Pedro Nuno Santos

político português
Pedro Nuno Santos
Retrato oficial de Pedro Nuno Santos
Ministro(a) de Portugal
Período 18 de fevereiro de 2019
a 26 de outubro de 2019

XXI Governo Constitucional

Período 26 de outubro de 2019
a atualidade

XXII Governo Constitucional

Secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares de Portugal
Período 26 de novembro de 2015
a 18 de fevereiro de 2019

XXI Governo Constitucional

Dados pessoais
Nascimento 13 de abril de 1977 (42 anos)
São João da Madeira, São João da Madeira
Nacionalidade português

Pedro Nuno de Oliveira Santos (São João da Madeira, São João da Madeira, 13 de abril de 1977) é um político português.

BiografiaEditar

No campo associativo, foi Presidente da Associação de Estudantes da Escola Secundária Dr. Serafim Leite, em São João da Madeira, Presidente da Mesa da Reunião Geral de Alunos (RGA) do Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade Técnica de Lisboa e Membro da Direcção da Associação de Estudantes do mesmo, onde se licenciou em economia.[1]

Serviu um mandato como Presidente da Assembleia de Freguesia de São João da Madeira, Deputado da Assembleia Municipal de São João da Madeira, Presidente da Federação de Aveiro da Juventude Socialista e Secretário-Geral da Juventude Socialista (2004-2008).

Foi Deputado na X e XII Legislatura, tendo sido, na última Legislatura, responsável pela Comissão de Economia e pela Comissão Parlamentar de Inquérito ao caso BES e foi Vice-Presidente do Grupo Parlamentar do Partido Socialista e membro da Comissão Permanente da Assembleia da República. Foi Presidente da Federação de Aveiro do Partido Socialista.

No Governo do Primeiro-Ministro António Costa, e enquanto Secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, Pedro Nuno Santos teve um papel fundamental na coordenação com os partidos que o apoiam, nomeadamente o Partido Comunista Português e o Bloco de Esquerda, sendo, também por considerar que os partidos da esquerda parlamentar devem ser os principais aliados do Partido Socialista, uma das caras da ala mais à esquerda do PS.

É o actual Ministro das Infraestruturas e da Habitação, no XXII Governo Constitucional.

Pagamento da dívida soberanaEditar

Em dezembro de 2011, Pedro Nuno Santos defendeu que Portugal poderia ameaçar não pagar a sua dívida, afirmando: “Estou a marimbar-me que nos chamem irresponsáveis. Temos uma bomba atómica que podemos usar na cara dos alemães e franceses. Essa bomba atómica é simplesmente não pagarmos.”

“Ou os senhores se põem finos, ou nós não pagamos”, disse também Pedro Nuno Santos na altura. “Se não pagarmos a dívida e se lhes dissermos, as pernas dos banqueiros alemães até tremem”, concluiu, defendendo que o Governo deve ignorar as exigências dos credores internacionais para poupar os portugueses aos sacrifícios da austeridade.[2]

Vida pessoalEditar

É casado com Ana Catarina Gamboa, Chefe de Gabinete do Secretário de Estado Adjunto do Primeiro-Ministro.

Ligações externasEditar

Precedido por
Carlos Costa Neves
(como ministro dos Assuntos Parlamentares)
Secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares
XXI Governo Constitucional
2015 – 2019
Sucedido por
Duarte Cordeiro
(como Secretário de Estado Adjunto do Primeiro-Ministro e dos Assuntos Parlamentares)
Precedido por
Pedro Marques
(como ministro do Planeamento e das Infraestruturas)
Cargo vago
(pasta da Habitação)
Anterior titular:
José Luís Arnaut
(2004–2005)
(como Ministro das Cidades, Administração Local,
Habitação e Desenvolvimento Regional)
Ministro das Infraestruturas e da Habitação
XXI e XXII Governo Constitucional
2019 – presente
Sucedido por
Em funções
  Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.