Abrir menu principal

Patrice Evra

futebolista francês
NoFonti.svg
Esta biografia de uma pessoa viva cita referências, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde setembro de 2019). Ajude a inserir fontes confiáveis e independentes. Material controverso que esteja sem fontes deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Patrice Latyr Evra (Dakar, 15 de maio de 1981) é um ex-futebolista franco-senegalês que atuava como lateral-esquerdo.

Patrice Evra
Patrice Evra
Informações pessoais
Nome completo Patrice Latyr Evra
Data de nasc. 15 de maio de 1981 (38 anos)
Local de nasc. Dakar, Senegal
Nacionalidade senegalês
frânces
Altura 1,73 m
canhoto
Informações profissionais
Clube atual Aposentado
Posição Lateral-esquerdo
Clubes de juventude
1992–1993
1993–1997
1997–1998
CO Les Ulis
CSF Brétigny
Paris Saint-Germain
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1998–1999
1999–2000
2000–2002
2002–2006
2006–2014
2014–2017
2017
2018
Marsala
Monza
Nice
Monaco
Manchester United
Juventus
Olympique de Marseille
West Ham
0027 0000(6)
0007 0000(0)
0041 0000(0)
0156 0000(2)
0379 000(10)
0082 0000(3)
0021 0000(1)
0005 0000(0)
Seleção nacional3
2002–2003
2004–2016
França Sub-21
França
0011 0000(0)
0081 0000(0)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 5 de maio de 2018.
3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 11 de novembro de 2016.

É conhecido por ter jogado cinco finais da Liga dos Campeões por três clubes diferentes (Monaco, Manchester United e Juventus). Apenas o holandês Clarence Seedorf também realizou esse feito.

Seu primeiro clube foi o Les Ulis, em 1992, o que mais tarde lhe rendeu testes profissionais no Lens e no Rennes. Após a conclusão das avaliações, Evra foi rejeitado devido, principalmente, à sua baixa estatura.

Mais tarde, a conselho de um amigo, Evra resolve atuar mais na parte defensiva e nisso tem a possibilidade de atuar como lateral nas categorias de base do Paris Saint Germain, mas novamente não conseguiu convencer os funcionários com sua capacidade técnica. Após voltar a jogar na base de um clube francês, um dirigente italiano vê em Evra as habilidades que franceses não viram, e o convida a jogar pelo clube Monza, para disputar o Campeonato Italiano de Futebol - Serie B em 1999, mas logo deixou o clube por não ser muito aproveitado pelo treinador.

Durante anos Evra foi jogador da Seleção Francesa. Antes de jogar em alto nível, ele jogou no Sub-21. Ele fez sua estreia na equipe profissional em agosto de 2004, em um amistoso contra a Bósnia e Herzegovina. Evra participou em cinco grandes torneios internacionais pela França; as edições de 2008, 2012 e 2016 da Eurocopa e a Copa do Mundo de 2010 e a Copa do Mundo de 2014. Na primeira competição, ele apareceu em dois jogos da fase de grupos. Antes da Copa do Mundo de 2010, Evra foi nomeado capitão da equipe nacional por Raymond Domenech e usou a braçadeira pela primeira vez no amistoso da equipe contra a Costa Rica, em maio 2010. No torneio, a França enfrentou uma campanha desastrosa, que viu os jogadores entrarem em greve. O incidente resultou em Evra, por seu papel como o capitão, sendo suspenso do serviço da equipe nacional por cinco partidas.

CarreiraEditar

Início da carreiraEditar

Evra começou sua carreira no futebol jogando por terra natal clube CO Les Ulis. Depois de jogar nas ruas por ano, ele foi levado para o clube pelo amigo Tshymen Buhanga que informou o treinador do clube Eu vou lhe trazer o novo Romário. Evra passou um ano no clube sob o olhar do técnico Jean-Claude Giordanella, que mais tarde se tornou vice-presidente do clube. Giordanella descreveu o jogador como mais quieto, quase tímido. Ele era um bom garoto. Evra continuou jogado futebol como atacante, durante o treinamento em Les Ulis, passou por testes com profissionais clubes Rennes e Lens. Após a conclusão das avaliações, Evra foi rejeitado principalmente devido ao seu tamanho. Em 1993, ele se juntou ao um clube amador: CSF Brétigny baseada no Brétigny-sur-Orge. Similar ao seu stint com Les Ulis, Evra entrou em testes com vários clubes, sobretudo Toulouse e Paris Saint-Germain. Ele finalmente assinou com um clube profissional.

