Pedro Gómez Sarmiento de Villandrando

Disambig grey.svg Nota: Se procura pelo navegador e historiador espanhol, veja Pedro Sarmiento de Gamboa.
Pedro Gómez Sarmiento de Villandrando
Cardeal da Igreja Católica
Arcebispo de Santiago de Compostela
O bispo Sarmiento (4º à esquerda) no batizado de Filipe II de Espanha e I de Portugal em 1527, num mosaico de 1939 no Palacio Pimentel em Valladolid.
Atividade eclesiástica
Diocese Arquidiocese de Santiago de Compostela
Nomeação 8 de junho de 1534
Entrada solene 10 de junho de 1536
Predecessor Juan Pardo de Tavera
Sucessor Gaspar Ávalos de la Cueva
Mandato 15341541
Ordenação e nomeação
Nomeação episcopal 4 de março de 1523
Ordenação episcopal 1525 ?
Nomeado arcebispo 8 de junho de 1534
Cardinalato
Criação 18 de outubro de 1538
por Paulo III
Ordem Cardeal-presbítero
Título Santos Doze Apóstolos
Brasão
External Ornaments of a Cardinal Metropolitan Archbishop.svg
Dados pessoais
Nascimento Ribadeu
1478
Morte Luca
13 de outubro de 1541 (63 anos)
Progenitores Mãe: María de Ulloa y Castilla
Pai: Diego Pérez de Sarmiento de Villadrando
Funções exercidas - Bispo de Tuy
- Bispo de Badajoz
- Bispo de Palência
dados em catholic-hierarchy.org
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Pedro Gómez Sarmiento de Villandrando[nota 1] (Ribadeu, 1478 - Luca, 13 de outubro de 1541) foi um cardeal espanhol de origem galega, arcebispo de Santiago de Compostela.

BiografiaEditar

Nascido em Ribadeu, na província de Lugo, na Galiza, Pedro Sarmiento era o segundo dos cinco filhos de Diego Pérez de Sarmiento de Villadrando, conde de Ribadeu e de Salinas, e María de Ulloa e Castilla,[1]descendendo de Diogo Perez Sarmiento. Frequentou a Universidade de Salamanca e a Universidade de Valladolid, onde estudou direito civil e canônico.[1]

Parece que ele tomou posse de um cânon do capítulo da Catedral de Compostela em 1496. Foi também cânone do capítulo da Catedral de Tuy e foi o último abade do Mosteiro de Santa Marta, na diocese de Astorga.[1]

Em data incerta, mas antes de 1523, recebeu o diaconato, embora não se saiba quando foi ordenado padre. Sabe-se, contudo, que foi beneficiário perpétuo da igreja paroquial de Fuentes de Duero. Foi também capelão dos Reis Católicos, Isabel e Fernando, esmoler do rei Carlos I da Espanha e sacristão-mor de sua capela real.[1]

Em 4 de março de 1523, foi eleito Bispo de Tuy, mas nunca visitou a diocese e a governou através de oficiais.[2] Transferido para a Sé de Badajoz em 26 de outubro de 1524, quando ainda não havia recebido a sua consagração episcopal.[2] Em 3 de julho de 1525, foi novamente transferido, agora para a Sé de Palência,[2] sendo provavelmente nessa época consagrado, dando sua entrada solene na diocese em 18 de agosto de 1527.[1]

Testemunhou a assinatura do Tratado de Madrid, de 14 de janeiro de 1526, que libertou o rei Francisco I da França. Acompanhou o Imperador Carlos V nas viagens à Flandres, Itália e Alemanha e o ajudou na luta contra os turcos. Ainda, participou da coroação de Carlos V como Sacro Imperador Romano-Germânico em Bolonha em 24 de fevereiro de 1530, pelo Papa Clemente VII.[1]

Foi promovido à Sé Metropolitana Compostelana em 8 de junho de 1534,[2] fazendo sua entrada solene em 10 de junho de 1536. Em 1538, acompanha o Imperador em sua viagem para a Itália, junto com Margarida de Parma, que se casaria com Ottavio Farnese, sobrinho do Papa Paulo III. Nessa ocasião, solicitaram a criação do arcebispo Sarmiento como cardeal.[1]

Assim, foi criado cardeal-presbítero no Consistório de 18 de outubro de 1538, recebendo o galero vermelho e o titulus de Santos Doze Apóstolos em 15 de novembro do mesmo ano.[1][2]

Em 28 de janeiro de 1541, foi nomeado administrador apostólico da Sé de Anagni, resignando em 6 de abril seguinte.[1][2]

Morreu em 13 de outubro de 1541, em Luca. Foi sepultado no Convento Dominicano de Anagni; mais tarde, seu parente próximo, Juan Sarmiento, abade de Benevivere em Palencia, transferiu seus restos mortais para a igreja daquela abadia e os colocou em um sepulcro honorífico.[1]

Notas

  1. Também chamado de Pedro Gómez Sarmiento y de Ulloa.

Referências

  1. a b c d e f g h i j The Cardinals of the Holy Roman Church
  2. a b c d e f Eubel, pág. 266

BibliografiaEditar

  • Chacón, Alfonso (1630). Vitæ, et res gestæ Pontificvm Romanorum et S. R. E. Cardinalivm ab initio nascentis Ecclesiæ vsque ad Vrbanvm VIII. Pont. Max. volume II. Roma: Typis Vaticanis 
  • Cardella, Lorenzo (1793). Memorie storiche de' cardinali della Santa Romana Chiesa (em italiano). volume IV. Roma: Stamperia Pagliarini. 199 páginas 
  • Eubel, Conrad; Gulik, Willem van (1935). Hierarchia Catholica Medii et Recentioris Ævi (em latim). Munique: Sumptibus et Typis Librariae Regensbergianae 
  • «Sarmiento, Pedro». Diccionario enciclopédico galego universal. vol. 55. La Voz de Galicia. 2003-2004. p. 22. ISBN 84-7680-429-6 

Ligações externasEditar

Precedido por
Luís Martiano
 
Bispo de Tuy

15231524
Sucedido por
Pedro González Manso
Precedido por
Bernardo de Mesa, O.P.
 
Bispo de Badajoz

15241525
Sucedido por
Pedro González Manso
Precedido por
Pedro Ruiz de la Mota, O.S.B.
 
Bispo de Palência

15251534
Sucedido por
Francisco Mendoza
Precedido por
Juan Pardo de Tavera
 
Arcebispo de
Santiago de Compostela

15341541
Sucedido por
Gaspar Ávalos de la Cueva
Precedido por
Alfonso Manrique de Lara y Solís
 
Cardeal-presbítero dos
Santos Doze Apóstolos

15381541
Sucedido por
Miguel da Silva