Patriarca de Toda a Bulgária

(Redirecionado de Patriarca da Bulgária)

O Patriarca de Toda a Bulgária ou Patriarca Búlgaro (em búlgaro: Патриарх Български) é o Primaz da Igreja Ortodoxa Búlgara. O patriarcado búlgaro foi re-estabelecido em 1953 e o atual patriarca é Sua Santidade, Neófito da Bulgária.[1] O título oficial é Patriarca Búlgaro e Metropolita de Sofia.[2]

Patriarca Búlgaro
(Патриарх Български)
Coat of arms of BPC.png
Brasão da Igreja Ortodoxa Búlgara
Neophyte of Bulgaria.jpg
No cargo
Neófito

desde 24 de fevereiro de 2013
Estilo Sua Santidade
Residência Sófia,  Bulgária
Precursor Arcebispos da Bulgária (medieval)
Vice-Presidentes do Santo Sínodo da Bulgária (moderno)
Criado em 918/919 (Medieval)
1953 (Moderno)
Primeiro titular Leôncio (medieval)
Cirilo (moderno)
Website http://bg-patriarshia.bg/

HistóriaEditar

Depois de duas decisivas vitórias sobre os bizantinos na Anquíalo (perto da moderna Burgas) e na Catasirtas (perto de Constantinopla), o arcebispado autônomo búlgaro foi proclamado autocéfalo e elevado à dignidade de patriarcado num concílio eclesiástico e nacional realizado em 919. Depois que a Bulgária e o Império Bizantino assinaram um tratado em 927 um tratado encerrando a guerra incessante que já durava vinte anos, o Patriarcado de Constantinopla reconheceu a autocefalia da Igreja Ortodoxa Búlgara e reconheceu a sua dignidade patriarcal[3][4]. Assim, o Patriarcado Búlgaro se tornou a quinta Igreja autocéfala dentro da Igreja Ortodoxa, depois dos patriarcados de Constantinopla, Alexandria, Antioquia e Jerusalém. A sede do patriarcado era a nova capital búlgara, Preslav, embora seja provável que os patriarcas tenha morado em Drastar (Silistra), um antigo centro cristão conhecido por seus mártires e tradições cristãs.

Depois da Queda de Tarnovo perante os turcos otomanos em 1393 e o consequente exílio do Patriarca Eutímio, a organização autocéfala Igreja búlgara foi destruída. A Diocese da Bulgária foi novamente subordinada ao Patriarcado de Constantinopla.

As condições para a restauração do Patriarcado da Bulgária surgiram depois da Segunda Guerra Mundial. Em 1945, o Patriarca de Constantinopla reconheceu a autocefalia da Igreja Ortodoxa Búlgara. Em 1950, Santo Sínodo adotou o novo estatuto que pavimentou o caminho para a restauração do patriarcado e, em 1953, foi eleito o metropolita de Plovdiv, Cirilo, como Patriarca da Bulgária. Depois da morte dele em 1971, ascendeu ao trono Máximo, o metropolita de Lovech[5], que foi patriarca da Bulgária até sua morte em 2012. Um patriarca interino foi escolhido em 10 de novembro de 2012, o metropolita Cirilo de Varna e Veliki Preslav, que organizou a realização de eleições para escolher um novo patriarca. Em 24 de fevereiro de 2013, Neófito da Bulgária foi eleito.

Ver tambémEditar

Referências

  1. Вълев, Лъчезар (24 de fevereiro de 2013). «Неофит е новият патриарх на Българската православна църква». Dnevnik (em búlgaro). Consultado em 5 de junho de 2022 
  2. «Български патриарх». bg-patriarshia.bg. Consultado em 25 de novembro de 2022 
  3. [1] Kiminas, D. (2009). The Ecumenical Patriarchate. Wildside Press LLC. p. 15
  4. [2] GENOV, R., & KALKANDJIEVA, D. (2007). Religion and Irreligion in Bulgaria: How Religious Are the Bulgarians? Religion and power in Europe: conflict and convergence, 257.
  5. Daniela Kalkandjieva, 26. Balgarskata pravoslavna tsarkva i darzhavata, 1944-1953 [The Bulgarian Orthodox Church and the State], (Sofia: Albatros, 1997).