Abrir menu principal
Retrato de Gonçalves Dias.

Patkull é uma peça teatral escrita por Gonçalves Dias em 1843[1].

Primeira obra para teatro de Gonçalves Dias, baseia-se na história real do político livônio Johann Reinhold Patkul (1660-1707)[2]. A ação é ambientada em 1707, no ducado de Mecklemburgo, em Dresden e em Casimir, junto a Posen, na Polônia.

PersonagensEditar

  • Patkull, gentil homem da Livônia
  • Paikel, alquimista
  • Namry Romhor, noiva de Patkull
  • Bertha, namorada de Paikel
  • Wolf, pajem
  • Um criado
  • Um mensageiro
  • Uma criada
  • Fleming
  • O rei Augusto

TramaEditar

Patkull é um gentil-homem livônio que parte para a guerra e deixa sua noiva, Namry, em companhia de seu amigo, Paikel. Aproveitando a ausência do heroi, Paikel tenta reconquistar o amor de Namry, que já fora sua namorada.

Namry se mantém fiel; porém, o falso amigo Paikel faz Patkull acreditar que ela o traiu. A trama desencadeia uma série de acontecimentos com um fim trágico.

Segundo o crítico Décio de Almeida Prado, Gonçalves Dias baseou-se na História de Carlos XII de Voltaire para o contexto histórico da sua peça.

Referências

  1. SANTOS, Ana Cláudia Rôla. A obra dramática de Gonçalves Dias Arquivado em 11 de julho de 2009, no Wayback Machine.
  2. VOLOBUEF, KarinFriedrich Schiller e Gonçalves Dias

Ligações externasEditar