Abrir menu principal
Como ler uma infocaixa de taxonomiaOxyaenidae
Patriofelis22DB.jpg
Estado de conservação
Extinta (fóssil)
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Creodonta
Família: Oxyaenidae
Cope, 1877
Géneros
Ver texto

Os oxienídeos (Oxyaenidae) são uma família de mamíferos extintos carnívoros, usualmente considerados como parte da ordem Creodonta. A monofilia desta ordem vem sendo contestada pelos últimos estudos e descobertas. A família surgiu no Paleoceno Superior e desapareceu no Eoceno Médio. Registros fósseis podem ser encontrados na América do Norte, Europa e Ásia.

Os dois grupos mais característicos desta ordem, os Hyaenodontidae e Oxyaenidae não parecem ter sido realmente aparentados. Os oxienídeos e seus parentes mais próximos estão reunidos numa superfamília Oxyaenoidea, que pode ganhar status de ordem.

ClassificaçãoEditar

  • Família Oxyaenidae Cope, 1877
    • Subfamília Ambloctoninae Cope, 1877 [=Palaeonictinae Denison, 1938]
      • Gênero Ambloctonus Cope, 1875
      • Gênero Dipsalodon Jepsen, 1930
      • Gênero Dormaalodon Lange-Badré, 1987
      • Gênero Palaeonictis de Blainville, 1842
    • Subfamília Oxyaeninae Trouessart, 1885
      • Gênero Dipsalidictis Matthew, 1915
      • Gênero Oxyaena Cope, 1874
      • Gênero Patriofelis Leidy, 1870
      • Gênero Protopsalis Cope, 1880
      • Gênero ?Sarkastodon Granger, 1938
    • Subfamília Tytthaeninae Gunnell e Gingerich, 1991
      • Gênero Tytthaena Gingerich, 1980
    • Subfamília Machaeroidinae (posição questionável, possivelmente um família distinta)
      • Gênero Apataelurus Scott, 1937
      • Gênero Machaeroides Matthew, 1909

Os gêneros Oxyaenoides e Paroxyaena foram originalmente descritos na família Oxyaenidae, entretanto, atualmente pertencem a família Hyaenodontidae.

ReferênciasEditar

  • GUNNELL, G. F., GINGERICH, P. D. (1991). Systematics and evolution of Late Paleocene and Early Eocene Oxyaenidae (Mammalia, Creodonta) in the Clarks Fork Basin, Wyoming. Contributions from the Museum of Paleontology: The University of Michigan, vol. 28, no. 7, pp. 141–180. [1]