Outbreak

Outbreak (bra: Epidemia[4][5]; prt: Outbreak - Fora de Controlo[6][7], ou Fora de Controlo[8]) é um filme estadunidense de 1995, dos gêneros drama[4][5], ação[5][4], ficção científica[5] e suspense[4], dirigido por Wolfgang Petersen, com roteiro de Laurence Dworet e Robert Roy Pool[5] vagamente baseado no livro de não ficção de Richard Preston, The Hot Zone.[9]

Outbreak
Cartaz do filme destaca Russo e Hoffman
No Brasil Epidemia
Em Portugal Fora de Controlo
Outbreak - Fora de Controlo
 Estados Unidos
1995 •  cor •  128 min 
Direção Wolfgang Petersen
Produção Gail Katz
Arnold Kopelson
Anne Kopelson
Wolfgang Petersen
Coprodução Stephen Joel Brown
Nana Greenwald
Sanford Panitch
Produção executiva Duncan Henderson
Anne Kopelson
Roteiro Laurence Dworet
Robert Roy Pool
Baseado em The Hot Zone, de Richard Preston
Elenco Dustin Hoffman
Rene Russo
Morgan Freeman
Cuba Gooding Jr.
Patrick Dempsey
Donald Sutherland
Kevin Spacey
Gênero catástrofe
drama
suspense
Música James Newton Howard
Cinematografia Michael Ballhaus
Figurino Erica Edell Phillips
Edição Neil Travis
Companhia(s) produtora(s) Punch Productions, inc.
Distribuição Warner Bros.
Lançamento Estados Unidos 10 de março de 1995
Brasil 7 de abril de 1995[1]
Idioma inglês
Orçamento US$ 50 milhões[2]
Receita US$ 189,8 milhões[3]

Estrelado por Dustin Hoffman, Rene Russo e Morgan Freeman, o filme apresenta a história da disseminação de um novo vírus que fora mantido em segredo pelo governo americano para ser utilizado como arma biológica, focando em um surto de um vírus fictício do tipo Ebola, Motaba, no Zaire e depois em uma pequena cidade nos Estados Unidos. É definido principalmente no Instituto de Pesquisa Médica do Exército dos Estados Unidos sobre Doenças Infecciosas, nos Centros de Controle e Prevenção de Doenças e na cidade fictícia de Cedar Creek, na Califórnia. O enredo de Outbreak especula como as agências militares e civis poderiam ir tão longe para conter a propagação de uma doença mortal e contagiosa.

O filme, lançado em 10 de março de 1995 pela Warner Bros., foi um sucesso de bilheteria e Spacey ganhou dois prêmios por sua performance. Um surto real do vírus Ebola estava ocorrendo no Zaire quando o filme foi lançado.[10][11] Está disponível no catálogo da Netflix.[12]

SinopseEditar

Um vírus desconhecido extermina a população e os animais de uma pequena tribo no Zaire, no ano de 1967, o governo então decide criar a operação "Limpeza Total", onde um avião lança uma bomba no acampamento no qual as pessoas estavam contaminadas. Porém, alguns macacos conseguiram fugir. Um macaco, portador do vírus, é contrabandeado para a pequena cidade fictícia de Cedar Creek, na Califórnia, e contaminam o jovem Jimbo (Patrick Dempsey). Em pouco tempo, a doença começa a mostrar sinais de que está se espalhando a uma velocidade assustadora. Ao lado de sua ex-esposa, Dra. Robby Keough (Rene Russo), o Dr. Daniels (Dustin Hoffman) luta contra o tempo para descobrir o antídoto. Durante o filme, várias pessoas de sua equipe de pesquisas são infectadas, o que provoca pânico e a necessidade de acabar com o vírus o mais rápido possível, de uma vez por todas.

ElencoEditar

ProduçãoEditar

Cenas em "Cedar Creek" foram filmadas em Ferndale, Califórnia, onde tanques e helicópteros eram uma característica comum da vida diária durante quase dois meses de filmagem.[13] Outros locais utilizados foram Dugway Proving Ground e Kauai.[14]

A produtora Lynda Obst afirmou que foi devido à produção de Outbreak que sua adaptação cinematográfica de The Hot Zone foi abandonada pela 20th Century Fox, apesar de ter, em suas palavras, "o melhor pacote e... o melhor roteiro". Ela também alegou que o diretor Wolfgang Petersen tentou convencer Robert Redford, que já foi escalado para o seu filme, a fazer parte de Outbreak, baseado no chamado de Redford para ela. Obst acabaria tendo sucesso em sua adaptação do livro, mas tendo luz verde como uma minissérie da National Geographic, agora prevista para estrear em maio de 2019.[15]

LançamentoEditar

BilheteriaEditar

Outbreak estreou no topo da lista de bilheteria dos Estados Unidos em sua semana de estreia com ganhos de US$13,420,387,[16] e passou três semanas em primeiro lugar antes do lançamento de Tommy Boy.[17] O filme, que arrecadou US$67,659,560 no mercado interno e US$122,200,000 no exterior,[3] foi um sucesso comercial.[18]

