Partido Regionalista de Cantábria

Partido Regionalista de Cantábria
Partido Regionalista de Cantabria
Presidente Miguel Ángel Revilla
Fundação 1978
Sede Santander, Flag of Spain.svg Espanha
Ideologia Regionalismo cantábrico
Centrismo
Progressismo
Social-democracia
Espectro político Centro
Parlamento da Cantábria
12 / 35
Cores Verde,Branco e Vermelho
www.prc.es

O Partido Regionalista de Cantábria (PRC) é a segunda formação política mais antiga de Cantábria, Espanha. A origem do partido se encontra na Associação para a defesa dos interesses de Cantábria (ADIC), fundada em 14 de maio de 1976, com o objetivo de impulsar a vocação autonomista cantabriano.

Assim, em 10 de novembro de 1978, nascia o Partido Regionalista de Cantábria (PRC); fundado por Miguel Ángel Revilla Roiz, Manuel Izquierdo Nozal, José Luis Oria Toribio, Eduardo Obregón Barreda e Juan José García González. Uns meses depois, já em 1979, o PRC concorre pela primeira vez a umas eleições generais, apresentando uma candidatura ao Senado.

O primeiro Congresso Regional do partido teve lugar nos dias 8 e 9 de dezembro de 1979 em Puente Viesgo, onde se aprovaram os Estatutos Generais, uma potência ideológica, outra sobre atuação municipal e uma terceira sobre política agrária, além de um projeto de Estatuto de Autonomia de Cantábria [1].

O seguinte congresso chegaria em 1982, o qual foi elegido Eduardo Obregón Barreda como secretário general. Em 8 de maio de 1983, com motivo das eleições regionais e municipais, o PRC acedeu o Parlamento de Cantábria com dois motivos disputados e obteve 63 concelhos.

Em 1985, Eduardo Obregón Barreda revalida seu cargo de secretário general no 3° Congreso Regional e dois anos depois, em 10 de junho de 1987, o PRC incrementa sua representação institucional, obtendo 5 deputados no Parlamento de Cantábria e 102 concelhos nas diferentes prefeituras da região. Esse mesmo dia tiveram lugar para eleições européias, as que o partido conseguiu 14.553 votos.

Resultados eleitoraisEditar

Eleições legislativas de EspanhaEditar

Resultados respeitantes da CantábriaEditar

Data CI. Votos % +/- Deputados +/- Status
1979 Não Concorreu
1983
1986
1989
1993 5.º 18 608
5,7 / 100,0
0 / 5
Extra-parlamentar
1996 Não Concorreu
2004
2008
2011 3.º 44 010
12,5 / 100,0
0 / 5
Extra-parlamentar
2015 Não Concorreu
2016
2019-A 4.º 52 197
14,6 / 100,0
1 / 5
-
2019-N 3.º 68 580
21,1 / 100,0
 5,5
1 / 5
 

Eleições regionaisEditar

Data CI. Votos % Deputados +/- Status
1983 3.º 18 767
6,7 / 100,0
2 / 35
Oposição
1987 3.º 38 202
12,9 / 100,0
 6,2
5 / 39
 3 Oposição
1991 4.º 18 789
6,4 / 100,0
 6,5
2 / 39
 3 Oposição
1995 4.º 46 587
14,6 / 100,0
 8,2
6 / 39
 4 Governo
1999 3.º 42 896
13,5 / 100,0
 1,1
6 / 39
  Governo
2003 3.º 66 480
19,2 / 100,0
 5,7
8 / 39
 2 Governo
2007 2.º 99 159
28,6 / 100,0
 9,4
12 / 39
 4 Governo
2011 2.º 98 887
29,1 / 100,0
 0,5
12 / 39
  Oposição
2015 2.º 96 070
30,0 / 100,0
 0,9
12 / 35
  Governo
2019 1.º 122 479
37,7 / 100,0
 7,7
14 / 35
 2 Governo
  Este artigo sobre política ou um cientista político é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.