Abrir menu principal

Wikipédia β

Partido Socialista Italiano

O Partido Socialista Italiano (em italiano: Partito Socialista Italiano, PSI) foi um partido político socialista e, depois, social-democrata de Itália[1][2].

Partido Socialista Italiano
Partito Socialista Italiano
Líder Giuliano Amato (último)
Fundação 1892
Dissolução 1994
Ideologia 1892 a 1976:
Socialismo
Marxismo
Socialismo revolucionário
Comunismo (minoria)

1976 a 1994:
Social democracia
Social liberalismo
Reformismo
Pró-Europeísmo

Espectro político 1892-1976:
Esquerda
1976-1994:
Centro-esquerda
Publicação Avanti!, MondOperaio
Sucessor Socialistas Italianos
Afiliação internacional Internacional Socialista
Afiliação europeia Partido Socialista Europeu
Cores Vermelho      

Política da Itália

Índice

HistóriaEditar

O PSI foi fundado em 1892, e, inicialmente, seguia uma linha socialista revolucionária, embora, o partido tem começado a viver tensões internas, entre facções revolucionárias e reformistas[3]. Em 1914, com o início da Primeira Guerra Mundial, o PSI sofreu a primeira cisão interna, quando vários reformistas, que defendiam o apoio dos socialistas ao esforço de Guerra de Itália. Entre militantes reformistas, estaria Benito Mussolini, que, mais tarde, viria a ser o líder da Itália Fascista[4]. Após o fim da Primeira Guerra, apesar do PSI ter ganho as eleições de 1919, o partido voltaria a sofrer com divisões internas. A esquerda do PSI, inspirada pelo sucesso da Revolução de Outubro, rompia, em 1921, com o PSI e dar origem ao Partido Comunista Italiano[5][6]. Em 1922, mais uma cisão era originado do PSI, com Giacomo Matteotti a sair do partido e dar origem ao Partido Socialista Reformista[7]. Matteotti viria a ser assassinado pelo regime fascista de Mussolini, e, em 1926, o PSI, bem como os outros partidos de oposição, eram, formalmente, ilegalizados[8].

Após a Segunda Guerra Mundial, o PSI, inicialmente, parecia afirmar-se como o maior partido da esquerda italiana, ao conquistar 20,7% dos votos contra os 18,9% conseguidos pelos comunistas nas eleições de 1946[9], mas, rapidamente, os socialistas entrariam numa aliança eleitoral com o PCI, e, mais do que isso, seriam ultrapassados pelos comunistas como maior partido da esquerda[10][11].

Esta aliança com os comunistas, levou a uma nova cisão dentro do partido, com a ala social-democrata e anti-comunista liderada por Giuseppe Saragat a rejeitar a cooperação com o PCI e, a levar à criação do Partido Socialista Democrático Italiano[12].

A aliança com o PCI viria a ser terminada após a Revolução Húngara de 1956, em que, os socialistas atacaram a invasão soviética para esmagar a revolução, enquanto os comunistas mostraram compreensão pela resposta soviética[13][14].

A partir da ruptura com os comunistas, o PSI começou, lentamente, a abandonar o marxismo, e, acima de tudo, mostrando abertura para entrar num governo de coligação da Democracia Cristã[15]. Isto seria realidade a partir de 1963, quando, pela primeira vez, os socialistas entraram num governo de coligação com os democratas-cristãos, que, em troca do apoio dos socialistas a ver Itália como membro da NATO, a DC nacionalizava as companhias de energias eléctricas[16][17].

Em 1976, com a chegada de Bettino Craxi à liderança do partido, o PSI sofreu uma completa renovação ideológica[18].Em 1978, o partido renunciava, oficialmente, o marxismo e adoptaria um programa de linha social-democrata e de centro-esquerda[19]. Além da questão ideológica, o símbolo do PSI mudava, substituíndo-se a foice e o martelo por um cravo vermelho. O partido ia recuperando influência eleitoral e política, atingindo o ponto máximo em 1983, quando Craxi se tornou o primeiro líder socialista de um governo italiano[20].

O PSI, em 1987, atingia os 14,3% dos votos[21], o seu melhor resultado desde da década de 1960, e, continuaria a participar em coligações de governos ao lado de democratas-cristãos, social-democratas, liberais e republicanos, mas, mais importante, o partido parecia estar a aproximar-se do PCI[22].

Com o surgimento do Tangentopoli, que envolvia os altos dirigentes do PSI, em especial, o líder Bettino Craxi, a popularidade dos socialistas caiu a pique[23]. Apesar do partido ter mudado de nome para Socialistas Italianos, isso não impediu o fim da popularidade dos socialistas, que, em Itália, nunca mais voltou a ser a mesma[24].

Resultados EleitoraisEditar

Eleições legislativasEditar

Câmara dos DeputadosEditar

Data Líder Votos % +/- Deputados +/- Status Aliança
1895 Andrea Costa 82 523 6,8 (4.º)
15 / 508
Oposição
1897 Filippo Turati 82 536 3,0 (5.º)  3,8
15 / 508
  Oposição
1900 Filippo Turati 164 946 13,0 (3.º)  10,0
33 / 508
 17 Oposição
1904 Filippo Turati 326 016 21,3 (2.º)  8,3
29 / 508
 4 Oposição
1909 Filippo Turati 347 615 19,0 (2.º)  2,3
41 / 508
 12 Oposição
1913 Constantino Lazzari 883 409 17,6 (2.º)  1,4
52 / 508
 11 Oposição
1919 Nicola Bombacci 1 834 792 32,3 (1.º)  14,7
156 / 508
 104 Oposição
1921 Filippo Turati 1 631 435 24,7 (1.º)  7,6
123 / 535
 33 Oposição
1924 Tito Oro Nobili 360 694 5,0 (4.º)  19,7
22 / 535
 101 Oposição
1929 Banido
1934
1946 Pietro Nenni 4 758 129 20,7 (2.º)
115 / 556
Oposição
1948 Pietro Nenni N/D N/D
53 / 574
 62 Oposição Frente Democrática Popular
1953 Pietro Nenni 3 441 014 12,7 (3.º)
75 / 590
 22 Oposição
1958 Pietro Nenni 4 206 726 14,2 (3.º)  1,5
84 / 596
 9 Oposição
1963 Pietro Nenni 4 255 836 13,8 (3.º)  0,4
83 / 630
 1 Governo
1968 Partido Socialista Unificado
1972 Francesco De Martino 3 210 427 10,0 (3.º)
61 / 630
Governo
1976 Francesco De Martino 3 542 998 9,6 (3.º)  0,4
57 / 630
 4 Oposição
1979 Bettino Craxi 3 630 052 9,9 (3.º)  0,3
62 / 630
 5 Governo
1983 Bettino Craxi 4 223 362 11,4 (3.º)  1,5
73 / 630
 11 Governo
1987 Bettino Craxi 5 505 690 14,3 (3.º)  2,9
94 / 630
 21 Governo
1992 Bettino Craxi 5 343 808 13,6 (3.º)  0,7
92 / 630
 2 Governo
1994 Ottaviano Del Turco 849 429 2,2 (10.º)  11,4
14 / 630
 78 Oposição

SenadoEditar

Data Votos % +/- Deputados +/- Status Notas
1948 N/D N/D
41 / 237
Oposição Frente Democrática Popular
1953 2 891 605 11,9 (3.º)
26 / 237
 15 Oposição
1958 3 682 945 14,1 (3.º)  2,2
35 / 246
 9 Oposição
1963 3 849 495 14,0 (3.º)  0,1
44 / 315
 9 Governo
1968 Partido Socialista Unificado
1972 3 225 707 10,7 (3.º)
33 / 315
Governo
1976 3 208 164 10,2 (3.º)  0,5
29 / 315
 4 Oposição
1979 3 252 410 10,4 (3.º)  0,2
32 / 315
 3 Governo
1983 3 539 593 11,4 (3.º)  1,0
38 / 315
 6 Governo
1987 3 535 457 10,9 (3.º)  0,5
36 / 315
 2 Governo
1992 4 523 873 13,6 (3.º)  2,7
49 / 315
 13 Governo
1994 103 490 0,3 (11.º)  13,3
6 / 315
 43 Oposição

Eleições europeiasEditar

Data Votos % +/- Deputados +/-
1979 3 866 946 11,0 (3.º)
9 / 81
1984 3 940 445 11,2 (3.º)  0,2
9 / 81
=
1989 5 151 929 14,8 (3.º)  3,6
12 / 81
 3
1994 606 538 1,8 (10.º)  13,0
2 / 87
 10

