Públio Mário

Públio Mário (em latim: Publius Marius) foi um senador romano eleito cônsul em 62 com Lúcio Afínio Galo.[1][2] Depois do consulado foi superintendente dos aquedutos de Roma (curator aquarum) em 64.[3] Nada mais se sabe sobre ele. O historiador George Houston nota que Mário não tem cognome atestado em fontes e que "Celso", algumas vezes atribuído a ele, foi baseado numa leitura preliminar de um tablete de cera de Pompeia.[4][5]

Públio Mário
Cônsul do Império Romano
Consulado 62 d.C.

Ver tambémEditar

Cônsul do Império Romano
 
Precedido por:
'Públio Petrônio Turpiliano

com Lúcio Júnio Cesênio Peto
com Cneu Pedânio Fusco Salinador (suf.)
com Lúcio Veleio Patérculo (suf.)

Públio Mário
62

com Lúcio Afínio Galo
com Quinto Mânlio Ancário Tarquício Saturnino (suf.)
com Públio Petrônio Níger (suf.)
com Quinto Júnio Marulo (suf.)
com Tito Clódio Éprio Marcelo (suf.)

Sucedido por:
'Caio Mêmio Régulo

com Lúcio Vergínio Rufo


Referências

  1. CIL VI, 16521, Roma (Itália); AE 1929, 96 = AE 1929, 126 = AE 1939, 305 = AE 1939, 312, locus incertus (Egito); AE 1959, 297 = AE 2006, 305, Herculano (Itália)
  2. Cooley, A. E. and M. G. L. Cooley (2013). Pompeii and Herculaneum: A Sourcebook (em inglês). [S.l.]: Routledge. 214 páginas. ISBN 1134624492 
  3. R. H. Rodgers, "Curatores Aquarum", Harvard Studies in Classical Philology, 86 (1982), p. 173
  4. CIL IV, 3340, 151
  5. George Houston, "P. Marius P.f., Cos. Ord. A.D. 62", ZPE 16 (1975), pp. 33-35

BibliografiaEditar

  • Ingemar König, Der römische Staat II, Die Kaiserzeit, Stuttgardiae 1997, p. 469