Partido do Povo (Brasil)

partido político extinto do Brasil
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Partido do Povo.
Partido do Povo
Número eleitoral 54
Presidente Paulo Gontijo
Fundação 1989
Dissolução 1989

Política do Brasil
Partidos políticos
Eleições

Partido do Povo foi uma agremiação partidária brasileira[1] fundada pelo empresário mineiro Paulo Gontijo, que disputou as eleições presidenciais de 1989.

Durante o pleito, "PG" (como o candidato era conhecido) promoveu uma campanha inspirada no falecido ex-presidente Juscelino Kubitschek, adaptando o slogan "50 anos em 5", usado por JK durante seu governo. A campanha de Paulo Gontijo era baseada no slogan "100 anos em 5". Em vários momentos, apenas uma sombra do candidato e a sigla "PG" eram exibidas. Entre suas propostas de governo, estavam: a construção de 200 mil represas de cabeceira no Nordeste e 200 mil na bacia do rio São Francisco; a construção de uma rodovia ligando Xique-Xique (Bahia) a Benjamim Constant (Amazonas), com prolongamento até o Amapá; uma nova divisão geopolítica do país; a construção de uma ponte aérea ligando o Rio Grande do Sul ao Rio Grande do Norte pelo litoral e de Natal a Manaus, ligando todo o litoral brasileiro e os pontos estratégicos do rio Amazonas, além de ligar Manaus a Miami, Natal a Paris, Porto Alegre a Montevidéu, e Buenos Aires a Santiago.

No primeiro turno da eleição presidencial, Gontijo, que faleceu em 2002, obteve apenas 198.719 votos, ficando em 14º lugar. Em seguida, o PP, cujo número de registro no TSE era o 54 (atribuído posteriormente ao PPL), encerrou suas atividades.

Embora tivesse utilizado a sigla "PP", o partido não guarda nenhuma semelhança com o atual Progressistas (ex-Partido Progressista), nem com o Partido Popular e com o Partido Progressista fundado em 1993.

BibliografiaEditar

Referências

  1. Redação. «Partido do Povo (PP)». CPDOC FGV. Consultado em 17 de junho de 2016