Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre a amostra lunar encontrada pela Apollo 15. Para o álbum de Raul Seixas, veja A Pedra do Gênesis (álbum).
A Pedra do Gênesis na Instalação de Laboratório de Amostras Lunares.
A Pedro do Gênesis na superfície lunar antes de ser retirada.

A Pedra do Gênesis (15415) é uma amostra de uma rocha lunar encontrada na cratera Spur e obtida pelos astronautas David Scott e James Irwin em 1º de agosto de 1971 durante a segunda atividade extraveicular da Apollo 15. Ela atualmente está guardada na Instalação de Laboratório de Amostras Lunares no Centro Espacial Lyndon B. Johnson em Houston, Texas, Estados Unidos.

AnálisesEditar

Análises químicas da Pedra do Gênesis indicaram que era um anortosito, composta principalmente de um tipo de feldspato plagioclásio conhecido como anortita. A pedra foi formada nos estágios iniciais do nascimento do Sistema Solar, aproximadamente quatro bilhões de anos atrás.[1]

Originalmente se achou que a pedra fazia parte da crosta primordial da Lua, porém análises posteriores mostraram que ela 4.1 ± 0.1 bilhões de anos de idade, que é mais jovem do que a própria Lua e foi formada depois da solidificação da crosta. Ainda assim é uma rocha extremamente antiga, tendo se originado no período pré-nectárico da história lunar.[2]

Referências

  1. «Apollo 15 Lunar Samples Overview». Lunar Science and Exploration. Consultado em 15 de março de 2019 
  2. Norman, M. D., Borg, L. E., Nyquist, L. E., and Bogard, D. D. (2003). «Chronology, geochemistry, and petrology of a ferroan noritic anorthosite clast from Descartes breccia 67215: Clues to the age, origin, structure, and impact history of the lunar crust». Meteoritics and Planetary Science. 38: 645–661 

Ligações externasEditar

  Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.