Patriarca de Toda a Bulgária

(Redirecionado de Patriarca da Bulgária)

O Patriarca de Toda a Bulgária ou Patriarca Búlgaro (em búlgaro: Патриарх Български) é o Primaz da Igreja Ortodoxa Búlgara. O título oficial é Patriarca Búlgaro e Metropolita de Sofia e o atual patriarca é Sua Santidade, Neófito da Bulgária (2013 - 2024).[1][2]

Patriarca Búlgaro
(Патриарх Български)

Brasão da Igreja Ortodoxa Búlgara
No cargo
Vacante

desde 13 de março de 2024
Estilo Sua Santidade
Residência Sófia,  Bulgária
Precursor Arcebispos da Bulgária (medieval)
Vice-Presidentes do Santo Sínodo da Bulgária (moderno)
Criado em 918/919 (Medieval)
1953 (Moderno)
Primeiro titular Leôncio (medieval)
Cirilo (moderno)
Website http://bg-patriarshia.bg/

História

editar

Depois de duas decisivas vitórias sobre os bizantinos na Anquíalo (perto da moderna Burgas) e na Catasirtas (perto de Constantinopla), o arcebispado autônomo búlgaro foi proclamado autocéfalo e elevado à dignidade de patriarcado num concílio eclesiástico e nacional realizado em 919. Depois que a Bulgária e o Império Bizantino assinaram um tratado em 927 um tratado encerrando a guerra incessante que já durava vinte anos, o Patriarcado de Constantinopla reconheceu a autocefalia da Igreja Ortodoxa Búlgara e reconheceu a sua dignidade patriarcal[3][4]. Assim, o Patriarcado Búlgaro se tornou a quinta Igreja autocéfala dentro da Igreja Ortodoxa, depois dos patriarcados de Constantinopla, Alexandria, Antioquia e Jerusalém. A sede do patriarcado era a nova capital búlgara, Preslav, embora seja provável que os patriarcas tenha morado em Drastar (Silistra), um antigo centro cristão conhecido por seus mártires e tradições cristãs.

Depois da Queda de Tarnovo perante os turcos otomanos em 1393 e o consequente exílio do Patriarca Eutímio, a organização autocéfala Igreja búlgara foi destruída. A Diocese da Bulgária foi novamente subordinada ao Patriarcado de Constantinopla.

As condições para a restauração do Patriarcado da Bulgária surgiram depois da Segunda Guerra Mundial. Em 1945, o Patriarca de Constantinopla reconheceu a autocefalia da Igreja Ortodoxa Búlgara. Em 1950, Santo Sínodo adotou o novo estatuto que pavimentou o caminho para a restauração do patriarcado e, em 1953, foi eleito o metropolita de Plovdiv, Cirilo, como Patriarca da Bulgária. Depois da morte dele em 1971, ascendeu ao trono Máximo, o metropolita de Lovech[5], que foi patriarca da Bulgária até sua morte em 2012. Um patriarca interino foi escolhido em 10 de novembro de 2012, o metropolita Cirilo de Varna e Veliki Preslav, que organizou a realização de eleições para escolher um novo patriarca. Em 24 de fevereiro de 2013, Neófito da Bulgária foi eleito.[2]

Ver também

editar

Referências

  1. «Български патриарх». bg-patriarshia.bg. Consultado em 25 de novembro de 2022 
  2. a b Вълев, Лъчезар (24 de fevereiro de 2013). «Неофит е новият патриарх на Българската православна църква». Dnevnik (em búlgaro). Consultado em 5 de junho de 2022 
  3. [1] Kiminas, D. (2009). The Ecumenical Patriarchate. Wildside Press LLC. p. 15
  4. [2] GENOV, R., & KALKANDJIEVA, D. (2007). Religion and Irreligion in Bulgaria: How Religious Are the Bulgarians? Religion and power in Europe: conflict and convergence, 257.
  5. Daniela Kalkandjieva, 26. Balgarskata pravoslavna tsarkva i darzhavata, 1944-1953 [The Bulgarian Orthodox Church and the State], (Sofia: Albatros, 1997).