Oswaldo França Júnior

Oswaldo França Júnior (Serro, 21 de julho de 1936João Monlevade, 10 de junho de 1989) foi um escritor brasileiro.

Oswaldo França Júnior
Nascimento 21 de julho de 1936
Serro
Morte 10 de junho de 1989 (52 anos)
João Monlevade
Nacionalidade Brasil Brasileiro
Ocupação Escritor
Principais trabalhos O Homem de Macacão (1972)

Ingressou na Aeronáutica aos dezessete anos e teve sua carreira bruscamente interrompida pelo golpe militar de 1964. De novo na vida civil, começou a dedicar-se à literatura, como meio de sobrevivência. Ganhou o Prêmio Walmap, em 1967, o mais importante da literatura brasileira da época.

Publicou romances regularmente: O Viúvo, seu primeiro livro, seguido de Jorge, um Brasileiro (levado ao cinema e à televisão), O Homem de Macacão, Os Dois Irmãos, O Passo-Bandeira, As Laranjas Iguais (contos) e Recordações de Amar em Cuba, entre outros. Sua obra foi traduzida para a Alemanha, Estados Unidos, União Soviética, França e Checoslováquia.

Entusiasta das coisas serranas, em 1984 brindou a cidade com uma importante proposta de Levantamento e Conservação da Memória Cultural do Serro, distribuída aos órgãos competentes. França Jr. morreu prematuramente, num período de franca produção literária, vítima de um acidente na estrada Belo Horizonte-João Monlevade.

ObrasEditar

  • O Viúvo (1965)
  • Jorge, um brasileiro (1967)
  • Um Dia no Rio (1969)
  • O Homem de Macacão (1971)
  • A Volta para Marilda (1974)
  • Os Dois Irmãos (1976)
  • As Lembranças de Eliana (1978)
  • Aqui e em Outros Lugares (1980)
  • À Procura dos Motivos (1982)
  • O Passo-Bandeira (1984)
  • As Laranjas Iguais (1985)
  • Recordações de Amar em Cuba (1986)
  • No fundo das águas (1987)
  • De ouro e de Amazônia (1989)