Partners (filme de 1982)

Partners (bra: Dois Tiras Meio Suspeitos[3][4]) é um filme estadunidense de 1982, do gênero comédia dramática,[5][6] dirigido por James Burrows, e estrelado por Ryan O'Neal e John Hurt.

Partners
Pôster original do filme
No Brasil Dois Tiras Meio Suspeitos
 Estados Unidos
1982 •  cor •  93 min 
Direção James Burrows
Produção Aaron Russo
Francis Veber
Roteiro Francis Veber
Elenco Ryan O'Neal
John Hurt
Kenneth McMillan
Robyn Douglass
Gênero comédia dramática
Música Francis Lai
Cinematografia Victor J. Kemper
Edição Danford B. Greene
Stephen Lovejoy
Companhia(s) produtora(s) Paramount Pictures
Aaron Russo Productions
Distribuição Paramount Pictures (EUA)
Estreia
  • 30 de abril de 1982 (1982-04-30) (Estados Unidos)
Idioma inglês
Orçamento US$ 6 milhões[1]
Receita US$ 6.100.000[2]

EnredoEditar

Depois de uma série de assassinatos na comunidade gay de Los Angeles, o policial heterossexual Sgt. Benson (Ryan O'Neal) é convocado a se disfarçar como metade de um casal gay com o policial Kerwin (John Hurt), um atendente de registros. Kerwin ingenuamente acredita que ninguém sabe que ele seja gay, embora todo o departamento saiba sobre sua identidade sexual. A dupla descobre um assassinato anterior e ficam sabendo que ambas as vítimas foram capas da mesma revista gay, que ambos haviam recebido um telefonema de um homem de voz rouca pedindo-lhes que posassem como modelos para ele, e logo depois, aparecerem mortos. Benson modela para a revista e é abordado pelo mesmo homem de voz rouca; mas, quando outro modelo aparece morto, o homem deixa de ser um suspeito.

Benson acaba ficando próximo de Jill, a fotógrafa de sua sessão de fotos, e planeja uma escapada de fim de semana com ela. Kerwin suspeita que ela seja a autora assassinatos, mas seus superiores fazem pouco caso de suas suspeitas, acreditando que ele esteja como ciúmes de Jill. Kerwin descobre evidências que implicam Jill; mas, quando a polícia se move para apreendê-la, eles a encontram morta. Benson, não sabendo da morte de Jill, chega para o seu encontro com ela; e Kerwin corre em sua ajuda. O assassino de Jill, um homem que Jill e uma das vítimas estavam chantageando, admite a Benson que ele matou Jill e dois dos homens, mas insiste que Jill matou seu parceiro de crime. Percebendo que Kerwin está lá fora, o assassino atira em Kerwin, que revida o ataque. Kerwin fica ferido, mas o outro homem é morto.

ElencoEditar

  • Ryan O'Neal .... Sgt. Benson
  • John Hurt .... Kerwin
  • Kenneth McMillan .... Chefe Wilkins
  • Robyn Douglass .... Jill
  • Jay Robinson .... Halderstam
  • Denise Galik .... Clara
  • Joseph R. Sicari .... Walter
  • Michael McGuire .... Monroe
  • Rick Jason .... Douglas
  • James Remar .... Edward K. Petersen
  • Jennifer Ashley .... Secretária
  • Darrell Larson .... Al
  • Tony March .... Aide #2
  • Seamon Glass .... Gillis
  • Steven Reisch .... Rapaz do Balcão

ProduçãoEditar

"É uma comédia", disse o produtor Russo. "É uma comédia que vem de situações reais, da tradição da farsa francesa. Eu me senti pena por ambos os personagens."[1]

Os papéis principais foram originalmente oferecidos a Clint Eastwood e Woody Allen. Eastwood expressou interesse se Allen aceitasse, mas Allen recusou.[1]

O filme foi um dos seis filmes com orçamento relativamente baixo que a Paramount Pictures produziu em 1981, antes de uma greve de diretores, com orçamentos entre US$ 4-8 milhões. A Paramount estava interessada em ver como seriam os resultados de filmes com um processo de pré-produção encurtado. Os outros filmes foram Some Kind of Hero, Jekyll and Hyde... Together Again, I'm Dancing as Fast as I Can, White Dog e An Officer and a Gentleman. Um sétimo filme, Young Lust, foi "pego" por outra produtora. Partners foi promovido no estúdio por Don Simpson (Michael Eisner, também do estúdio, disse que "odiou" o roteiro). De todos os sete filmes, os executivos da Paramount ficaram mais entusiasmados com o roteiro para de Partners.[7]

Trilha sonoraEditar

Partners: Music from the Motion Picture Composed and Conducted by Georges Delerue
Trilha sonora de Georges Delerue
Lançamento 20 de março de 2014 (2014-03-20)
Gravação 1982
Estúdio(s)
Duração 53:04
Formato(s) CD
Gravadora(s) Quartet Records
Produção Georges Delerue

Partners: Music from the Motion Picture Composed and Conducted by Georges Delerue é uma trilha sonora do filme de mesmo nome, com edição limitada de 1.000 unidades, lançada em 20 de março de 2014, pelo selo espanhol Quartet Records.[8] O álbum, lançado apenas em CD, contém 21 faixas compostas e regidas por Georges Delerue, além de 3 faixas bônus.[9]

