Abrir menu principal
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde fevereiro de 2014). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Oton Lustosa
Nome completo Oton Mário José Lustosa Torres
Nascimento 1957 (62 anos)
Parnaguá
Nacionalidade  Brasil

Oton Mário José Lustosa Torres (Parnaguá, 6 de agosto de 1957) é um magistrado, jurista, contista[1] e romancista brasileiro, membro da Academia Piauiense de Letras[2]. Ocupante da cadeira 5 [3], cujo patrono é Areolino de Abreu.

Índice

BiografiaEditar

Fez seus estudos regulares em Parnaguá e Corrente, bacharelando-se em Direito pela Universidade Federal do Piauí [4]. É desembargador do Tribunal de Justiça do Estado do Piauí[5].

Escritor de mérito reconhecido, pertence ao Instituto Histórico de Oeiras, ao Instituto Histórico, Geográfico e Genealógico de Parnaíba, à União Brasileira de Escritores (UBE-PI), à Associação Nacional dos Escritores, Academia Piauiense de Letras Jurídicas, Academia de Letras da Magistratura do Piauí e Academia Maçônica de Letras do Piauí.

Obras do autorEditar

  • Petições e sentenças (1988)
  • Ações possessórias (1990)
  • Da propriedade imóvel (1996)
  • Meia-Vida (1999)
  • O pescador de personagens (2000)
  • Vozes da ribanceira (2003)

Ver tambémEditar

Referências