Abrir menu principal

Partido Regionalista de Cantábria

Partido Regionalista de Cantábria
Partido Regionalista de Cantabria
Presidente Miguel Ángel Revilla
Fundação 1978
Sede Santander, Flag of Spain.svg Espanha
Ideologia Regionalismo cantábrico
Centrismo
Progressismo
Social-democracia
Espectro político Centro
Parlamento da Cantábria
12 / 35
Cores Verde,Branco e Vermelho
www.prc.es

O Partido Regionalista de Cantábria (PRC) é a segunda formação política mais antiga de Cantábria, Espanha. A origem do partido se encontra na Associação para a defesa dos interesses de Cantábria (ADIC), fundada em 14 de maio de 1976, com o objetivo de impulsar a vocação autonomista cantabriano.

Assim, em 10 de novembro de 1978, nascia o Partido Regionalista de Cantábria (PRC); fundado por Miguel Ángel Revilla Roiz, Manuel Izquierdo Nozal, José Luis Oria Toribio, Eduardo Obregón Barreda e Juan José García González. Uns meses depois, já em 1979, o PRC concorre pela primeira vez a umas eleições generais, apresentando uma candidatura ao Senado.

O primeiro Congresso Regional do partido teve lugar nos dias 8 e 9 de dezembro de 1979 em Puente Viesgo, onde se aprovaram os Estatutos Generais, uma potência ideológica, outra sobre atuação municipal e uma terceira sobre política agrária, além de um projeto de Estatuto de Autonomia de Cantábria [1].

O seguinte congresso chegaria em 1982, o qual foi elegido Eduardo Obregón Barreda como secretário general. Em 8 de maio de 1983, com motivo das eleições regionais e municipais, o PRC acedeu o Parlamento de Cantábria com dois motivos disputados e obteve 63 concelhos.

Em 1985, Eduardo Obregón Barreda revalida seu cargo de secretário general no 3° Congreso Regional e dois anos depois, em 10 de junho de 1987, o PRC incrementa sua representação institucional, obtendo 5 deputados no Parlamento de Cantábria e 102 concelhos nas diferentes prefeituras da região. Esse mesmo dia tiveram lugar para eleições européias, as que o partido conseguiu 14.553 votos.

Resultados eleitoraisEditar

Eleições legislativas de EspanhaEditar

Resultados respeitantes da CantábriaEditar

Data CI. Votos % Deputados +/- Status
1979 Não Concorreu
1983
1986
1989
1993 5.º 18 608
5,7 / 100,0
0 / 5
Extra-parlamentar
1996 Não Concorreu
2004
2008
2011 3.º 44 010
12,5 / 100,0
0 / 5
Extra-parlamentar
2015 Não Concorreu
2016
2019 4.º 52 197
14,6 / 100,0
1 / 5

Eleições regionaisEditar

Data CI. Votos % Deputados +/- Status
1983 3.º 18 767
6,7 / 100,0
2 / 35
Oposição
1987 3.º 38 202
12,9 / 100,0
 6,2
5 / 39
 3 Oposição
1991 4.º 18 789
6,4 / 100,0
 6,5
2 / 39
 3 Oposição
1995 4.º 46 587
14,6 / 100,0
 8,2
6 / 39
 4 Governo
1999 3.º 42 896
13,5 / 100,0
 1,1
6 / 39
  Governo
2003 3.º 66 480
19,2 / 100,0
 5,7
8 / 39
 2 Governo
2007 2.º 99 159
28,6 / 100,0
 9,4
12 / 39
 4 Governo
2011 2.º 98 887
29,1 / 100,0
 0,5
12 / 39
  Oposição
2015 2.º 96 070
30,0 / 100,0
 0,9
12 / 35
  Governo
  Este artigo sobre política ou um cientista político é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.