Manchester UnitedEditar

No dia 27 de dezembro de 2005, fontes francesas revelaram que o Manchester United estava interessado em contratar Evra. Em 10 de janeiro de 2006, a transferência foi oficializada, e Evra se juntou ao clube por uma taxa de transferência de cerca de 5,5 milhões de libras em um contrato de duração de três anos e meio.[1]

Evra no início teve alguns problemas de adaptação ao futebol inglês, fez sua estreia pelo clube em 14 de janeiro em uma derrota por 3 a 1 para o Manchester City na Premier League, após essa derrota Evra afirmou que ainda não estava tão preparado para jogar numa equipe como o United. Em 2 de março, foi noticiado que o jogador do Liverpool, Steve Finnan havia ofendido racialmente Evra durante a partida.[2] Finnan negou a acusação e, depois de uma investigação, a The Football Association (FA) decidiu não punir o jogador irlandês.[3] Em sua primeira temporada pelo Manchester, Evra disputava posição com seu compatriota Mikaël Silvestre, e Ferguson, preferia utilizar Silvestre à Evra e assim fez com que Evra passasse a maioria dos jogos no banco de reservas.[4] No dia 26 de novembro, Evra marcou seu primeiro gol pelo clube numa vitória por 3 a 0 contra a equipe do Everton em jogo da Premier League.[5]

Na temporada 2007-08, com Evra sendo mais utilizado pelo treinador, ele conquistou o título da Liga dos Campeões desta temporada, a final contra o Chelsea, no Estádio Lujniki em Moscovo, ele foi titular e jogou os 90 minutos do tempo normal e mais a prorrogação, e o United foi campeão na disputa por pênaltis.[6]

Luis SuárezEditar

Evra voltaria a sofrer com insultos racistas, desta vez ditos por Luis Suárez, atacante do Liverpool, ocorridos no dia 15 de outubro de 2011. No entanto, antes das ofensas de Suárez, Evra teria o xingado também, dizendo: "Sou europeu. Sou francês. Sou melhor que você, seu sul-americano sujo!". A FA puniu Suárez a suspensão por oito partidas.[7] No reencontro de ambos em 11 de fevereiro de 2012, Suárez não o cumprimenta antes da partida.[8] Entretanto, no encontro de 23 de setembro de 2012, ambos se cumprimentam.[9]

CapitãoEditar

Exerceu a função de capitão do Manchester no início de 2012 com a contusão do então líder Nemanja Vidić.[10]

JuventusEditar

Evra transferiu-se em julho de 2014 para a Juventus por duas temporadas, custando £ 1.200.000, em caso de qualificação para o Liga dos Campeões da UEFA de 2015-16, serão pago mais £ 300.000.[11]

Olympique de MarseilleEditar

No dia 25 de janeiro de 2017, assinou com o Olympique de Marseille por uma temporada e meia.[12] No dia 03 de novembro de 2017, foi demitido após agredir um torcedor do Marseille.[13]

TítulosEditar

Referências

  1. «Evra completes Man Utd transfer» (em inglês). BBC. 10 de janeiro de 2006. Consultado em 11 de junho de 2012 
  2. ORourke, Peter (2 de março de 2012). «Finnan rejects racism claims» (em inglês). Sky Sports. Consultado em 11 de junho de 2012 
  3. Adams, Tom (5 de março de 2006). «Finnan cleared of racist claims» (em inglês). Sky Sports. Consultado em 11 de junho de 2012 
  4. Rutledge, Lewis (20 de setembro de 2006). «Evra targets regular spot» (em inglês). Sky Sports. Consultado em 11 de junho de 2012 
  5. McNulty, Phil (29 de novembro de 2006). «Man Utd 3-0 Everton» (em inglês). BBC. Consultado em 11 de junho de 2012 
  6. «United strike gold in shoot-out» (em inglês). União das Federações Europeias de Futebol. 22 de maio de 2008. Consultado em 11 de junho de 2012. Arquivado do original em 13 de julho de 2012 
  7. Luis Suárez suspenso por 8 jogos
  8. Após polêmica, Suárez não cumprimenta Evra, e Rooney dá vitória ao Manchester
  9. Após polêmica, Evra e Luiz Suárez voltam a se cumprimentar
  10. Ferguson praises skipper Evra
  11. «Evra è bianconero» (em italiano). Sítio oficial Juventus FC. 21 de julho de 2014 
  12. «L'Olympique de Marseille annonce l'arrivée de Patrice Evra» (em francês). Sítio oficial Olympique de Marseille. 25 de janeiro de 2017 
  13. «Evra é demitido do Olympique de Marselha após agressão a torcedor». Globoesporte.com. 3 de novembro de 2017 
  14. «The 100 best footballers in the world - interactive» (em inglês). The Guardian 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Patrice Evra