Recepção críticaEditar

Outbreak recebeu críticas mistas. De acordo com Rotten Tomatoes, 57% dos 44 críticos deram ao filme uma avaliação positiva para uma média de classificação de 5,6 de 10. O consenso afirma: "Um drama de desastre completamente frustrante e descontrolado, Outbreak revela-se apenas ligeiramente contagioso e deixa poucos efeitos colaterais duradouros".[19] Os públicos pesquisados ​​pelo CinemaScore deram ao filme uma nota média de "A-" na escala A+ a F.[20]

Roger Ebert do Chicago Sun-Times deu a ele três e meio de quatro estrelas, chamando a premissa de Outbreak de "uma das grandes histórias assustadoras do nosso tempo, a noção de que nas profundezas das florestas tropicais, doenças mortais estão à espreita, e se algum dia escaparem de suas casas na selva e entrarem na corrente sanguínea humana, haverá uma nova praga como a que nunca vimos".[21] Rita Kempley do The Washington Post também gostou do enredo do filme: "Outbreak é um assovio absoluto graças principalmente ao ritmo violento do diretor Wolfgang Petersen e ao grande cuidado que ele traz para estabelecer a história e suas probabilidades".[22]

David Denby escreveu para a revista New York que, embora as cenas de abertura fossem bem feitas, "em algum lugar no meio ... Outbreak cai de um penhasco" e se torna "lamentavelmente convencional".[23] Janet Maslin, do The New York Times, também considerou o assunto do filme convincente, mas seu tratamento foi ineficaz: "A superficialidade do filme também contribui para a impressão de que nenhum problema é espinhoso demais para ser resolvido por filmes de heroísmo".[24]

PrêmiosEditar

ReferênciasEditar

  1. "Epidemia" sobrepõe aventura à ciência em história de vírus fatal Folha de S.Paulo
  2. Outbreak The Numbers
  3. a b «Outbreak» (em inglês). no Box Office Mojo 
  4. a b c d «Epidemia». Brasil: AdoroCinema. Consultado em 21 de setembro de 2020 
  5. a b c d e «Epidemia». Brasil: CinePlayers. Consultado em 21 de setembro de 2020 
  6. «Outbreak - Fora de Controlo». Portugal: SapoMag. Consultado em 21 de setembro de 2020 
  7. «Outbreak - Fora de Controlo». Portugal: CineCartaz. Consultado em 21 de setembro de 2020 
  8. «Fora de Controlo». Portugal: RTP. Consultado em 21 de setembro de 2020 
  9. Walton, Priscilla L. (2004). Our Cannibals, Ourselves. [S.l.]: University of Illinois Press. p. 55. ISBN 978-0-252-02925-7 
  10. Epidemia do Ébola se espalha pelo Zaire Folha de S.Paulo
  11. «Update: Outbreak of Ebola Viral Hemorrhagic Fever – Zaire, 1995». Morbidity and Mortality Weekly Report. 44 (20): 399. 26 de maio de 1995. Consultado em 29 de janeiro de 2015 
  12. EPIDEMIA | Thriller de suspense de 1995 adicionado ao catálogo da Netflix recentemente R7
  13. Haeseler, Rob (17 de abril de 1995). «Hollywood Invades Humboldt County». San Francisco Chronicle. Consultado em 14 de janeiro de 2012 
  14. D'Arc, James (2010). When Hollywood Came to Town: A History of Movie Making in Utah. [S.l.]: Gibbs Smith. p. 297. ISBN 978-1-4236-1984-0 
  15. Sandberg, Bryn Elise (2 de abril de 2019). «Lynda Obst Talks 'The Hot Zone's 25-Year Journey to the Screen». The Hollywood Reporter. Valence Media. Consultado em 4 de abril de 2019 
  16. Natale, Richard (13 de março de 1995). «'Outbreak's' Success Only Goes So Far». Los Angeles Times. Consultado em 4 de junho de 2012 
  17. Natale, Richard (4 de abril de 1995). «Weekend Box Office: 'Tommy Boy' Tops a Weak Field». Los Angeles Times. Consultado em 4 de junho de 2012 
  18. Haase, Christine (2007). When Heimat Meets Hollywood: German Filmmakers and America, 1985–2005. [S.l.]: Camden House. p. 86. ISBN 978-1-57113-279-6 
  19. «Outbreak (1995)». Rotten Tomatoes. Consultado em 20 de fevereiro de 2013 
  20. «CinemaScore». cinemascore.com 
  21. Ebert, Roger (10 de março de 1995). «Outbreak». Chicago Sun-Times. Consultado em 20 de fevereiro de 2013 
  22. Kempley, Rita (10 de março de 1995). «'Outbreak' (R)». Washington Post. Consultado em 20 de fevereiro de 2013 
  23. Denby, David (20 de março de 1995). «The Lukewarm Zone». New York Magazine. 28 (12): 60. ISSN 0028-7369 
  24. Maslin, Janet (10 de março de 1995). «Film Review: The Hero is Hoffman, The Villain a Virus». New York Times. Consultado em 29 de janeiro de 2015 
  25. «Awards 1995». New York Film Critics Circle. Consultado em 18 de julho de 2012 
  26. Levy, Abraham (30 de dezembro de 1995). «Texas film critics give 'Suspects' top honors». Austin American-Statesman. Consultado em 17 de dezembro de 2010 
  27. «The Society of Texas Film Critics 1995 Awards». Austin Chronicle. 15 (18). 5 de janeiro de 1996. Consultado em 29 de janeiro de 2015 

Ligações externasEditar