Paraíso FM

Paraíso FM é uma emissora de rádio brasileira sediada em Sobral, cidade do estado do Ceará. Opera no dial FM, na frequência 101,1 MHz, e faz parte do Grupo Oscar Rodrigues Júnior (GORJ), dirigida por Moses Rodrigues, que administra o Centro Universitário INTA.

Paraíso FM
Paraíso Comunicações Ltda.
País Brasil
Frequência(s) FM 101,1 MHz
Antigas frequências:
FM 95,9 MHz (1988)
FM 96,1 MHz (1988-2012)
Sede Sobral, Ceará
Slogan A rádio feita pra você
Fundação 9 de novembro de 1988 (33 anos)
Pertence a Grupo Oscar Rodrigues Júnior (GORJ)
Proprietário(s) Oscar Rodrigues Júnior
Antigo(s) proprietário(s) Franzé Loiola
Carolino Soares
Sócio(s) Martinilsa Rodrigues Araujo
Maria das Dores Guimarães Loiola
Formato Comercial
Afiliações anteriores Rede SomZoom Sat (1997-2001)
Idioma Português
Prefixo ZYC 413
Nome(s) anterior(es) Tupinambá FM (1988)
Página oficial www.paraisofmdesobral.com.br

HistóriaEditar

A emissora entrou no ar em 9 de novembro de 1988, na frequência 95,9 MHz, e se chamava Tupinambá FM. Em dezembro, passou para a frequência 96,1 MHz e mudou seu nome para Paraíso FM. A emissora permaneceu nesta frequência até 12 de novembro de 2012, quando passou para 101,1 MHz por determinação da Anatel.

A Paraíso FM teve como proprietários Franzé Loiola e Carolino Soares e era uma emissora essencialmente musical. Em junho de 2015, a emissora foi comprada pelo Grupo Oscar Rodrigues Júnior (GORJ), que assumiu a emissora em 13 de junho. A nova administração passou a inserir programas informativos na grade.[1]

No dia 14 de junho de 2018, é publicado no Diário Oficial do Município de Sobral o Decreto nº 2055, assinado pelo prefeito Ivo Gomes, que desapropria o terreno onde está instalada a sede da Paraíso FM.[2] A ação faz parte do Projeto de Urbanização do Alto do Cristo, que prevê uma requalificação da região do Alto do Cristo.[3] O decreto é definido como "ditatorial" pelo site Ceará News 7, pertencente ao grupo que controla a Plus FM Sobral, outra rádio que fica nessa sede, uma vez que atacaria emissoras que são críticas à gestão de Ivo Gomes, no caso a Paraíso FM e a Plus FM, que também recebeu decreto de desapropriação de terreno.[2][4]

Referências

  1. «Sob nova direção: Oscar Rodrigues compra a FM Paraíso de Sobral». Sobral Online. 12 de junho de 2015. Consultado em 27 de junho de 2018 
  2. a b «Ivo não aguenta jornalismo independente e manda derrubar prédio da Plus FM em Sobral». Ceará News. 25 de junho de 2018. Consultado em 29 de outubro de 2018 
  3. «Ivo anuncia demolição dos prédios de rádios e também serão destruídas 6 casas». Ceará News. 18 de janeiro de 2018. Consultado em 29 de outubro de 2018 
  4. Severino Motta (28 de janeiro de 2018). «Irmão de Ciro Gomes desapropria prédios de rádios de adversários políticos no Ceará». Buzzfeed. Consultado em 30 de junho de 2018 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre Rádio é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.