Abrir menu principal

Paião

vila e freguesia da Figueira da Foz, Portugal
Disambig grey.svg Nota: Para pelo cantor português, veja Carlos Paião.
Portugal Portugal Paião 
  Freguesia  
Brasão de armas de Paião
Brasão de armas
Paião está localizado em: Portugal Continental
Paião
Localização de Paião em Portugal
Coordenadas 40° 04' 24" N 8° 48' 13" O
País Portugal Portugal
Concelho FIG.png Figueira da Foz
Administração
- Tipo Junta de freguesia
- Presidente João Paulo Gonçalves Pinto (PS)
Área
- Total 31,19 km²
População (2011)
 - Total 3 115
    • Densidade 99,9 hab./km²
Gentílico Paionense
Orago Nossa Senhora do Ó

Paião é uma freguesia portuguesa do concelho da Figueira da Foz, com 31,19 km² de área e 2 268 habitantes (2011). A sua densidade populacional é de 99,9 hab/km². Foi elevada à categoria de vila em 30 de Junho de 1989.[1]

Fez parte do antigo concelho de Lavos, extinto por decreto em 31 de Dezembro de 1853.[2]

A sua toponímia é controversa, defendendo-se que poderá tanto ter a ver com a vulgarização do termo latino pelagus (relativo ao mar, caracterizando um povoamento de pessoas vindas da costa) que daria polegão (nome de um peixe, depreciativo, atribuído a um grupo de pessoas), como de uma origem mais próxima por um aumentativo de Paio, ligado a uma localidade próxima chamada Sampaio.

Localização no Concelho de Figueira da Foz

PopulaçãoEditar

População da freguesia de Paião [3]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
5 082 5 304 5 768 5 903 6 179 6 139 3 159 3 545 3 511 3 484 2 891 3 090 1 995 2 404 2 268

     

Pelo decreto nº 15.287, de 27/03/1928, foram desanexados lugares desta freguesia para constituir a de Alqueidão. Com lugares desta freguesia foi criada a de Marinha das Ondas (decreto nº 15.223, de 21/03/1928). Com lugares desta freguesia foi criada, pela Lei nº 70/89, de 29 de Agosto, a freguesia de Borda do Campo (Fonte: INE)

Reforma administrativaEditar

Em 2013, no âmbito de uma reforma administrativa nacional, foi-lhe adicionado o território da freguesia de Borda do Campo, entretanto extinta.[4]

Freguesia atual Freguesias antigas
Brasão Freguesia População[5](2011) Área[6](km²) Brasão Freguesia População[7](2011)
Paião 3 115 31,19 Paião 2 268
Borda do Campo 847

FreguesiaEditar

Comummente conhecida como "Terra dos Alfaiates", esta freguesia viu este negócio florescer ao longo do século XIX até finais do século XX, chegando a haver cerca de 25 alfaiatarias que operavam com uma ou várias pessoas. Desde os anos 80 do último século, assistiu-se a um decréscimo significativo que quase fez desaparecer a profissão.

O Rancho Folclórico de Paião, bem como o brasão da vila, guardam a memória dessa actividade, no uso da tesoura e linha.

Em 2005 foi inaugurada uma estátua em homenagem ao alfaite, da autoria do escultor Mário Nunes.

Também reconhecida na elaboração do brasão é a actividade da agricultura que representou, até próximo do final do último século, um meio de subsistência importante para os habitantes da freguesia.

A lira presente no centro do brasão refere-se à reconhecida actividade da Sociedade Filarmónica Paionense que promoveu desde 1858 actividades artísticas de vária ordem, mas também desportivas e recreativas.

Além desta associação existe também o Grupo de Instrução e Recreio Paionense (GIRP), fundado em 1958 que desenvolve actividades desportivas e recreativas.

PatrimónioEditar

EquipamentosEditar

O maior edifício da vila é a igreja paroquial de Nossa Senhora do Ó, concluída em 1905, ainda com traços neo-clássicos.

Numa rua próxima da igreja pode-se apreciar uma capela-nicho, amelhorada a partir de umas alminhas, com um arco do século XV, possivelmente reaproveitado.

Também próximo da igreja paroquial, foi acondicionada a Fonte de S. João, oferecendo um local com vista panorâmica sobre os campos do Rio Mondego e a Figueira da Foz. Celebrava-se faustamente, e ultimamente mais moderadamente, a festa de S. João de 23 para 24 de Junho próximo dessa fonte, atribuindo às suas águas a capacidade de juntar para sempre um casal que delas bebesse nessa noite.

Alguns quilómetros a sudeste da vila de Paião, passando os lugares de Copeiro e Casal Novo, existe as ruinas do Mosteiro de Santa Maria de Seiça, antiga ordem de Cister extinta aquando das revoluções liberais, e a Capela de Seiça com formato octagonal, abringando uma imagem da Virgem e do Menino do século do século XIV, azulejos da época de D. Maria e quadros seiscentistas que colocaram este edifício numa lista dos melhores monumentos religiosos, a capela já pertençe á aldeia vizinha ou seja Marinha das Ondas. A estes dois edifícios está associado um milagre e sucessiva devoção que remonta ao início da nossa nacionalidade.

Os paionenses podem usufruir de uma piscina municipal que juntamente com a psicina de Marinha das Ondas servem o sul do Concelho.

Possui uma escola de 2º e 3º Ciclos denominada "E.B. 2/3 Dr. Pedrosa Veríssimo".

FestividadesEditar

No dia 19 de cada mês, tem lugar na vila de Paião uma feira em que os comerciantes expõem os seus produtos em escaparates dispostos ao longo de várias ruas. No dia 19 de Março confluem vários feirantes para a maior feira, coincidindo com o aniversário de elevação a vila.

Anualmente, a 15 de Agosto, em Seiça, tem lugar a feira de ano, junto às ruinas do mosteiro e próximo da capela, remeniscências de uma feira medieval promovida pela ordem monástica que então aí residia.

Lugares da Freguesia de PaiãoEditar

  • Asseiçó;
  • Bizorreiro de Castela;
  • Castela
  • Casal Novo;
  • Casal Verde;
  • Copeiro;
  • Outeiro;
  • Seiça;
  • Sipreste (ou Cipreste);
  • Telhada;
  • Vale Vendeiro;
  • Vales.

Povoações da Freguesia de PaiãoEditar

Paião, Bizorreiro, Vales, Casal Verde, Asseiçó, Telhada, Vale Vendeiro, Seiça, Sipreste, Casal Novo, *Copeiro e Outeiro.

Referências

  1. «Lei nº 52/89» (PDF). Diário da República. Consultado em 22 de Janeiro de 2014 
  2. «Paróquia do Paião». Arquivo da Universidade de Coimbra. Consultado em 22 de Janeiro de 2014 
  3. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
  4. Diário da República, 1.ª Série, n.º 19, Lei n.º 11-A/2013 de 28 de janeiro (Reorganização administrativa do território das freguesias). Acedido a 2 de fevereiro de 2013.
  5. Ainda não existem dados populacionais oficiais para a nova configuração desta freguesia. Os valores apresentados são calculados a partir dos dados dos territórios agregados.
  6. IGP Instituto Geográfico Português -Carta Administrativa Oficial de Portugal CAOP 2013
  7. INE Instituto Nacional de Estatítica