Abrir menu principal
Pedra do Sol dos astecas.

Pedra do Sol (em castelhano: Piedra del Sol) é uma escultura asteca pós-clássica tardia abrigada no Museu Nacional de Antropologia e é talvez a obra mais famosa da escultura asteca.[1] A pedra tem 358 centímetros de diâmetro e 98 centímetros de espessura e pesa cerca de 21,8 toneladas. Logo após a conquista espanhola, a escultura monolítica foi enterrada no Zócalo, a principal praça da Cidade do México. Foi redescoberta em 17 de dezembro de 1790 durante os reparos na Catedral da Cidade do México.[2] Após sua redescoberta, a pedra foi montada em uma parede externa da Catedral, onde permaneceu até 1885.[3] Os primeiros estudiosos inicialmente pensaram que a pedra foi esculpida na década de 1470, embora a pesquisa moderna sugira que ela tenha sido esculpida em algum momento entre 1502 e 1521.[4]

Ver tambémEditar

Referências

  1. «National Anthropology Museum, Mexico City, "Sun Stone"». Consultado em 6 de abril de 2014. Arquivado do original em 7 de abril de 2014 
  2. Florescano, Enrique (2006). National Narratives in Mexico English-language edition of Historia de las historias de la nación mexicana, ©2002 [Mexico City:Taurus] ed. Norman: University of Oklahoma Press. ISBN 0-8061-3701-0. OCLC 62857841 
  3. Getty Museum, "Aztec Calendar Stone" getty.edu, acessado em 22 de agosto de 2018
  4. Villela, Khristaan. "The Aztec Calendar Stone or Sun Stone", MexicoLore. Acessado em 17 de dezembro de 2015.

Ligações externasEditar