Abrir menu principal
Países sem costa marítima (verde). Os únicos países das Américas sem acesso ao mar são Bolívia e Paraguai.

São denominados países sem costa marítima, países interiores ou países encravados[1][2] aqueles que não têm saída para o mar ou oceano. Note-se que esta definição de mar não inclui os mares que não estão ligados aos oceanos, pelo que o mar Cáspio e o mar de Aral, ao serem lagos endorreicos, permitem que alguns países que neles têm costa sejam considerados países sem costa marítima. Os países banhados pelo mar de Aral e/ou mar Cáspio são: Azerbaijão, Cazaquistão, Uzbequistão e Turquemenistão.

O caso da Bolívia e a saída para o marEditar

A Bolívia é um país que já possuiu, no século XIX, saída para o mar, mas a perdeu na Guerra do Pacífico com o Chile. Ao final do conflito, em 1883, o Chile incorporou uma grande parte do território boliviano, incluindo a porção do território da Bolívia que garantia ao país acesso ao mar[3]. Desde então, a Bolívia e o Chile têm relações tensas em torno dessa questão, pois a Bolívia deseja recuperar sua saída ao mar, enquanto o Chile não pretende ceder o território ganho com a Guerra. Em 2018, a Bolívia levou a questão até o Tribunal Internacional de Justiça em Haya, na esperança de que a corte determinasse que o Chile deveria negociar o acesso ao mar com a Bolívia. A corte entretanto recusou fazê-lo, e a Bolívia foi derrotada por 12 votos contra 3 em uma resolução afirmando que o Chile não é obrigado a negociar um acesso soberano ao mar para a Bolívia[4].

A questão do acesso ao mar é tão importante para a Bolívia que o país celebra todo ano, no dia 23 de março, o Dia do Mar - ocasião na qual é lembrada a necessidade de o país recuperar o acesso a águas oceânicas. A cidade alvo das demandas bolívianas é Antofagasta, que fez parte da Bolívia até a Guerra do Pacífico e passou a ser internacionalmente reconhecida como parte integrante do Chile apenas com a assinatura do Tratado de Paz e Amizade entre Chile e Bolívia, em 1904. Desde a eleição de Evo Morales em 2006, essa questão voltou a ser central na política boliviana, tendo em vista o interesse de Evo no tema[5].

Lista de países sem costa marítimaEditar

Em 2019 há no mundo 45 países nesta situação geográfica:

Entre estes, apenas o Liechtenstein e o Uzbequistão se encontram rodeados exclusivamente por outros países sem costa marítima.

Ver tambémEditar

Referências

  1. "Encravado" no Moderno Dicionário Michaelis da Língua Portuguesa acessado a 13 de agosto de 2009
  2. "O ataque dos Escorpiões Azuis" artigo sobre a utilização da água no Lesoto, país encravado na África do Sul, no "Correio da Unesco", número 3 de 2008 Arquivado em 23 de abril de 2009, no Wayback Machine. acessado a 13 de agosto de 2009
  3. Bonilla, Heraclio (1979-4). «La dimensión internacional de la Guerra del Pacífico». Desarrollo Económico. 19 (73). 79 páginas. doi:10.2307/3466496  Verifique data em: |data= (ajuda)
  4. Tavares, Elaine (1 de outubro de 2018). «Bolívia segue sem acesso soberano ao mar». Instituto de Estudos Latino-Americanos. Consultado em 30 de março de 2019 
  5. Gouverneur, Cédric (3 de setembro de 2015.). «A Bolívia de olho no mar». Le Monde Diplomatique. Consultado em 30 de março de 2019.  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)