Abrir menu principal

Pedra do Anta

município brasileiro do estado de Minas Gerais

Pedra do Anta é um município brasileiro do estado de Minas Gerais. Sua população estimada em 2004 era de 3.804 habitantes. O Major José Luis da Silva Viana foi o fundador da cidade e primeiro cultivador de café da região. As sementes eram trazidas da cidade de Meca (Arábia Saudita).

Município de Pedra do Anta
Bandeira indisponível
Brasão indisponível
Bandeira indisponível Brasão indisponível
Hino
Aniversário 30 de dezembro
Fundação 30 de dezembro de 1962
Gentílico antense
Padroeiro(a) São Sebastião[1]
CEP 36585-000 a 36589-999[2]
Prefeito(a) João Batista Viana (PMDB)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Pedra do Anta
Localização de Pedra do Anta em Minas Gerais
Pedra do Anta está localizado em: Brasil
Pedra do Anta
Localização de Pedra do Anta no Brasil
20° 35' 49" S 42° 42' 50" O20° 35' 49" S 42° 42' 50" O
Unidade federativa Minas Gerais
Mesorregião Zona da Mata IBGE/2008[3]
Microrregião Viçosa IBGE/2008[3]
Municípios limítrofes Amparo da Serra, Jequeri, Teixeiras, São Miguel do Anta e Canaã
Distância até a capital 230 km
Características geográficas
Área 163,788 km² [4]
População 3 365 hab. Censo IBGE/2010[5]
Densidade 20,54 hab./km²
Altitude 680 m
Clima Tropical de altitude T.A
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,664 médio PNUD/2000[6]
PIB R$ 17 150,353 mil IBGE/2008[7]
PIB per capita R$ 4 570,99 IBGE/2008[7]
Página oficial
Prefeitura www.pedradoanta.mg.gov.br

O Major José Luis da Silva Viana, depois da guerra do Paraguai, em 1864, como era da Guarda nacional, ficou de posse de sete léguas de terra nesta região. No tempo de D. Pedro II, as terras eram devolutas, não tinham dono.

Em 1820, o Major José Luis da Silva Viana residia neta região como posseiro. Foi combatente da Guarda Nacional na Guerra do Paraguai, em 1864, sendo vencedor.

Festas tradicionais do MunicípioEditar

  • Festa de São Sebastião: É a festa do padroeiro da cidade. Começa no dia 11 de janeiro até o dia 20 de janeiro. Ocorre participações de padres de outras cidades. Logo após a missa tem uma pequena festa com barracas e um forró. No domingo ocorre leilões, benção dos animais, cavalgada pela cidade, etc.
  • Festa do peão de boiadeiro (rodeio): É realizado no mês de setembro. São três dias: sexta-feira, sábado e domingo.

EsporteEditar

Pedra do Anta investe pouco no esporte, sendo que existem três times na zona urbana e três na zona rural, além do ITAPIR Futebol Clube, que é o time principal da cidade.

O ITAPIR já conquistou o Campeonato Regional do Açúcar, tendo como destaque o atleta Lelão. O título foi conquistado, na cidade de Piedade de Ponte Nova, com gol do atleta Thiago Amarante Viana Schitini.

Já houve também a conquista do Campeonato de Viçosa, pelo time do sub-17.

Relevo, clima e hidrografiaEditar

A altitude da sede é de 680 m. O clima é do tipo tropical de altitude com chuvas durante o verão e temperatura média anual em torno de 19°C, com variações entre 14°C (média das mínimas) e 26°C (média das máximas). (ALMG) O município integra a bacia do Rio Doce, sendo banhado pelo Rio Casca.

Ver tambémEditar

Referências

  1. Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC). «Lista por santos padroeiros» (PDF). Descubra Minas. p. 2. Consultado em 14 de setembro de 2017. Cópia arquivada (PDF) em 14 de setembro de 2017 
  2. Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos. «Busca Faixa CEP». Consultado em 1 de fevereiro de 2019 
  3. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  4. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  5. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  6. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  7. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 

Ligações externasEditar