Papel velino

Papel velino datado de 1638.

O papel velino (do francês antigo Vélin, para "couro de vitelo") é tipo de pergaminho fino, liso e acetinado, preparado a partir do couro de vitelo ou fetos bovinos abortados.[1][2] Era usado como material de escrita manuscritas e impressões, seja na forma de páginas soltas, códices e livros. Devido ao seu alto valor, somente obras especiais ou de luxo eram escritas em velino.


Com o tempo, os termos pergaminho e velino passaram a ser usados de forma intercambiável.[1] Por analogia, atualmente chama-se velino a todo papel bom, de forma, desprovido de grão, não sendo vergê.

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b PAROSCHI, Wilson (2012). Origem e Transmissão do Texto do Novo Testamento. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil (SBB). p. 15 
  2. "Vellum" - Online Etymological Dictionary
  Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.