Paul Cartledge

Paul Anthony Cartledge (24 de março de 1947)[1] é um historiador de Antiguidade e acadêmico britânico. De 2008 a 2014, foi Professor AG Leventis de Cultura Grega na Universidade de Cambridge.[2][3] Anteriormente, ele ocupou uma cadeira pessoal de História Grega em Cambridge.

Paul Cartledge em Estocolmo 2014.

Vida pregressaEditar

Cartledge foi educado na St Paul's School[4] e New College, Oxford, onde, com seus contemporâneos Robin Lane Fox e Terence Irwin, foi aluno de GEM de Ste. Croix. Graduou-se como Bacharel em Artes, posteriormente promovido a MA (Oxon) por antiguidade, em 1969. Ele permaneceu na Universidade de Oxford para realizar estudos de pós-graduação, concluindo um Doutor em Filosofia sob a supervisão do Professor Sir John Boardman. Sua tese se concentrou na arqueologia espartana.

Carreira acadêmicaEditar

Cartledge lecionou na New University of Ulster em 1972–73, no Trinity College, Dublin, de 1973 a 1978, e na University of Warwick em 1978–79.[1] Em outubro de 1979 ele se mudou para a Universidade de Cambridge[5] onde é membro do Clare College.[6]

Em 2008, Cartledge foi eleito para a recém-criada Professora AG Leventis de Cultura Grega na Universidade de Cambridge,[2] cargo do qual se aposentou no final de setembro de 2014.[7]

Cartledge detém um cargo de professor global ilustre visitante na New York University, financiado pelo Parlamento grego,[2] e faz parte do Conselho Consultivo Europeu da Princeton University Press.[8]

Cartledge também é portador da Cruz de Ouro da Ordem de Honra da Grécia e Cidadão Honorário da (moderna) Esparta.[9]

Área de estudoEditar

O campo de estudo de Cartledge é Atenas e Esparta no Período Clássico; ele foi descrito  como um laconófilo.

Ele foi consultor histórico-chefe da série de TV da BBC The Greeks e da série do Channel 4 The Spartans, apresentada por Bettany Hughes. 

Vida pessoalEditar

Cartledge é casado com Judith Portrait, uma advogada que atua como curadora de parte da participação da família Sainsbury na Sainsbury's em custódia cega.[10]

Em agosto de 2014, Cartledge foi uma das 200 figuras públicas que foram signatárias de uma carta ao The Guardian se opondo à independência escocesa na corrida para o referendo de setembro sobre essa questão.[11]

PublicaçõesEditar

Referências

  1. a b "CARTLEDGE, Prof. Paul Anthony", Who's Who 2010, A & C Black, 2010; online edition
  2. a b c «University of Cambridge News 7 de outubro de 2008». Consultado em 9 de janeiro de 2009. Cópia arquivada em 7 de dezembro de 2008 
  3. Cambridge University Reporter 11 de junho de 2008
  4. St Paul's School: Classics Department
  5. Sophocles and the Greek Tragic Tradition, Cambridge University Press 2009 ISBN 978-0-521-88785-4 foreword by Paul Cartledge
  6. Cambridge University Classics Faculty website
  7. A. G. Leventis Professorship of Greek Culture Cambridge Classics Faculty News Janeiro de 2014
  8. Princeton University Press Accessed 17 de abril de 2014 Arquivado em 8 de junho de 2011 no Wayback Machine.
  9. Scott, (Doctor), Michael. «Honorary Graduands and Medallists - Summer 2017». warwick.ac.uk. U. of Warwick. Consultado em 1 de junho de 2018 
  10. The Observer 5 de setembro de 2004 accessed 9 de outubro de 2014
  11. «Celebrities' open letter to Scotland – full text and list of signatories | Politics». theguardian.com. 7 de agosto de 2014. Consultado em 26 de agosto de 2014