A trilha sonora foi uma das primeiras compostas por Delerue após ele se estabelecer em Hollywood, e também é uma das obras mais estranhas e, até agora, menos conhecidas de sua longa carreira. O filme, que sofreu vários cortes na sala de edição, foi finalmente lançado com um total de aproximadamente 12 minutos de música original de Delerue e um grande número de canções pop e faixas de outros filmes produzidos pela Paramount Pictures no mesmo período - de Giorgio Moroder, Dave Frank e Charles Fox, entre outros. Mas, tendo acesso a todas as gravações de Delerue (preservadas em perfeitas condições nos arquivos da Paramount), descobriu-se que Delerue gravou não apenas uma, mas duas trilhas diferentes para o filme. Apenas algumas partes foram usadas na edição final, e muitas foram usadas em lugares diferentes daqueles para os quais o compositor as havia escrito originalmente.[10]

Lista de faixasEditar

Todas as canções com arranjo e conduzidas por Georges Delerue. Todas as canções compostas por Georges Delerue, exceto as faixas bônus.[11]

N.º TítuloCompositor(es) Duração
1. "Partners Theme"    2:14
2. "1M2 / 1M3"    2:02
3. "Meet Hardelstam"    1:21
4. "3M1"    1:11
5. "M51"    1:08
6. "I Need Some Air"    1:36
7. "The First Clue"    1:41
8. "M52"    1:01
9. "The Market"    2:01
10. "Domestic Scene"    3:14
11. "M61 / M62"    1:02
12. "8M4"    1:48
13. "Where’s Everyone?"    2:06
14. "The Bait"    4:40
15. "10M1 / 10M3"    1:26
16. "Thanks Kerwin"    1:32
17. "Kerwin Searches House / Close Encounters / The Invitation"    3:30
18. "Kerwin’s Suspicion"    1:44
19. "Find Benson / I Want The Negatives"    3:48
20. "I’m No Crying"    1:36
21. "Partners Theme"    1:08
22. "In The Mood" (faixa bônus)
  • Andy Razaf
  • Joseph Garland
3:34
23. "Moonlight Serenade" (faixa bônus) 3:36
24. "Tuxedo Junction" (faixa bônus)
  • Julian Dash
  • Buddy Feyne
  • Erskine Hawkins
  • William Johnson
3:07
Duração total:
53:04

RecepçãoEditar

Rex Reed, escrevendo para o jornal New York Post, criticou o filme, dizendo: "O mais recente crime de Hollywood contra a humanidade em geral, e os homossexuais em particular, é um estúpido show de horrores chamado Partners - estúpido, de mal gosto e homofóbico, esse filme superficial e fraco implica que não se pode confiar em policiais gays para trabalhar com policiais héteros, porque eles podem se apaixonar por eles." Gene Siskel também ficou ofendido e mais tarde chamou-o de um dos piores filmes de 1982.[12] O'Neal foi indicado ao prêmio Framboesa de Ouro como Pior Ator da Década.

Quando perguntado se o filme atraíra reclamações de homens gays durante as filmagens, John Hurt disse: "Eles não gostaram de eu estar usando um abrigo lilás nele. Dizem que os homossexuais não necessariamente fazem isso. E a pessoa me dizendo isso está lá sentada usando um abrigo rosa, vivemos em um mundo louco."[13]

O filme foi um fracasso financeiro. O chefe da Paramount, Barry Diller, disse mais tarde que "Partners era a essência de um filme mal feito, em parte porque foi feito ás apressas."[7]

Referências

  1. a b c Grant Lee (8 de julho de 1981). «Russo on Life After Midler». Los Angeles Times (em inglês): g1 
  2. «Partners». Box Office Mojo (em inglês). IMDb. Consultado em 17 de maio de 2019 
  3. «Dois Tiras Meio Suspeitos». CinePlayers. Brasil. Consultado em 12 de maio de 2019 
  4. «Dois Tiras Meio Suspeitos». no AdoroCinema 
  5. «Partners (1982)». AllMovie (em inglês). RhythmOne. Consultado em 28 de março de 2021 
  6. «Partners». Rotten Tomatoes (em inglês). Fandango. Consultado em 28 de março de 2021 
  7. a b Aljean Harmetz (23 de maio de 1983). «Russo on Life After Midler». The New York Times (em inglês): C13. Consultado em 17 de maio de 2019 
  8. «Partners (1982)». The MovieMusic Store (em inglês). Consultado em 16 de março de 2021 
  9. James Southall (16 de maio de 2014). «Partners». Movie Wave (em inglês). Consultado em 16 de março de 2021 
  10. «Partners - Georges Deleure». Quartet Records (em inglês). Consultado em 16 de março de 2021 
  11. (2014) Créditos do álbum Partners: Music from the Motion Picture Composed and Conducted by Georges Delerue por Georges Delerue, pg. 11-12 [CD]. Quartet Records (QR141).
  12. Gene Siskel, Roger Ebert. «Sneak Previews – 1982: Stinkers of 1982». siskelebert.org (em inglês). Consultado em 17 de maio de 2019 
  13. Leigh W. Rutledge (1989). The Gay Fireside Companion (em inglês). Universidade de Michigan: Alyson Publications. p. 166. ISBN 9781555831646 
  Este artigo sobre um filme estadunidense é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.