Públio Élio Lígure

Públio Élio Lígure (em latim: Publius Aelius Ligus) foi um político da gente Élia da República Romana eleito cônsul em 172 a.C. com Caio Popílio Lenas.

Públio Élio Lígure
Cônsul da República Romana
Consulado 172 a.C.

Consulado (172 a.C.)

editar

É provável que tenha sido pretor em 175 a.C. e foi eleito cônsul em 172 a.C. com Caio Popílio Lenas, tendo, possivelmente, a Ligúria como província consular,[1] o que lhe valeu o cognome. Outro ponto notável de seu consulado foi o fato de que os dois eram plebeus,[2] a primeira vez que isto ocorreu. Seu mandato foi inteiramente marcado pela luta contra o Senado, que teve uma resolução bloqueada por seu colega e que repreendia o comportamento de seu irmão, o cônsul do ano anterior, Marco Popílio Lenas, na Ligúria.

Anos finais

editar

Em 167 a.C, foi um dos cinco enviados até a Ilíria para acordar com o pretor Lúcio Anício Galo as condições de paz com os ilírios.[3]

Um de seus descendentes foi Élio Lígure, tribuno em 58 a.C., que, com Públio Clódio Pulcro, era adversário de Cícero.

Ver também

editar
Cônsul da República Romana
 
Precedido por:
Lúcio Postúmio Albino

com Marco Popílio Lenas

Caio Popílio Lenas
172 a.C.

com Públio Élio Lígure

Sucedido por:
Públio Licínio Crasso

com Caio Cássio Longino


Referências

Bibliografia

editar

Fontes primárias

editar

Fontes secundárias

editar