Abrir menu principal

Palhais (Barreiro)

localidade e antiga freguesia de Barreiro, Portugal
Portugal Palhais 
  Freguesia portuguesa extinta  
Igreja de Nossa Senhora da Graça
Igreja de Nossa Senhora da Graça
Brasão de armas de Palhais
Brasão de armas
Palhais está localizado em: Portugal Continental
Palhais
Localização de Palhais em Portugal Continental
Coordenadas 38° 37' 30" N 9° 02' 58" O
Concelho primitivo Barreiro
Concelho (s) atual (is) Barreiro
Freguesia (s) atual (is) Palhais e Coina
Extinção 28 de janeiro de 2013
Área
 - Total 7,10 km²
População (2011)
 - Total 1 869
    • Densidade 263,2 hab./km²
Orago Nossa Senhora da Graça

Palhais foi uma freguesia portuguesa do concelho do Barreiro, com 7,11 km² de área e 1 869 habitantes (2011). Densidade: 262,9 hab/km². Fez parte do extinto concelho de Lavradio entre 1670 e 1836, passando para o também extinto concelho de Alhos Vedros entre 1836 e 1855.

Foi extinta em 2013, no âmbito de uma reforma administrativa nacional, tendo sido agregada à freguesia de Coina, para formar uma nova freguesia denominada União das Freguesias de Palhais e Coina da qual é a sede.[1]

Índice

PopulaçãoEditar

População da freguesia de Palhais [2]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
752 869 1 163 1 712 2 501 2 959 3 140 3 577 4 336 4 689 5 528 8 042 1 138 1 224 1 869

Com lugares desta freguesia foi criada pela Lei n.º 135/85, a freguesia de Coina e pela Lei n.º 135/85, de 4 de Outubro, a freguesia de Santo António da Charneca

Distribuição da População por Grupos Etários
Ano 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos
2001 156 172 710 186 12,7% 14,1% 58,0% 15,2%
2011 321 168 1 093 287 17,2% 9,0% 58,5% 15,4%

Média do País no censo de 2001: 0/14 Anos-16,0%; 15/24 Anos-14,3%; 25/64 Anos-53,4%; 65 e mais Anos-16,4%

Média do País no censo de 2011: 0/14 Anos-14,9%; 15/24 Anos-10,9%; 25/64 Anos-55,2%; 65 e mais Anos-19,0%

HistóriaEditar

Palhais é uma terra,ligada ao inicio dos Descobrimentos Marítimos portugueses.

Nos finais do século XV e inícios do século XVI existiu um estaleiro naval, junto ao rio Coina onde se construíam os navios dos Descobrimentos, onde depois seguiam para Lisboa para se dar os últimos retoques.

Da Mata da Machada era retirada a madeira para a construção das embarcações.

Também em Palhais se fabricava um pão de trigo, água e sal, o chamado biscoito, que servia de alimento nas viagens marítimas.

Os fornos que fabricavam os biscoitos encontravam-se no Complexo Real de Vale de Zebro que tinha cerca de 27 fornos, e um moinho de maré de oito moendas que moía os cereais para o fabrico dos biscoitos.

A igreja de Nossa Senhora da Graça é um dos monumentos da localidade ligado ao descobrimentos, da era manuelina(século XVI), dedicada a N.ª Sra da Graça. É o único Monumento Nacional do Concelho do Barreiro classificado em 1922. Ordem Militar de Santiago. fundada por Paulo da Gama, irmão de Vasco da Gama, construída pelos habitantes que pertenciam à Ordem Militar de Santiago,arquitecto encarregado, Afonso Pires.

PatrimónioEditar

Movimento associativoEditar

  • Grupo Recreativo e Desportivo de Palhais
  • Centro Popular e Recreativo e Cultural da Quinta do Torrão

ReferênciasEditar

Ligações externasEditar

Referências

  1. Diário da República, 1.ª Série, n.º 19, Lei n.º 11-A/2013 de 28 de janeiro (Reorganização administrativa do território das freguesias). Acedido a 2 de fevereiro de 2013.
  2. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
  Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.