Referências

  1. «Italian Socialist Party (PSI)». www.globalsecurity.org. Consultado em 15 de abril de 2016 
  2. Docherty, James C.; Lamb, Peter (2 de outubro de 2006). Historical Dictionary of Socialism (em inglês). [S.l.]: Scarecrow Press. ISBN 9780810864771 
  3. «Glossary of Organisations: It». www.marxists.org. Consultado em 15 de abril de 2016 
  4. «Glossary of Organisations: It». www.marxists.org. Consultado em 15 de abril de 2016 
  5. «Glossary of Organisations: It». www.marxists.org. Consultado em 15 de abril de 2016 
  6. Docherty, James C.; Lamb, Peter (2 de outubro de 2006). Historical Dictionary of Socialism (em inglês). [S.l.]: Scarecrow Press. ISBN 9780810864771 
  7. Docherty, James C.; Lamb, Peter (2 de outubro de 2006). Historical Dictionary of Socialism (em inglês). [S.l.]: Scarecrow Press. ISBN 9780810864771 
  8. Docherty, James C.; Lamb, Peter (2 de outubro de 2006). Historical Dictionary of Socialism (em inglês). [S.l.]: Scarecrow Press. ISBN 9780810864771 
  9. Docherty, James C.; Lamb, Peter (2 de outubro de 2006). Historical Dictionary of Socialism (em inglês). [S.l.]: Scarecrow Press. ISBN 9780810864771 
  10. «Italian Socialist Party (PSI)». www.globalsecurity.org. Consultado em 15 de abril de 2016 
  11. Docherty, James C.; Lamb, Peter (2 de outubro de 2006). Historical Dictionary of Socialism (em inglês). [S.l.]: Scarecrow Press. ISBN 9780810864771 
  12. Docherty, James C.; Lamb, Peter (2 de outubro de 2006). Historical Dictionary of Socialism (em inglês). [S.l.]: Scarecrow Press. ISBN 9780810864771 
  13. Docherty, James C.; Lamb, Peter (2 de outubro de 2006). Historical Dictionary of Socialism (em inglês). [S.l.]: Scarecrow Press. ISBN 9780810864771 
  14. «Italian Socialist Party (PSI)». www.globalsecurity.org. Consultado em 15 de abril de 2016 
  15. Docherty, James C.; Lamb, Peter (2 de outubro de 2006). Historical Dictionary of Socialism (em inglês). [S.l.]: Scarecrow Press. ISBN 9780810864771 
  16. Docherty, James C.; Lamb, Peter (2 de outubro de 2006). Historical Dictionary of Socialism (em inglês). [S.l.]: Scarecrow Press. ISBN 9780810864771 
  17. «Italian Socialist Party (PSI)». www.globalsecurity.org. Consultado em 15 de abril de 2016 
  18. «Italian Socialist Party (PSI)». www.globalsecurity.org. Consultado em 15 de abril de 2016 
  19. Docherty, James C.; Lamb, Peter (2 de outubro de 2006). Historical Dictionary of Socialism (em inglês). [S.l.]: Scarecrow Press. ISBN 9780810864771 
  20. Docherty, James C.; Lamb, Peter (2 de outubro de 2006). Historical Dictionary of Socialism (em inglês). [S.l.]: Scarecrow Press. ISBN 9780810864771 
  21. Docherty, James C.; Lamb, Peter (2 de outubro de 2006). Historical Dictionary of Socialism (em inglês). [S.l.]: Scarecrow Press. ISBN 9780810864771 
  22. Docherty, James C.; Lamb, Peter (2 de outubro de 2006). Historical Dictionary of Socialism (em inglês). [S.l.]: Scarecrow Press. ISBN 9780810864771 
  23. Docherty, James C.; Lamb, Peter (2 de outubro de 2006). Historical Dictionary of Socialism (em inglês). [S.l.]: Scarecrow Press. ISBN 9780810864771 
  24. Docherty, James C.; Lamb, Peter (2 de outubro de 2006). Historical Dictionary of Socialism (em inglês). [S.l.]: Scarecrow Press. ISBN 9780810864771