Paulo de Württemberg

aristocrata alemão

Paulo de Württemberg (Paulo Henrique Carlos Frederico Augusto), (19 de janeiro de 1785 - 16 de abril de 1852) foi um príncipe alemão, o quarto filho do rei Frederico I de Württemberg e da duquesa Augusta de Brunswick-Wolfenbüttel.

Paulo de Württemberg
Príncipe de Württemberg
Nascimento 19 de janeiro de 1785
  São Petersburgo, Rússia
Morte 16 de abril de 1852 (67 anos)
  Paris, França
Cônjuge Carlota de Saxe-Hildburghausen
Magdalena Fausta Angela de Creus y Ximenes
Descendência Carlota de Württemberg
Frederico de Württemberg
Paulo Frederico de Württemberg
Paulina de Württemberg
Augusto de Württemberg
Pai Frederico I de Württemberg
Mãe Augusta de Brunswick-Wolfenbüttel

Primeiros anosEditar

Pouco depois do nascimento de Paulo, a sua mãe separou-se do pai durante uma estadia na Rússia com a sogra da irmã de Frederico, a imperatriz Catarina II da Rússia. Augusta morreu no exílio em Koluvere, na Estónia, em 1788. Em 1797, o pai de Paulo casou-se com Carlota, princesa real do Reino Unido e filha mais velha do rei Jorge III e passou a ser ela a supervisionar a sua educação e à dos seus dois irmãos ainda vivos: Guilherme e Catarina. Carlota via Paulo como "um rapaz muito cómico e, a meu ver, o feitio dele lembra-me o Adolfo [irmão mais novo de Carlota]".[1]

À medida que Paulo crescia, a opinião de Carlota foi mudando. Durante uma visita a Londres, em 1814, Paulo, juntamente com outros príncipes, foi levado até Ascot para ver as corridas de cavalos patrocinadas pelo príncipe regente. Nessa ocasião portou-se muito mal, fazendo com que o príncipe de Orange ficasse completamente bêbado. "Durante treze anos, ele não tem feito mais nada a não ser ofender o pai com as suas indecências e conduta", escreveu a sua madrasta.[2]

Casamento e descendênciaEditar

No dia 28 de setembro de 1805 Paulo casou-se em Ludwigsburg com a princesa Carlota de Saxe-Hildburghausen, segunda filha do duque Frederico de Saxe-Altemburgo.[3] Juntos tiveram cinco filhos:

  1. Carlota (1807-1873), casada com o grão-duque Miguel Pavlovich da Rússia
  2. Frederico (1808-1870), casado com a princesa Catarina Frederica de Württemberg, sua prima
  3. Paulo (1809-1810), morreu com menos de um ano de idade
  4. Paulina (1810-1856), casada com Guilherme, Duque de Nassau
  5. Augusto (1813-1885), casado com Marie Bethge

Últimos anosEditar

Em 1815, Paulo saiu da sua casa em Estugarda para ir viver para Paris, deixando para trás a sua esposa e dois filhos, mas levando as suas duas filhas consigo. Lá viveu uma vida relativamente modesta, rodeando-se frequentemente de intelectuais como Georges Cuvier. A família de Paulo não via a situação com bons olhos e ordenou-lhe que regressasse a Württemberg, o que ele recusou.[4] Enquanto esteve em Paris, teve duas filhas ilegítimas com as suas amantes.

Pouco depois da morte da sua esposa em 1847, Paulo foi viver para Inglaterra com a sua amante de longa data Magdalena Fausta Angela de Creus, a viúva de sir Sandford Whittingham e os dois casaram-se na igreja de Paris em St. Nicholas, Brighton, Sussex, no dia 26 de abril de 1848.[5] A sua segunda esposa morreu em Paris no dia 27 de Dezembro de 1852. A única filha do casal, Pauline Madeleine Ximenes, nascida em Paris no dia 3 de Março de 1825, recebeu o título de Gräfin von Hohenfelsen (condessa). Viria a casar-se no dia 24 de Agosto de 1843 com Auguste Gustave, comte de Mentessuy, em Paris.[6]

Paulo morreu em Paris com 67 anos.

Referências

  1. Fraser, Flora (2007). Princesses — The Six Daughters of George III. London: John Murray. pp. 196. ISBN 0719561094.
  2. Fraser, Flora (2007). Princesses — The Six Daughters of George III. London: John Murray. pp. 196. ISBN 0719561094
  3. [1]
  4. Zeepvat, Charlotte (2006). Romanov Autumn. Stroud: Sutton. pp. 21–22. ISBN 0750944188.
  5. Family Tree Magazine, volume 21, no. 4
  6. Michel Huberty, Alain Giraud and F. & B. Magdelaine, L'Allemagne Dynastique, volume 2