Abrir menu principal
Páginas Amarelas de Auckland, Nova Zelândia.

Páginas Amarelas (em espanhol: Páginas Amarillas, inglês: Yellow Pages, em alemão: Gelbe Seiten, em francês: Pages jaunes) é uma lista telefônica de empresas e serviços, internacionalmente conhecido pela cor amarela do diretório comercial.

Páginas Amarelas existem em vários países. O nome e o conceito Yellow Pages surgiu em 1883. Em 1886 o norte-americano Reuben H. Donnelley publicou oficialmente as primeiras Páginas Amarelas.[1]

AlemanhaEditar

Na Alemanha, as Gelbe Seiten são editadas por uma associação de 16 editoras lideradas pela empresa DeTeMedien, uma subsidiária da Deutsche Telekom.

BrasilEditar

No Brasil, as Páginas Amarelas são editadas por várias editoras, conforme a região e a operadora de telefonia. As primeiras Páginas Amarelas do Brasil foram editadas em 1947 pela Listas Telefônicas Brasileiras S.A. (LTB) para a Companhia Telefônica Brasileira. A LTB continuou no negócio até o fim da década de 1970, quando perdeu espaço para empresas concorrentes. No entanto, o Grupo Gilberto Huber manteve a marca registrada "Páginas Amarelas" e seguiu produzindo guias classificados através da empresa Ebid Editora Páginas Amarelas Ltda., paralelamente às listas telefônicas oficiais ou suprindo a falta destas (a Telerj, por exemplo, passou um longo período sem licitar listas telefônicas). O negócio das listas impressas entrou em declínio com a popularização da internet e, na década de 2000, foi decretada a falência do Grupo Gilberto Huber. A marca Páginas Amarelas passou a ser usada no Brasil pelo Grupo Ediguias.

PortugalEditar

Em Portugal, as Páginas Amarelas impressas são editadas pela Páginas Amarelas S.A., empresa que iniciou a sua atividade em 1959, sendo o agente exclusivo da Portugal Telecom para a edição das listas telefónicas.

Atualmente, a Páginas Amarelas concentra a sua atuação na área do marketing online, disponibilizando aos seus clientes uma oferta alargada que inclui a criação e otimização de sites - SEO, a publicidade nos motores de busca Google e Sapo - SEA, bem como banners nos sites de maior utilização - Display. Na componente Serviço, efetua o desenvolvimento e gestão de sites e campanhas online.

Em 2013, a empresa tem em curso um Processo Especial de Revitalização que prevê o despedimento de 130 dos seus 240 trabalhadores.[2]

InternetEditar

Na Internet, as páginas amarelas se popularizaram e surgiram diversos guias comerciais.

Referências

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Páginas Amarelas
  Este artigo sobre telefonia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.