Paleobiologia

A Paleobiologia é a disciplina paleontológica que estuda a vida, em todos os seus aspectos, do passado geológico da Terra. Juntamente com a Tafonomia e a Biocronologia, a Paleobiologia constitui uma das três subdivisões conceptuais da Paleontologia.[1]

Fósseis de trilobites, um grupo de artrópodes extinto do Paleozóico.

Divisões da PaleobiologiaEditar

Sendo o estudo da Biologia dos organismos do passado geológico, por via do estudo dos fósseis, a Paleobiologia, subdivide-se, basicamente, nas mesmas disciplinas que a Biologia, mas abordadas de uma perspe(c)tiva paleontológica: Paleozoologia, Paleobotânica, Paleoecologia, Paleoanatomia, Paleoneurologia, etc.[2] É no seio da Paleobiologia que se insere a Paleozoologia, o estudo dos fósseis de animais, e a Paleobotânica, o estudo dos fósseis de plantas.[2]

Enquanto a Paleozoologia e a Paleobotânica se centram em grupos biológicos (animais e plantas), a Paleoecologia é uma disciplina transversal no seio da Paleobiologia, centrando-se no estudo dos ecossistemas do passado, ou seja estudando as relações entre os diversos paleorganismos de uma determinada fatia temporal e entre estes e os paleoambientes em que viviam.[1]

Outras disciplinas paleobiológicas transversais, que não estão limitadas a um dado grupo taxonómico, são, por exemplo: a Macropaleontologia, que estuda os fósseis visíveis a olho nu, e a Micropaleontologia, que estuda fósseis de pequenas dimensões, que necessitam de microscópio para serem convenientemente estudados.[3]

Uma outra disciplina paleobiológica transerval, que abrange a Paleobotânica e a Micropaleontologia, é a Palinologia, que se dedica ao estudo dos pólen e dos esporos fossilizados.[carece de fontes?]

Referências

  1. a b Morais, Luana; Becker-Keber, Bruno; Osés, Gabriel Ladeira; Oliveira, Alessandro; Pacheco, Mirian Liza (2013). «Paleobiologia e Evolução: O potencial do registro fossilífero brasileiro». Revista Espinhaço: 24-40 
  2. a b Silva, C.M da (2005), p.45
  3. Carlos Marques da Silva (10 de janeiro de 2008). «Temas de Paleontologia: Micropaleontologia». Lisboa: Departamento de Geologia da Universidade de Lisboa 

BibliografiaEditar

Silva, C.M da (2005). Plumas em Dinossáurios. Afinal nem todos se extinguiram. Parte 1 (PDF). Guia do/a Professor/a. [S.l.]: Museu Nacional de História Natural de Lisboa. Cópia arquivada (PDF) em 3 de março de 2016  Parte 2, 50 pp.