Paolo Pizzo

esgrimista italiano
Paolo Pizzo
Paolo Pizzo
Esgrima
Nome completo Paolo Pizzo
Nascimento 4 de abril de 1983 (37 anos)
Catania, Itália
Nacionalidade italiano(a)

Paolo Pizzo (Catânia, 4 de abril de 1983) é um esgrimista italiano de espada, medalhista olímpico em 2016. Pizzo também conquistou duas medalhas de ouro em campeonatos mundiais, e três pratas em campeonatos europeus.

Aos 13 anos, Pizzo foi diagnosticado com câncer de cabeça e, como consequência, abandonou o esporte. Treze anos depois, conquistou sua primeira vitória. Em 2011, tornou-se campeão mundial em sua cidade natal, título que voltaria a conquistar em 2017.

Em Jogos Olímpicos, Pizzi tem duas participações. Nos jogos de Londres, em 2012, terminou o evento espada individual na quinta colocação. Em 2016, conquistou a medalha de prata por equipes nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

CarreiraEditar

Em 1996, aos 13 anos, Paolo Pizzo foi diagnosticado com câncer de cabeça, forçando-o a abandonar o esporte, depois veio a lenta reabilitação até sua primeira vitória em 2009, atribuindo sua recuperação aos seus pais e ao esporte.[1][2]

Jogos OlímpicosEditar

Paolo Pizzo representou seu país nas edições de 2012 e 2016 dos Jogos Olímpicos. Em Londres, disputou o evento espada individual terminando na quinta colocação após ser eliminado nas quartas de final para o venezuelano Rubén Limardo.[3][4]

Em 2016, voltou a competir o evento individual, sendo eliminado na segunda fase para o suíço Max Heinzer.[5] No entanto, Pizzo integrou o time nacional da Itália, conquistando a medalha de prata no evento por equipes ao lado de Enrico Garozzo, Marco Fichera e Andrea Santarelli.[6]

Campeonatos MundiaisEditar

Pizzo conquistou a primeira medalha em campeonatos mundiais na edição de 2011, quando derrotou o neerlandês Bas Verwijlen no evento espada individual, consagrando campeão mundial em sua cidade natal. Sobre o feito, ele comentou:[7]

 
Pódio do Campeonato Europeu de 2014: Pizzo, a esquerda.
"É a corrida que sempre carregarei em meu coração e que marcou mais em minha carreira. Primeiro de tudo porque eu ganhei um campeonato mundial e pela incrível coincidência que foi organizado na minha cidade e eu consegui vencê-lo.
— Pizzo numa entrevista para Tribuno.[2]

Seis anos depois, voltou a conquistar outra medalha de ouro ao vencer a decisão contra o estoniano Nikolai Novosjolov.[7]

Campeonatos EuropeusEditar

Conquistou sua primeira medalha em campeonatos europeus na edição de 2014, disputada em Estrasburgo. Na ocasião, perdeu a decisão do evento individual para o húngaro András Rédli.[8] Dois anos depois, conquistou outra medalha de prata, desta vez com a equipe nacional.[9] Em 2017, na edição de Tbilisi, ele voltou a conquistar a prata no evento individual.[10]

Referências

  1. «Mondiali di scherma: la favola di Paolo Pizzo, dal tumore alla medaglia d'oro» (em italiano). panorama.it. 4 de maio de 2012. Consultado em 21 de outubro de 2018. Arquivado do original em 12 de abril de 2012 
  2. a b «Paolo Pizzo: Campione di scherma, campione nella vita» (em italiano). tiburno.tv. 18 de março de 2015. Consultado em 21 de outubro de 2018. Cópia arquivada em 6 de maio de 2016 
  3. «Fencing at the 2012 London Summer Games: Men's Épée, Individual» (em inglês). sports-reference.com. Consultado em 21 de outubro de 2018. Cópia arquivada em 21 de outubro de 2018 
  4. «Fencing at the 2012 London Summer Games: Men's Épée, Individual Quarter-Finals» (em inglês). sports-reference.com. Consultado em 21 de outubro de 2018. Cópia arquivada em 11 de julho de 2017 
  5. «Fencing at the 2016 Rio de Janeiro Summer Games: Men's Épée, Individual Round Two» (em inglês). sports-reference.com. Consultado em 21 de outubro de 2018. Cópia arquivada em 21 de outubro de 2018 
  6. «Italy Fencing at the 2016 Rio de Janeiro Summer Games» (em inglês). sports-reference.com. Consultado em 21 de outubro de 2018. Cópia arquivada em 21 de outubro de 2018 
  7. a b «Paolo Pizzo: Sono un lottatore come Gattuso» (em italiano). eurosport.com. 23 de julho de 2017. Consultado em 21 de outubro de 2018. Cópia arquivada em 27 de julho de 2017 
  8. «Championnats d`Europe 2014» (em inglês). Consultado em 21 de outubro de 2018. Cópia arquivada em 5 de março de 2016 
  9. «Europei di scherma: argento per Di Francisca e Volpi nel fioretto e Santarelli nella spada» (em italiano). poliziadistato.it. 27 de junho de 2016. Consultado em 21 de outubro de 2018. Cópia arquivada em 9 de abril de 2017 
  10. «Scherma, Europei: Errigo d'oro nel fioretto. Pizzo è argento nella spada». repubblica.it. 13 de junho de 2017. Consultado em 21 de outubro de 2018. Cópia arquivada em 18 de junho de 2018 

Ligações externasEditar