Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Pedra do Sino (desambiguação).
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde abril de 2010). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Pedra do Sino
Nascer do Sol na Pedra do Sino
Pedra do Sino está localizado em: Brasil
Pedra do Sino
Coordenadas 22° 28' 20" S 43° 03' 17" O
Altitude 2 275[1] m (7 464 pés)
Localização Estado do Rio de Janeiro
 Brasil
Cordilheira Serra dos Órgãos

A Pedra do Sino, com 2.275 metros de altitude, é o ponto culminante do Parque Nacional da Serra dos Órgãos, no estado brasileiro do Rio de Janeiro. É um local mais procurado por montanhistas e alpinistas para a prática de diversos esportes e atividades turísticas.[2]

Lá do alto a vista alcança toda a Baía de Guanabara, a cidade do Rio de Janeiro e parte do Vale do Paraíba, no lado continental. O acesso é feito a partir da Sede Teresópolis do Parnaso e e a trilha é um clássico do montanhismo.[3]

São cerca de 11 km (cinco a seis horas) de caminhada desde a sede do Parque, em Teresópolis, a 1.100 metros de altitude, até o ponto culminante da serra. O primeiro trecho é mais leve, por dentro da mata, com calçamento da época do Império. As duas cachoeiras no caminho são boas opções de parada. A trilha é acidentada e seu acesso é limitado a 100 pessoas por dia. A trilha é também o trecho final da tradicional travessia Petrópolis-Teresópolis.[4]

Após dormir em um tradicional abrigo de montanha ou área de camping, o visitante tem a oportunidade de assistir ao espetacular nascer do sol a mais de 2 mil metros de altura. Durante o inverno, devido às baixas temperaturas que podem atingir 0ºc, é comum ver uma fina camada de gelo sobre a vegetação pela manhã. Ao longo da suave descida até a sede Teresópolis, o caminhante pode observar a Mata Atlântica em suas diferentes formas de vegetação, passando por campos de altitude e por uma floresta densa e preservada, com abundante fauna e flora, cachoeiras e cavernas. O assobio característico da "saudade" (Tijuca atra), ave endêmica da região, é o maior companheiro do caminhante, que já começa a se despedir deste trecho dos Caminhos da Serra do Mar.[5]

Referências

  1. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1992). «Folha Topográfica de Itaipava.Carta do Brasil. Escala: 1:50 000.». Consultado em 9 de dezembro de 2017 
  2. «Geologia». Instituto Chico Mendes. Consultado em 10 de julho de 2017 
  3. Parque Nacional da Serra dos Órgãos (1 de janeiro de 2018). «Trilha Pedra do Sino - Parque Nacional da Serra dos Órgãos». Equipe Parnaso. Consultado em 23 de novembro de 2018 
  4. «Pedra do Sino». Visite Guapi. 13 de maio de 2015 
  5. Gomes, Leonardo. «ICMBio - Parque Nacional da Serra dos Orgãos - Pedra do Sino». www.icmbio.gov.br. Consultado em 23 de novembro de 2018