Parque das Flores

bairro do Goiânia

Parque das Flores é um bairro do município brasileiro de Goiânia, capital do estado de Goiás.

Parque das Flores
  Bairro do Brasil  
Av. Carrinho Cunha, em 2023.
Av. Carrinho Cunha, em 2023.
Av. Carrinho Cunha, em 2023.
Localização
Unidade federativa  Goiás
Zona Norte
Região administrativa Balneário M. Ponte/Mansões Goianas
Município Goiânia
História
Criado em 1997[1]
Características geográficas
Área total 1,01 km²
População total (2010) 2 787[2] hab.
Densidade 2 903,06 hab./km²
Outras informações
Domicílios 461
Limites Jardim Balneário Meia Ponte, Mansões Goianas, Maria Lourença, Residencial Itália, Residencial das Acácias
Fonte: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)[3]

História

editar

O Parque das Flores originalmente foi parte de terras cuja propriedade era de Paulo Roberto Cunha (1942–2011), que foi deputado federal de Goiás e prefeito de Rio Verde.[4] A região fazia divisa com áreas já povoadas da cidade, como o bairro Jardim Balneário Meia Ponte, um dos mais antigos de Goiânia.[5]

A área foi aprovada pela prefeitura de Goiânia, durante a gestão de Nion Albernaz, em fevereiro de 1997. O território, que pertencia à empresa privada ROMHI Participações e Empreendimentos Nil Ltda, foi loteado ainda no final da década de 1990. O bairro popularizou-se como um reduto residencial, com comércios específicos em sua principal via, a Av. Carrinho Cunha. Situa-se próximo a bairros como o Jardim Balneário Meia Ponte, bem como ao início da Avenida Goiás e ao Passeio das Águas Shopping, localizado próximo aos bairros vizinhos Mansões Goianas e Jardim Diamantina.[6]

Geografia e demografia

editar

Segundo relatório do Ministério Público de Goiás, na divisão anterior da cidade, o Parque das Flores estava localizado num intervalo entre a região norte e o Vale do Meia Ponte.[7] Na subdivisão reduzida e atual do município, o Parque das Flores é considerado parte da região norte de Goiânia.[2]

A Avenida Carrinho Cunha, principal via do bairro, foi determinada como via coletora de Goiânia ainda em 2000 e serve como ligação do norte para a região noroeste de Goiânia, que se inicia após o Residencial Itália.[8]

O bairro localiza-se no distrito-sede, e faz parte do 57º subdistrito de Goiânia, chamado Balneário M. Ponte/Mansões Goianas. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), sua população no ano de 2010 era de 2 787 habitantes, cujo valor representava 0,1% do total do município e estava distribuído em uma área de 1,01 km².[2][3]

Infraestrutura e patrimônio

editar

O Parque das Flores é um bairro predominantemente residencial, com a maior parte dos serviços de educação e saúde concentrados no bairro vizinho, Jardim Balneário.[5] Apesar disso, ainda possui uma feira livre aos sábados, que ocorre na praça entre a Av. Carrinho Cunha, Rua FL-14 e FL-16.[9][10]

Do ponto de vista de serviços públicos, o Parque das Flores contém o Centro Dia do Idoso, inaugurado pela Prefeitura em setembro de 2023 na Rua FL-9.[11]

Em outubro de 2021, no aniversário de 88 anos do município, a Prefeitura de Goiânia estreou o Parque das Flores,[12] uma área verde localizada na Rua FL-20, com trechos para caminhada e um lago. Ao entorno do parque também há um mirante, para o qual é possível observar Goiânia a partir da região norte.[13]

Panorama de parte interna do Parque das Flores, em 2023.

Referências

  1. «Diário Oficial Município de Goiânia» (PDF). Prefeitura de Goiânia. 22 de fevereiro de 1999. Consultado em 16 de julho de 2015. Arquivado do original (PDF) em 12 de dezembro de 2016 
  2. a b c «3.5.1 - Estimativa - Redistribuição da população residente em Goiânia, por bairro e gênero - 2010» (PDF). Prefeitura de Goiânia. Consultado em 25 de julho de 2016 
  3. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (16 de novembro de 2011). «Sinopse dos dados - Setor: 520870705570026 - Parque das Flores». Consultado em 12 de dezembro de 2016 
  4. «O último adeus». Rio Verde Agora. Consultado em 17 de junho de 2023 
  5. a b «Saiba tudo sobre Goiânia - Jardim Balneário Meia Ponte». Goiás de Norte a Sul. Consultado em 3 de maio de 2012 
  6. LANGE, Hugo H. S. (11 de maio de 2013). «Insegurança no Parque das Flores». Jornal Opção. Consultado em 16 de julho de 2015. Arquivado do original em 4 de março de 2016 
  7. «Áreas de abrangência dos CRAS e UMAS» (PDF). Ministério Público de Goiás. Consultado em 17 de junho de 2023 
  8. «Decretos» (PDF). Prefeitura de Goiânia. 28 de agosto de 2000. Consultado em 31 de outubro de 2016 
  9. «Prefeitura de Goiânia é condenada a regularizar feiras no prazo de trinta dias». JusBrasil. Consultado em 17 de junho de 2023. Cópia arquivada em 17 de junho de 2023 
  10. «Goiânia tem dois locais para testagem de covid-19 nesta quarta-feira (26/10)». A Redação. Consultado em 17 de junho de 2023 
  11. «Centro Dia do Idoso é inaugurado em Goiânia». Mais Goiás. 26 de setembro de 2023. Consultado em 4 de outubro de 2023 
  12. «Comemoração dos 88 anos de Goiânia reúne entrega de obras e agenda cultural». A Redação. Consultado em 17 de junho de 2023. Cópia arquivada em 17 de junho de 2023 
  13. «Goiânia ganha novos parques em comemoração ao aniversário de 88 anos». Diário de Goiás. Consultado em 17 de junho de 2023. Cópia arquivada em 17 de junho de 2023