Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Para a série de televisão portuguesa, veja Pedro e Inês (série de televisão).
Pedro e Inês
Cartaz do filme
Portugal Portugal
2018 •  cor •  120 min 
Realização António Ferreira
Produção António Ferreira
Tathiani Sacilotto
Coprodução Carolina Dias
Claire Gadea
José Barahona
Marie-Pierre Macia
Produção executiva Tathiani Sacilotto
Argumento António Ferreira
Rosa Lobato Faria
Baseado em A Trança de Inês
de Rosa Lobato Faria
Elenco Diogo Amaral
Joana de Verona
Vera Kolodzig
João Lagarto
Custódia Gallego
Miguel Monteiro
Miguel Borges
Género Drama
Música Luís Pedro Madeira
Direção de arte Luísa Bebiano
Figurino Sílvia Grabowski
Cinematografia Paulo Castilho
Edição António Ferreira
Companhia(s) produtora(s) Persona Non Grata Pictures
MPM Film
Diálogos Atómicos
Persona Non Grata Pictures Brasil
Riot Films
Refinaria Filmes
Distribuição NOS Audiovisuais
Pandora Filmes
Lançamento Portugal 18 de outubro de 2018
Idioma português
Receita 182 130,98 €[1]
Página no IMDb (em inglês)

Pedro e Inês é um filme português de drama, realizado por António Ferreira e produzido por António Ferreira e Tathiani Sacilotto.[2] Estreou em Portugal a 18 de outubro de 2018, tendo-se tornado no filme português mais visto de 2018 no final de Novembro, após ultrapassar a marca de 45.500 espectadores.[3][4]

Este filme é uma adaptação do romance de Rosa Lobato Faria, A Trança de Inês, sendo baseada em factos reais.[5]

O filme é uma coprodução com França e Brasil, tendo estreado na World Competition do Festival Internacional de Cinema de Montreal, bem como na competição "Novos Diretores" da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo e no Festival de Rio em 2018.[6][7][8]

SinopseEditar

O filme acontece em três tempos diferentes. No passado, onde ocorreu a história verdadeira, no presente, numa grande cidade, e no futuro imaginário. Em qualquer destes tempos, Pedro e Inês encontram e reencontram-se, vivendo aquela que pode ser considerada uma das maiores histórias de amor em Portugal.[9]

ElencoEditar

  • Diogo Amaral como Pedro
  • Joana de Verona como Inês
  • Vera Kolodzig como Constança
  • João Lagarto como Afonso
  • Custódia Gallego como Beatriz
  • Miguel Monteiro como bispo / médico / ancião
  • Miguel Borges como Pero Coelho
  • Nuno Nolasco como Álvaro Gonçalves
  • Cristovão Campos como Estevão
  • Jorge Loureiro como pai da Constança
  • Carlos Mendes (Kaló) como paciente
  • Pedro Chau como guarda real
  • Bárbara Queirós como freira
  • Matilde Gaspar como filha
  • Tiago Fernandes como filho
  • Alexandre Fernandes como servo / arquiteto / homem comunidade
  • João Damasceno como paciente
  • Miguel Matos como guarda real / arquiteto / homem comunidade
  • Beatriz Villar como aia / arquiteta / jovem da comunidade
  • João Paulo Janicas como paciente
  • Miguel Lança como enfermeiro
  • Carlos Dias como guarda real / polícia / homem da comunidade
  • Yolanda Villar de Menezes como anciã
  • João Castro Gomes como Diogo Lopes Pacheco
  • Marta Nogueira como enfermeira
  • Cláudia Carvalho como mulher do povo / secretária / mulher da comunidade
  • Marta Larisch como aia / namorada de Estevão
  • Filipe Eusébio como paciente
  • Eduardo Torres de Menezes como ancião
  • Henrique dos Santos Maneca como filho
  • Pedro Lamas como homólogo / arquiteto / homem da comunidade
  • Berta Susana Teixeira como mãe da Constança
  • Carla Martins como fidalga / arquiteta / mulher da comunidade
  • António Olaio como paciente
  • Guilherme de Bastos Lima como servo / arquiteto / homem da comunidade
  • Tiago Martins como homem do povo / paciente / jovem da comunidade
  • Joana R. Silva como aia / jovem da comunidade / convidada da festa
  • Celso Pedro como fidalgo / arquiteto / homem da comunidade
  • Cristina Janicas como aia-chefe / Olga / encarregada
  • Alexandre Santos como guarda real / arquiteto / homem da comunidade

Referências

  1. «RANKING DOS FILMES NACIONAIS ESTREADOS - 2018» (PDF). Instituto do Cinema e do Audiovisual. 5 de dezembro de 2018. Consultado em 7 de dezembro de 2018 
  2. «Pedro e Inês». filmSPOT. Consultado em 16 de setembro de 2018 
  3. Ana Rita Graça (17 de agosto de 2018). «Filme "Pedro e Inês" em competição no Festival de Montreal». Espalha-Factos. Consultado em 16 de setembro de 2018 
  4. Silva, Pedro (2 de dezembro de 2018). «Pedro e Inês é o filme português mais visto de 2018: Mais de 45,5 mil espectadores». cineaddiction.com. Consultado em 6 de dezembro de 2018 
  5. «Um "Pedro e Inês" em três tempos no novo filme de António Ferreira». Diário de Notícias. 11 de agosto de 2018. Consultado em 16 de setembro de 2018 
  6. «#FFM2018 - WORLD COMPETITION | World Film Festival». www.ffm-montreal.org. Consultado em 6 de dezembro de 2018 
  7. «42ª Mostra Internacional de Cinema - Filme - PEDRO E INÊS: O AMOR NÃO DESCANSA». 42.mostra.org. Consultado em 6 de dezembro de 2018 
  8. Rio, Festival do. «Pedro e Inês». Festival do Rio. Consultado em 6 de dezembro de 2018 
  9. Joana Moreira (29 de julho de 2017). «O Amor de Pedro e Inês Vai Chegar aos Cinemas». ELLE. Consultado em 16 de setembro de 2018 
  Este artigo sobre um filme português é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.