Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde junho de 2010). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Um nevoeiro na Pedra Itaúna

A Pedra Itaúna é um paredão de rochas localizado no município brasileiro de Caratinga, no interior do estado de Minas Gerais. Trata-se de um dos principais pontos de referência de Caratinga, concedendo valor paisagístico à cidade, sendo também utilizada para a prática de esportes radicais como rapel e escalada.[1]

EtimologiaEditar

"Itaúna" é um termo de origem tupi que significa "pedra negra", por meio da junção dos termos itá ("pedra") e un ("preto").[2]

CaracterísticasEditar

Possui várias vias e é bastante usada para prática de voo livre, com duas áreas de pouso, rampa de decolagem natural e várias rampas. A melhor época para a prática é o mês de agosto, com longas térmicas onde se predomina o voo do relevo montanhoso que envolve Caratinga, podendo proporcionar a seus visitantes uma vista de toda a cidade.

A Pedra Itaúna é tombada como patrimônio cultural municipal devido a seu valor paisagístico vinculado ao conjunto arquitetônico da Praça Cesário Alvim. Está a 1 135 metros de altitude em relação ao nível do mar e aproximadamente 500 metros acima da cidade. Essa área, além de cartão-postal, é importantíssima devido à grande diversidade de seu ecossistema.

ImagensEditar

Referências

  1. Prefeitura de Caratinga (21 de julho de 2010). «Pedra Itaúna». Consultado em 9 de março de 2011. Cópia arquivada em 23 de julho de 2012 
  2. http://www.fflch.usp.br/dlcv/tupi/vocabulario.htm

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Pedra Itaúna
  Este artigo sobre Geografia de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.