Abrir menu principal
Papiro de Ani: cena final.

O Papiro de Ani é a versão mais conhecida do Livro dos Mortos. Estima-se que foi escrito durante a XVIII dinastia egípcia até ao ano de 1300 a.C.. Entre todos os textos encontrados do Livro dos Mortos, este é o que possui o maior número de capítulos, todos decorados com ilustrações que representam cada passo do Julgamento de Osíris.

Integra o acervo do Museu Britânico desde 1888, quando foi descoberto, próximo a Luxor, pelo Dr. E. A. Wallis Budge, então agente de compras da instituição, em uma tumba da XVIII dinastia.

Ligações externasEditar

 
O Wikisource contém fontes primárias relacionadas com Papiro de Ani
 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Papiro de Ani


  Este artigo sobre História ou um(a) historiador(a) é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.