Abrir menu principal
Vista do arco do triunfo no Parque do Cinquentenário, Bruxelas

O Parque do Cinquentenário (em francês: Parc du Cinquantenaire; em holandês: Jubelpark) é um parque público urbano no leste de Bruxelas, capital da Bélgica.

A maioria dos edifícios do complexo em forma de U que dominam o parque foram encomendados pelo governo belga sob o reinado do rei Leopoldo II para a Exposição Nacional de 1880, em comemorativa ao cinquentenário da independência da Bélgica, e exposições sucessivas que ocorreram na mesma área.

O arco do triunfo Les Arcades du Cinquantenaire foi erguido em 1905, substituindo uma versão temporária anterior da arcada por Gédéon Bordiau. As estruturas foram construídas em ferro, vidro e pedra, simbolizando o desempenho econômico e industrial da Bélgica.

Os 30 hectares de parque está cheio de jardins pitorescos, lagoas e cachoeiras. Ele abrigou várias feiras, exposições e festivais, no início do século. Desde 1930 que o parque é voltado para o lazer.

O Museu Real do Exército e da História Militar ocupe o único edíficio no norte do complexo desde 1880. A metade sul é atualmente ocupada pelos Museus reais de Arte e História de Bruxelas e o Museu Autoworld. O Pavilhão das Paixões humanas de Victor Horta para o relevo de Jef Lambeaux e a Grande Mesquita de Bruxelas de 1978 estão localizados no canto noroeste do parque.[1]

Referências

  1. «Cópia arquivada». Consultado em 30 de dezembro de 2013. Arquivado do original em 29 de julho de 2012