estilo Flintstones, de blocos narrativos" diz Leslie Felperin em sua critica publicada no site da revista Variety.[27]

Raphael Camacho de CinePop afirmou que o filme é "uma das melhores animações de todos os tempos, inteligente e emocionante".[28] Sérgio Rizzo publicou sua critica em Folha de S.Paulo dizendo que o resultado de Os Croods "é uma isca quase científica para pais e filhos, por meio de uma história destinada a facilitar a identificação de todos com os personagens".[29] O critico Rubens Ewald Filho elogiou a narrativa rápida que tem em todo o filme, os personagens que segundo ele "é bastante simpáticos e desastrados e da direção cheia de efeitos e movimento".[19] Por outro lado, o critico David D'Arcy escreveu em Screen International que os diálogos do filme são completamente fracos, porém, a comédia física é cheia de vida, às vezes com grande criatividade em suas imagens coloridas e animais estranhos que compõem este cenário em 3D.[30] Neil Genzlinger de New York Times escreveu que "Os Croods funciona mais como um estudo de sociologia pré-histórica do que como um filme para o público infantil [...] personagens talvez até forneça aos pequenos algo mais interessante para pensar do que este enredo tolo".[31] David Rooney da revista The Hollywood Reporter relatou que "o humor e o charme do filme é bastante desigual para conquistar um grande sucesso comercial".[32]

BilheteriaEditar

A partir de 24 de março de 2013, The Croods arrecadou US$48,700,000 em toda América do Norte e US$106,216,000 em outros países, para um total mundial de mais de US$154,916,000.[33]

Na América do Norte, The Croods abriu com $11,600,000, em seu primeiro dia de lançamento em 4,046 locais. Relatórios iniciais estimava que o filme iria abrir acima de US$40 milhões para seu fim de semana de abertura.[33] Em sua primeira semana, o filme arrecadou $43,639,736 que foi visto como uma grande melhoria comparando com o filme anterior do estúdio, Rise of the Guardians.[34]

Trilha sonoraEditar

Alan Silvestri compôs a trilha sonora original para o filme, que foi lançado digitalmente em 15 de março de 2013, pela Relativity Music Group,[35] e em CD em 26 de março de 2013, pela Sony Classical. A trilha sonora também inclui uma canção original feita por Owl City e Yuna.[36]

The Croods
Trilha sonora de Alan Silvestri
Lançamento 15 de março de 2013 (2013-03-15)
Gênero(s) Trilha sonora
Duração 70:17
Idioma(s) Inglês
Formato(s) Mídia digital
Gravadora(s) Relativity Music Group
Lista de músicas:
N.º Título Duração
1. "Shine Your Way" (interpretada por Owl City e Yuna) 3:25
2. "Prologue"   2:08
3. "Smash and Grab"   4:09
4. "Bear Owl Escape"   2:45
5. "Eep and the Warthog"   3:52
6. "Teaching Fire to Tiger Girl"   1:55
7. "Exploring New Dangers"   3:33
8. "Piranhakeets"   2:24
9. "Fire and Corn"   2:06
10. "Turkey Fish Follies"   4:17
11. "Going Guys Way"   3:15
12. "Story Time"   3:55
13. "Family Maze"   3:21
14. "Star Canopy"   2:07
15. "Grug Flips His Lid"   1:44
16. "Planet Collapse"   1:44
17. "We'll Die If We Stay Here"   5:28
18. "Cave Painting"   1:12
19. "Big Idea"   2:34
20. "Epilogue"   4:25
21. "Cave Painting Theme"   2:52
22. "The Crood's Family Theme"   5:54
23. "Cantina Croods"   1:12
Duração total:
70:17

Jogo eletrônicoEditar

Um jogo eletrônico baseado no filme, com o titulo de "The Croods: Prehistoric Party!", foi desenvolvido pela Torus Games, e vai ser publicado pela D3 Publisher. O jogo foi lançado no Wii U, Wii, Nintendo 3DS e Nintendo DS em 19 de Março de 2013.[37]

SérieEditar

Croods ganhou uma série animada na Netflix chamada ''Croods O Inicio'', no Original ''Dawn of the Croods''

