Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: "São Patrício" redireciona para este artigo. Para outros santos de mesmo nome, veja São Patrício (desambiguação).
São Patrício
Vitral com a imagem de São Patrício da Irlanda
Bispo de Ruão; Apóstolo da Irlanda; Taumaturgo; Igual aos apóstolos
Nascimento  em Banwen
Morte 17 de março de 461 (74 anos) em Down, Irlanda
Veneração por
Principal templo Catedral de São Patrício (Nova Iorque).
Festa litúrgica 17 de março
Atribuições pregar o cristianismo na Irlanda, fundar a primeira diocese irlandesa e ser o primeiro a incetivar a confissão particular. Trebor e cruz.
Padroeiro Irlanda (co-padroeiro).
Gloriole.svg Portal dos Santos

Patrício da Irlanda, Apóstolo da Irlanda ou Saint Patrick (em inglês: Patrick ; em latim: Patricius) (Banwen - 17 de março de 493, Irlanda), foi um missionário cristão, depois bispo e santo padroeiro da Irlanda, juntamente com Santa Brígida de Kildare e São Columba.

Índice

BiografiaEditar

A pequena localidade galesa de Banwen (Grã-Bretanha) é frequentemente referida como seu lugar de nascimento, embora haja hipóteses sobre este fato.

Quando tinha dezesseis anos foi capturado e vendido como escravo para a Irlanda (piratas pagãos irlandeses), de onde escapou e retornou à casa de sua família seis anos mais tarde, iniciando então sua vida religiosa.[1] Posteriormente retornou à ilha de onde fugira para pregar o evangelho.[1]

Para explicar como a Santíssima Trindade era três e um ao mesmo tempo utilizava o trevo de três folhas, tornando-se parte da cultura Irlandesa. Foi incentivador do sacramento de confissão particular, tal como conhecemos hoje, visto que antes o mesmo era realizado de forma pública. Um século mais tarde essa prática se propagou na Europa.

A crença popular atribui a São Patrício o desaparecimento das cobras da ilha onde fica a Irlanda,[1][2] sendo a razão de em algumas gravuras do santo ele aparecer esmagando esses animais com um cajado. Mas algumas evidências científicas sugerem que a Irlanda Pós-Era Glacial não era habitada por serpentes (devido posição geográfica).[1][3]

Muito reverenciado nos Estados Unidos devido ao grande número de imigrantes irlandeses. Em Manhattan, Nova Iorque, há uma catedral com o seu nome, sede da arquidiocese da metrópole. No dia 17 de março há diversas comemorações na Irlanda e nos Estados Unidos, conhecidas como paradas de São Patrício, onde ocorrem festejos e desfiles em memória do santo, sendo essa a principal forma de afirmação do orgulho dos imigrantes e descendentes de irlandeses na América.

Há duas versões de cruzes associadas com São Patrício. Uma é a cruz pátea; e a outra é o sautor vermelho. O sautor foi originalmente o emblema da Ordem de São Patrício, fundada na Irlanda em 1783, porém, a cruz pátea é a mais antiga, datando a 1461.[4]

Referências

  1. a b c d Marton, Fábio (17 de março de 2019). «Aventuras na História · Saiba quem foi St. Patrick e por que ele ganhou uma data comemorativa». Editora Caras. Aventuras na História. Consultado em 25 de março de 2019 
  2. Robinson, William Erigena. New Haven Hibernian Provident Society. St. Patrick and the Irish: an oration, before the Hibernian Provident Society, of New Haven, 17 de março de 1842. pg 8. [1]
  3. «Why Ireland Has No Snakes - National Zoo - FONZ». Consultado em 25 de agosto de 2006. Arquivado do original em 24 de junho de 2011 
  4. «St. Patrick's Cross». Consultado em 19 de dezembro de 2015 

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar