Abrir menu principal
Paulista (Danone)
Garrafa de Leite Paulista de meados da década de 1950 [1], exposta na mostra Migrações à Mesa, realizada no Museu da Imigração do Estado de São Paulo entre 2016 e 2017.[2]
Razão social Danone S.A.
Empresa de capital aberto
Cotação BM&F Bovespa
Atividade Alimentícia
Fundação 1933
Sede Amparo, São Paulo,  Brasil
Proprietário(s) Danone
Produtos Leite e laticínios
Subsidiárias Shefa
Lucro Aumento R$
Faturamento Aumento
Website oficial www.paulista.com.br

Paulista, Leite Paulista ou Cooperativa Central de Laticínios do Estado de São Paulo é uma marca de produtos alimentícios que atualmente pertence à Danone.

HistóriaEditar

Após a crise de 1929 e, na sequência, a revolução de 1932, a cidade de São Paulo se recuperava rapidamente. O cenário exigia que os fornecedores de alimentos se organizassem para abastecer uma área cada dia maior.

Em 1933, oito cooperativas se associaram e fundaram a Cooperativa Central de Laticínios do Estado de São Paulo, dando origem à marca Paulista. No início, a Paulista trabalhava com a distribuição de porta a porta de leite em garrafas de vidro.

Em Dezembro de 2000, a Paulista foi comprada pela Danone, que buscava reforçar sua posição no mercado de produtos lácteos frescos. A união das marcas fez da Danone a maior empresa do segmento de lácteos frescos do Brasil[3] e consolidasse a sua posição no mercado brasileiro.

A união das empresas faz da marca a maior do Brasil, um importante passo na expansão de seus negócios no mercado brasileiro.

Em 2010 foi comprada a marca de requeijão pela Parmalat e Leitbom ambas puderam vender o requeijão da marca Paulista.

MarcasEditar

  • Paulista
  • Danone
  • Shefa

Linha de produtosEditar

  • Leites UHT
  • Requeijão
  • Flans
  • Leite fermentado
  • Polpa Paulista
  • Iogurte Paulista
  • Líquidos Paulista
  • Dupli
  • Creme de Leite

SubprodutosEditar

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Propaganda Leite Paulista». Folha da Manhã, Ano XXXIV,edição 10609, seção Assuntos Especializados, página 5. 23 de novembro de 1958. Consultado em 10 de fevereiro de 2019 
  2. «Migrações à mesa». Museu da Imigração do Estado de São Paulo. 2017. Consultado em 10 de fevereiro de 2019 
  3. "Matéria da Gazeta Mercantil"[ligação inativa]

Ligações externasEditar