Ver tambémEditar

Referências

  1. Film Scoring (8 de maio de 2012). «Alan Silvestri assina com a Dreamworks Animation participar do filme 'The Croods "». Repórter Film Music. Consultado em 16 de novembro de 2012 
  2. a b Nikki Finke (20 de agosto de 2012). «EXCLUSIVE: DreamWorks Animation To Fox For New 5-Year Distribution Deal; UPDATE: Paying Fees Of 8% Theatrical And 6% Digital». Deadline. Consultado em 16 de novembro de 2012 
  3. Os Croods. InterFilmes, página visitada dia 14 de abril de 2013.
  4. «DreamWorks Animation Announces Feature Film Release Slate Through 2014». DreamWorks. 08 de março de 2011. Consultado em 16 de novembro de 2012  Verifique data em: |data= (ajuda)
  5. «Nicolas Cage em animação da DreamWorks». Animatoons. 27 de fevereiro de 2010. Consultado em 16 de novembro de 2012 
  6. Daniel Borges (5 de setembro de 2012). «Guy, personagem dublado por Ryan Reynolds em The Croods, ganha duas imagens promocionais». Cine Mercado. Consultado em 16 de novembro de 2012 
  7. a b Francisco Russo. «The Croods : Elenco, atores, equipe técnica, produção». AdoroCinema. Consultado em 16 de novembro de 2012 
  8. «Clark Duke». Telecine. Consultado em 16 de novembro de 2012 
  9. Notas de Produção (12 de maio de 2005). «DreamWorks and Aardman Are in for a 'Crood Awakening'». DreamWorks. Consultado em 16 de novembro de 2012 
  10. Francisco Russo. «Curiosidades, bastidores, novidades, e até segredos escondidos». AdoroCinema. Consultado em 16 de novembro de 2012 
  11. «'Wallace & Grommit' bring clay to Cannes». Today Movies. Consultado em 16 de novembro de 2012 
  12. «Kirk DeMicco: Monkey Business». Total Sci-Fi Online. 15 de julho de 2008. Consultado em 16 de novembro de 2012 
  13. Ben Fritz (30 de janeiro de 2007). «Aardman, DWA end partnership - Move comes after failures of 'Rabbit,' 'Flushed'». Variety. Consultado em 16 de novembro de 2012 
  14. Ben Fritz (27 de março de 2007). «Sanders joins DreamWorks - Disney animator to direct 'Crood'». Variety. Consultado em 16 de novembro de 2012 
  15. Celbi Pegoraro. «Chris Sanders em novo projeto na DreamWorks». Animation-Animagic. Consultado em 16 de novembro de 2012 
  16. «Nova animação do diretor de Lilo & Stitch». Animatoons. 26 de setembro de 2007. Consultado em 16 de novembro de 2012 
  17. «DreamWorks Animation Announces Plans to Release Five Feature Films Every Two Years». DreamWorks. 28 mai 2009. Consultado em 16 de novembro de 2012  Verifique data em: |data= (ajuda)
  18. «DreamWorks Animation Shifts 'The Croods'». Deadline. 04 de abril de 2011. Consultado em 16 de novembro de 2012  Verifique data em: |data= (ajuda)
  19. a b «14 criticas da imprensa sobre 'The Croods». AdoroCinema. Consultado em 26 de março de 2013 
  20. «The Croods (2012)». Rotten Tomatoes. Consultado em 26 de março de 2013 
  21. «The Croods - Twentieth Century Fox Film Corporation». Metacritic. Consultado em 26 de março de 2013 
  22. Claudia Puig (21 de março de 2013). «'The Croods' hunts down humor, gathers great talent». USA Today. Consultado em 26 de março de 2013 
  23. Nell Minov (20 de março de 2013). «The Croods». Chicago Sun-Times. Consultado em 26 de março de 2013 
  24. Pedro Azevedo (24 de março de 2013). «Os Croods (2013): a adultização da animação contemporânea - Nova animação da Dreamworks usa a linguagem infantil para narrar – à sua maneira – o nascimento do homem moderno.». Cinema com Rapadura. Consultado em 26 de março de 2013 
  25. Betsy Sharkey. «Review: 'The Croods' lacks a spark of fire». Los Angeles Times. Consultado em 26 de março de 2013 
  26. Roberto Cunha (22 de março de 2013). «Critica AdoroCinema do filme 'Os Croods'». AdoroCinema. Consultado em 26 de março de 2013 
  27. Leslie Felperin (março de 2013). «The Croods - Variety». Variety. Consultado em 26 de março de 2013 
  28. Raphael Camacho (20 de março de 2013). «Os Croods». CinePOP. Consultado em 14 de abril de 2013 
  29. 22 de março de 2013. «Crítica: Para toda a família, "Os Croods" explora medo de sair da caverna e viver». Folha de S.Paulo. Consultado em 14 de abril de 2013 
  30. David D'Arcy (13 de fevereiro de 2013). «The Croods» (em inglês). Screen International. Consultado em 14 de abril de 2013 
  31. Neil Genzlinger (21 de março de 2013). «There's Something About That Boy - 'The Croods,' With the Voice of Emma Stone». New York Times. Consultado em 14 de abril de 2013 
  32. David Rooney (15 de fevereiro de 2013). «The Croods: Berlin Review». The Hollywood Reporter. Consultado em 14 de abril de 2013 
  33. a b «The Croods». Box Office Mojo. Consultado em 26 de março de 2013 
  34. «March 22-24, 2013 Weekend». Box Office Mojo. Consultado em 26 de março de 2013 
  35. «The Croods (Music from the Motion Picture)». Armazoon. Consultado em 26 de março de 2013 
  36. «'The Croods' Soundtrack Announced». FILM MUSIC REPORTER. 20 de fevereiro de 2013. Consultado em 26 de março de 2013 
  37. «Compete in a Survival of the Crood-est in The Croods: Prehistoric Party! Video Game from D3Publisher» (em inglês). 3 de Dezembro de 2012. Consultado em 20 de Fevereiro de 2013 

Ligações externasEditar