Públio Júlio Lupo

Públio Júlio Lupo (em latim: Publius Iulius Lupus) foi um senador romano nomeado cônsul sufecto para o nundínio de novembro a dezembro de 98 com Quinto Fúlvio Gilão Bício Próculo[1][2]. É conhecido por ter sido padrasto do imperador Antonino Pio. Provavelmente oriundo de Nemauso, como atesta uma inscrição encontrada na cidade[3].

Públio Júlio Lupo
Cônsul do Império Romano
Consulado 98 d.C.

FamíliaEditar

Lupo foi o segundo marido da mãe de Antonino Pio, Árria Fadila, filha de Cneu Árrio Antonino, cônsul sufecto em 69, e viúva de Tito Aurélio Fulvo, cônsul em 89 e pai do imperador. O casal teve uma filha, Júlia Fadila, meia-irmão de Antonino Pio.

Ver tambémEditar

Cônsul do Império Romano
 
Precedido por:
'Nerva III

com Lúcio Vergínio Rufo III
com Cneu Árrio Antonino II (suf.)
com Caio Calpúrnio Pisão (suf.)
com Marco Ânio Vero (suf.)
com Lúcio Nerácio Prisco (suf.)
com Lúcio Domício Apolinário (suf.)
com Sexto Hermetídio Campano (suf.)
com Quinto Glício Atílio Agrícola (suf.)
com Lúcio Pompônio Materno (suf.)
com Públio Cornélio Tácito (suf.)
com Marco Ostório Escápula (suf.)

Nerva IV
98

com Trajano II
com Cneu Domício Tulo II (suf.)
com Sexto Júlio Frontino II (suf.)
com Lúcio Júlio Urso II (suf.)
com Tito Vestrício Espurina II (suf.)
com Caio Pompônio Pio (suf.)
com Aulo Vicírio Marcial (suf.)
com Lúcio Mécio Póstumo (suf.)
com Caio Pompônio Rufo Acílio Prisco Célio Esparso (suf.)
com Cneu Pompeu Ferox Liciniano (suf.)
com Quinto Fúlvio Gilão Bício Próculo (suf.)
com Públio Júlio Lupo (suf.)

Sucedido por:
'Aulo Cornélio Palma Frontoniano

com Quinto Sósio Senécio
com Públio Sulpício Lucrécio Barba (suf.)
com Senécio Mêmio Áfer (suf.)
com Quinto Fábio Bárbaro Valério Magno Juliano (suf.)
com Aulo Cecílio Faustino (suf.)
com Tibério Júlio Ferox (suf.)


Referências

  1. Alison E. Cooley, The Cambridge Manual of Latin Epigraphy (Camrbidge: University Press, 2012), p. 466ss
  2. Anthony Birley, Mark Aurel, Monachii, 1977, p. 420.
  3. CIL XII, 3240

BibliografiaEditar