Abrir menu principal

Parque Campolim (Sorocaba)

bairro do Sorocaba
Parque Campolim
  Bairro do Brasil  
Vista do bairro desde o Parque Carlos Alberto de Souza
Vista do bairro desde o Parque Carlos Alberto de Souza
Unidade federativa São Paulo
Zona Sul de Sorocaba
Município Sorocaba
Criado em 1981
Área
- Total 8km²
População (2010)
 - Total 20,000 hab,[1]
    • Densidade 2,500 hab./km²
Taxa de crescimento 2,15%[2]
Domicílios 4.500[1]
Rendimento médio mensal R$ 9.740,00[3]
Fonte: Não disponível


O Parque Campolim, popularizado apenas por Campolim, é um bairro nobre localizado na zona sul da cidade de Sorocaba, interior de São Paulo. Considerado o centro financeiro de Sorocaba, com 20 mil habitantes e uma renda média de mais de 9 mil reais mensais, é conhecido por ser um dos bairros mais valorizados do interior do Brasil, sendo mencionado como o "Jardins" sorocabano, em referência a região de alto padrão da cidade de São Paulo.[4] O valor do metro quadrado no bairro é de R$ 8.834, superando cidades como Londrina, Ribeirão Preto e Campinas.[5]

Grande parte das atrações noturnas de entretenimento e do comércio de alto padrão da cidade, se concentram no Campolim. Estima-se que cerca de 250 mil carros circulem diariamente pela Avenida Antônio Carlos Cômitre, principal via do bairro.[6]

Nos últimos anos, grandes condomínios verticais e edifícios comerciais envidraçados começaram a aparecer no Campolim. Representa a capacidade empreendedora do povo sorocabano no contexto regional e alinha nossos ideais aos dos países do primeiro mundo.

Localiza-se no Campolim o Iguatemi Esplanada, o maior shopping center da região e o mais estruturado de Sorocaba com lojas de grandes nomes. O bairro também conta com academias, clínicas médicas e odontológicas, pista de caminhada, farmácias, bancas de jornais e revistas, restaurantes, padarias, escolas particulares, redes de fast-food, além de o bairro possuir em seu interior grandes redes de escolas, como o Colégio Anglo, o Colégio Objetivo e o Universitário. Os quatro maiores hipermercados da cidade estão no Campolim: a rede francesa Carrefour, as redes brasileiras Tauste e Hipermercado Extra e o norte-americano Walmart.[7]

HistóriaEditar

Antes da formação do bairro, havia no local uma chácara de propriedade de Achilles Campolim, popularmente conhecido por Quiló, adquirida por ele no ano de 1917. A área foi usada para a criação de gado leiteiro e praticava ali o cultivo de gêneros agrícolas para o sustento de sua família.

Na década de 1950, com a morte do patriarca, seu filho, João Campolim, assume os negócios da família, que assim o faz até meados da década de 1970, neste período, após vários contatos entre membros da família Campolim e proprietários da Construtora e Empreendedora Júlio e Júlio, resolve-se que o local será então dotado de toda infraestrutura para posterior comercialização de seus terrenos. O loteamento foi liberado por fases, sendo que a primeira ficou pronta só em 1981, ano de inicio da comercialização dos lotes.

 
Vista de um dos condomínios de alto padrão do Parque Campolim, em 2006.

A atual Avenida Antônio Carlos Cômitre, hoje corresponde ao metro quadrado mais valorizado da cidade, na época era menos valorizada fazendo parte da avenida central. A última fase do loteamento foi concluída em 1985, ainda com as vendas dos terrenos ocorrendo de maneira moderada.

Em agosto de 1990 foi inaugurado na região sul do bairro o Hipermecado Carrefour, marcando sua efetiva ocupação na área. No ano seguinte, anexado ao mesmo, inaugura-se o Esplanada Shopping (hoje Iguatemi Esplanada), através da influência do visionário empreendedor Sorocabano, Sr. Edgard Moura, da Edgard Moura Negócios Imobiliários, que através de sua capacidade de agregar negócios a região, trouxe a Construtora Chap-Chap que edificou o Esplanada Shopping. Logo, segundo levantamentos e quantificação da área, essas empresas foram fortes molas propulsoras para a iniciação do mercado financeiro, imobiliário e comercial na região.[8]

 
Avenida Barão de Tatuí sentido Parque Campolim.

A importância da Rodovia Raposo TavaresEditar

A Rodovia Raposo Tavares sempre foi um importante corredor viário para o estado de São Paulo e para a cidade de Sorocaba. Pela mesma, pode se chegar a capital em mais ou menos uma hora. Também permite a ligação com o sul do país no sentido interior. A sua duplicação, em especial no trecho entre Sorocaba e São Paulo, acabou sendo um elemento a mais para o fomento imobiliário do bairro.

Muitos moradores de bairros próximos a rodovia, em especial do Campolim, fazem o translado diário a capital paulista, por preferir morar em uma cidade teoricamente mais tranquila, mais bonita e mais segura.[9]

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b «Zona sul de Sorocaba tem boom imobiliário com mais de 110 prédios». Condoworks. Consultado em 20 de março de 2016 [ligação inativa]
  2. «População de Sorocaba cresce 8,6% em quatro anos e soma 637,1 mil habitantes». Jornal Cruzeiro do Sul. Consultado em 20 de março de 2016 
  3. «Sorocaba tem pelo menos 10% da população em situação de pobreza». Jornal Cruzeiro do Sul. Consultado em 20 de março de 2016 
  4. «Problema de abastecimento atinge bairro nobre da cidade». Jornal Cruzeiro do Sul. Consultado em 20 de março de 2016 
  5. Campolim, Sorocaba
  6. Trânsito de Sorocaba tem dois veículos para cada três pessoas
  7. «A estrutura do Parque Campolim -». Consultado em 5 de fevereiro de 2011. Arquivado do original em 3 de julho de 2010 
  8. «História do Campolim -». Consultado em 6 de fevereiro de 2011. Arquivado do original em 3 de julho de 2010 
  9. «Raposo Tavares e o bairro Campolim -». Consultado em 6 de fevereiro de 2011. Arquivado do original em 3 de julho de 2010 

Ligações externasEditar