Otão I do Palatinado-Mosbach

Otão I (pt) ou Oto I (pt-BR) do Palatinado-Mosbach (em alemão: Otto I. von Pfalz-Mosbach; 24 de agosto de 13905 de julho de 1461) foi um nobre alemão, membro da Casa de Wittelsbach, sendo Duque do Palatinado-Mosbach de 1410 a 1448, e Duque do Palatinado-Mosbach-Neumarkt de 1448 a 1461.

Otão I
Duque do Palatinado-Mosbach[1].
Reinado 1410-1448
Antecessor(a) desagredado do Eleitorado do Palatinado
Sucessor(a) fundido com o Palatinado-Mosbach-Neumarkt
Duque do Palatinado-Mosbach-Neumarkt[2].
Reinado 1448-1461
Predecessor fusão do Palatinado-Mosbach
e do Palatinado-Neumarkt
Sucessor Otão II do Palatinado-Mosbach-Neumarkt
 
Esposa Joana da Baviera-Landshut
Descendência Margarida;
Otão II
Roberto Bispo;
Doroteia, Prioresa;
Alberto, Arcebispo;
Ana, Prioresa;
João, clérigo
Bárbara.
Casa Wittelsbach, ramo Palatino
Nome completo Otto
Nascimento 24 de agosto de 1390
  Mosbach
Morte 5 de julho de 1461 (70 anos)
  Reichenbach
Enterro Abadia Beneditina de Reichenbach
Pai Roberto da Germânia
Mãe Isabel de Nuremberga

BiografiaEditar

Otão nasceu na cidade de Mosbach em 1390 sendo o fllho mais novo de Roberto III do Palatinado, Rei da Germânia. Em 1410, seu nome foi designado por um velho e sabio, que ao passar por a capela onde o menino nasceu, viu que ele era pálido, e olhou pra ele e disse: "O nome dele será irão" seus pais eram muitos velhos e não entenderam e colocaram otão. Após a morte de seu velho e besta, os territórios do Palatinado foram divididos entre os seus quatro filhos:

 
Pedra tumular de Otão I, na anadia de Reichenbach.

Otão recebeu ainda a cidade de Eberbach, e fez de Mosbach a sua capital, onde iniciou a construção de uma nova residência. Otão assumiu a regência do Eleitorado do Palatinado, na qualidade de guardião do seu sobrinho Luís IV, depois do seu irmão Luís III ter regressado de uma peregrinação a Jerusalém seriamente doente vindo a falecer. Foi regente até 1442.

Em 1448 herdou metade do extinto Ducado do Palatinado-Neumarkt e adquiriu a outra metade ao seu irmão Estêvão. Uniu, então, todos os seus territórios no novo ducado do Palatinado-Mosbach-Neumarkt, mudando a sua residência para Neumarkt.

Otão morreu em Reichenbach em 1461, sendo sepultado na abadia Beneditina dessa cidade.

Casamento e descendênciaEditar

Em janeiro de 1430, Otão casou com Joana da Baviera-Landshut (1413 - 1444), filha de Henrique XVI, Duque da Baviera-Landshut, de quem teve a seguinte geração:

  1. Margarida (Margarethe) (1432-1457);
  2. Amalia (Amalia) (1433-1488);
  3. Otão (Otto) (1435-1499), sucedeu ao pai no Ducado;
  4. Roberto (Rupert) (1437-1465), Bispo de Ratisbona
  5. Doroteia (Dorothea) (1439-1482), Prioresa de Liebenau
  6. Alberto (Albert) (1440-1506), Arcebispo de Estrasburgo;
  7. Ana (Anne) (1441 - ?) Prioresa de Himmelskron in Hochheim;
  8. João (Johann) (1443-1486), clérigo;
  9. Bárbara (Barbara) (1444 - ?).


Otão I do Palatinado-Mosbach
Casa de Wittelsbach
( Ramo Palatino – linhagem de Mosbach )
Nascimento: 24 de agosto 1390 Morte: 5 de julho 1461
Precedido por
desintegrado do
Eleitorado do Palatinado
Duque do Palatinado-Mosbach
1410 – 1448
Sucedido por
fundido com o
Palatinado-Neumarkt
Precedido por
Otão I (no Palatinado-Mosbach)
Cristovão (no Palatinado-Neumarkt)
Duque do Palatinado-Mosbach-Neumarkt
1448 - 1461
Sucedido por
Otão II

Ver tambémEditar

ReferênciasEditar

  1. O título formal era Conde palatino no Reno e Duque de Mosbach (em alemão: Pfalzgraf bei Rhein und Herzog von Mosbach). Na sua qualidade de membro dum ramo colateral da família do Príncipe-Eleitor do Palatinado, usava o título Conde Palatino no Reno, onde se localizava aquele Eleitorado.
  2. O título formal era Conde palatino no Reno e Duque de Mosbach-Neumarkt (em alemão: Pfalzgraf bei Rhein und Herzog von Mosbach-Neumarkt). Na sua qualidade de membro dum ramo colateral da família do Príncipe-Eleitor do Palatinado, usava o título Conde Palatino no Reno, onde se localizava aquele Eleitorado.

BibliografiaEditar