Paulo Rezzutti

escritor brasileiro

Paulo Rezzutti (1972, São Paulo, São Paulo) é arquiteto, youtuber, escritor, historiador e biógrafo Brasileiro.

Paulo Rezzutti
Paulo Rezzutti em setembro de 2019
Nascimento Paulo Marcelo Rezzutti
1972 (48 anos)
São Paulo, São Paulo
Nacionalidade Brasileiro
Cidadania paulistano
Alma mater Belas Artes de São Paulo
Ocupação Escritor e arquiteto
Página oficial
[Canal no Youtube]

BiografiaEditar

Em 2010, durante pesquisas documentais para a biografia da Marquesa de Santos, encontrou no arquivo histórico da Hispanic Society of America em Nova Iorque, 94 cartas inéditas do Imperador D. Pedro I para sua amante Domitila de Castro do Canto e Melo, a Marquesa de Santos. Em 2011 organizou a obra Titília e o Demonão. Cartas inéditas de D. Pedro I à Marquesa de Santos,[1][2][3] publicado pela Geração Editorial.

Prosseguindo seus estudos sobre a Marquesa de Santos publicou em 2013 a obra Domitila, a Verdadeira História da Marquesa de Santos[4][5][6] finalista na categoria Biografia do Prêmio Jabuti de 2014 e do 2º Prêmio Brasília de Literatura de 2014. Em setembro de 2015 lançou pela editora LeYa a obra D. Pedro, a história não contada. O homem revelado por cartas e documentos inéditos.. A obra foi vencedora, na categoria Biografia, do 58º Prêmio Jabuti de Literatura, em 2016.

Em 2012, devido aos seus conhecimentos a respeito da Família Imperial Brasileira,[7] participou como consultor do trabalho da arqueóloga Valdirene do Carmo Ambiel,[8] que estudou os remanescentes humanos dos primeiros imperadores do Brasil sepultados na Cripta Imperial do Monumento à Independência, em São Paulo. Como arquiteto, Rezzutti foi o responsável técnico pelo trabalho de retirada do esquife da Imperatriz D. Amélia, que se encontrava emparedado no local.

É autor de diversos artigos a respeito da história do Primeiro Reinado e seus personagens, bem como a respeito de História de São Paulo. É colaborador da Revista Aventuras na História, Revista de História da Biblioteca Nacional,[9][10] Revista Carta Fundamental, Revista História Viva, entre outras.

Em 9 de julho de 2012 tomou posse como membro titular do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo e em dezembro de 2015 foi nomeado membro correspondente do Instituto Histórico e Geográfico de Campos dos Goytacazes.

ObrasEditar

História do BrasilEditar

  • Uma festa brasileira celebrada em Rouen em 1550. Prefácio e notas (2007)
  • Titília e o Demonão. Cartas inéditas de d. Pedro à marquesa de Santos (2011)
  • Domitila, a verdadeira história da marquesa de Santos (2012)
  • D. Pedro, a história não contada. O homem revelado por cartas e documentos inéditos (2015)
  • D. Pedro IV, a história não contada. O homem revelado por cartas e documentos inéditos (Portugal, 2016)
  • D. Leopoldina, a história não contada. A mulher que arquitetou a Independência do Brasil (2017)
  • Domitila, a verdadeira história da marquesa de Santos Edição revista e ampliada (2017)
  • Mulheres do Brasil, a história não contada (2018)
  • D. Pedro II, a história não contada (2019)
  • Titília e o Demonão Reedição revista (2019)
  • O Pássaro de Fogo e outros contos de fadas russos. Tradução e adaptação (2020)

DramaturgiaEditar

  • Marquesa de Santos. Verso & Reverso. (2019) - Estreia no Solar da Marquesa de Santos, São Paulo, em 18 de agosto de 2019. Direção e interpretação da atriz carioca Beth Araújo e figurino de Maurício Tavares.

PrêmiosEditar

  • Domitila, a verdadeira história da Marquesa de Santos Finalista do Prêmio Jabuti na categoria Biografia(2014)
  • Domitila, a verdadeira história da Marquesa de Santos Finalista do 2º Prêmio Brasília de Literatura (2014)
  • D. Pedro, a história não contada 3º lugar no Prêmio Jabuti na categoria Biografia (2016)
  • D. Leopoldina, a história não contada Finalista do Prêmio Jabuti na categoria Biografia (2018)


Referências

  1. Revista Veja, 30/03/2011 Poder e Sedução: Coleção de Cartas Inéditas colore melhor romance clandestino que abalou o império acessado em 27/09/2013
  2. Revista Veja, 27/04/2011 Livro de Cartas de D. Pedro I à Marquesa de Santos vai para a 2º edição acessado em 27/09/2013
  3. Jornal O Estado de S. Paulo, 27/04/2011 Livro reúne cartas inéditas de Dom Pedro I para amante acessado em 27/09/2013
  4. Livraria da Folha, 12/06/2013 Marquesa de Santos fazia jogos sexuais com d. Pedro 1º; ouça pesquisador acessado em 27/09/2013
  5. Jornal O Globo, Caderno de Ciência, História, 21/09/2013 A nova face da Marquesa acessado em 27/09/2013
  6. Jornal O Estado de S. Paulo, 30/05/2013 Livro revela caminhos da marquesa de Santos em São Paulo acessado em 27/09/2013
  7. Jornal O Estado de S. Paulo, Caderno Especial: Família Imperial Brasileira, uma nova história, 18/02/2013 Historiadores e médicos discutem a importância do estudo acessado em 27/09/2013
  8. AMBIEL, Valdirene do Carmo. Estudos de Arqueologia Forense aplicados aos remanescentes humanos dos primeiros imperadores do Brasil depositados no monumento à Independência [online]. São Paulo : Museu de Arqueologia e Etnologia, Universidade de São Paulo, 2013. Dissertação de Mestrado em Arqueologia. [acesso 2013-09-27]. Disponível em: <http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/71/71131/tde-27032013-173516/>.
  9. REZZUTTI, Paulo Por tás da Primeira República 6/6/2011 acessado em 27/08/2013
  10. REZZUTTI, Paulo Mulher de fibra 1/7/2012 acessado em 27/08/2013
  Este artigo sobre um(a) escritor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.