Abrir menu principal

O Partido Histórico[1] (1852-1876) foi uma formação política portuguesa fundada em torno de Nuno José Severo de Mendonça Rolim de Moura Barreto, 9.º conde de Vale de Reis, 2.º marquês de Loulé e 1.º duque de Loulé. Com a consolidação da Regeneração, começou a sentir-se a necessidade de um partido forte e bem organizado, que na oposição contrabalançasse o novo Partido Regenerador, e que se alternasse com ele no poder. Foi desta necessidade da vida constitucional que em 1852 nasceu o Partido Histórico, de que se tornou chefe, sem eleição, o duque de Loulé. O novo partido absorveu o que restava do Partido Progressista Histórico.

O Partido Histórico foi pela primeira vez chamada a formar governo em 3 de Junho de 1856.

Com o objectivo de conseguir a maioria parlamentar que isoladamente nenhum dos dois partidos possuía, perante a implantação e experiência política do Partido Regenerador, pelo Pacto da Granja, celebrado a 7 de Setembro de 1876, o Partido Histórico fundiu-se com o Partido Reformista, formando o novo Partido Progressista, sob a liderança de Anselmo José Braamcamp.

Índice

Resultados eleitoraisEditar

Eleições legislativasEditar

Data Cl. Votos % +/- Deputados +/- Status
1856 1.º N/D
72,0 / 100,0
116 / 162
Governo
1858 1.º N/D
85,0 / 100,0
 13
138 / 162
 22 Governo
1860 2.º N/D
8,0 / 100,0
 77
15 / 179
 123 Oposição
1861 1.º N/D
78,0 / 100,0
 70
137 / 177
 122 Governo
1864 1.º N/D
82,0 / 100,0
 4
145 / 177
 8 Governo
1865 N/D Governo (Governo da Fusão)
1867 N/D Governo
1868 2.º N/D
9 / 177
Oposição
1869 N/D Oposição
1870
(Março)
1.º N/D
85,0 / 100,0
75 / 107
Governo
1870
(Setembro)
2.º N/D
20,0 / 100,0
 65
20 / 107
 55 Oposição
1871 1.º N/D
30,0 / 100,0
 10
31 / 107
 55 Governo
1874 2.º N/D  
8 / 107
 23 Oposição

HistóricosEditar

Referências