Penarol Atlético Clube

Penarol Atlético Clube é uma agremiação esportiva de Itacoatiara, no estado do Amazonas, fundada a 8 de agosto de 1947. Suas cores são o azul e o branco. É tricampeão Amazonense (2010, 2011 e 2020).

Penarol
Nome Penarol Atlético Clube
Alcunhas Leão da Velha Serpa[1]
Leão Azul[2]
Torcedor(a)/Adepto(a) Penarolense
Mascote Leão
Principal rival Princesa do Solimões
JC
Fundação 8 de agosto de 1947 (76 anos)[3]
Estádio Floro de Mendonça
Capacidade 2 710 pessoas
Localização Itacoatiara, Amazonas, Brasil
Presidente Antônio Carlos Barros Domingues[4]
Competição Licenciado
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo

História

editar

Fundação

editar

O Penarol foi idealizado e fundado por um grupo de senhores da sociedade itacoatiarense, grupo este composto por Luiz Calheiros Gama, Marcos Esteves, Sebastião Mestrinho, Simões Sales de Souza, Laureano Seixas e Antônio Gesta Filho. A data de fundação é 8 de Agosto de 1947.[5]

Há duas versões para a escolha do nome do clube: na primeira versão o nome teria sido inspirado no Peñarol, do Uruguai, que estaria empenhado em 1947 numa excursão pela costa brasileira, e teria ido a Manaus, passando por Itacoatiara para realizar treinos.[5] Acontece que não se tem registros conhecidos dessa passagem da equipe uruguaia por Manaus nem há evidências de jogos contra equipes locais. De acordo com essa versão, que é a mais difundida, outros nomes foram sugeridos como Nacional (em homenagem ao Nacional), Rio Negro (em homenagem ao Rio Negro), Amazonas (em homenagem ao estado) e Portuguesa (por motivos desconhecidos). Ao final de uma votação, as sugestões de Peñarol e Nacional ficaram empatadas, assim, para resolver a questão, foi decidido que adotariam o nome em homenagem ao visitante uruguaio e as cores em homenagem ao clube de Manaus.

Outra versão para a escolha do nome foi revelada pelo jornalista Carlos Zamith, em seu livro Baú Velho. Nessa versão era o Penarol de Fortaleza quem estava em excursão pelo estado do Amazonas. A equipe cearense tinha grande prestigio e era até então bicampeã do estado do Ceará.[6] Essa excursão se deu em 1940 constando de 5 partidas e foi divulgada pelos jornais da capital amazonense.[7] Na altura da fundação do Penarol de Itacoatiara, realizou excursão por Manaus o Fortaleza, e muito se mencionava nos jornais o Penarol de lá e sua passagem pelas terras barés, o que também pode ter influenciado os itacoatiarenses.

Primeiros campeonatos

editar

Em 24 de Junho de 1951 foi fundada a Liga Itacoatiarense de Desportos Atléticos (LIDA) com a finalidade de organizar o futebol da cidade e o Penarol foi um dos seus fundadores. A LIDA passou ainda naquele ano a organizar o Campeonato Itacoatiarense que ao lado do Campeonato Parintinense eram os únicos campeonatos regularizados no interior do estado. O Penarol se tornou uma das forças da cidade, e nos campeonatos locais passou a exercer uma forte rivalidade com as outras agremiações que também se destacavam, como o Atlético Brasil Clube e o Náutico Esporte Clube.

Profissionalização e afastamento

Muitas intenções de profissionalizar um clube de Itacoatiara vinham acontecendo desde o ingresso da LIDA na Federação Amazonense de Futebol, em 5 de Fevereiro de 1969. Em 1970 muito se tentou para profissionalizar o Atlético Brasil Clube (tradicional rival do Penarol dos torneios locais), mas a tentativa esbarrou na má vontade dos clubes manauaras em receber um clube do interior. A ideia de ingresso da cidade no Campeonato Amazonense foi adiada e só se realizou em 1979 quando o Penarol foi finalmente filiado como clube membro da Federação Amazonense de Futebol e se tornou apto a disputar o estadual a partir de 1980.

Com a profissionalização, o Penarol foi ao lado do Olaria de Humaitá, o primeiro clube do interior a participar do Campeonato Amazonense, em 1980. O "Leão da Velha Serpa" disputou seguidamente os campeonatos até 1989, em 1990 se licenciou pela primeira vez. Nesse período chegou a ser 3º colocado por 4 vezes, numa época que o futebol era dominado pela dupla Rio Negro e Nacional. O clube ainda jogou a edição de 1991 e a de 1993, para se licenciar novamente, desta vez por um período de 13 anos. [6]

Retorno em 2007

No ano de 2006 o Fast Clube, clube tradicional de Manaus fez uma parceria com o município de Itacoatiara, de onde receberia aporte financeiro e estrutura. O Fast Clube foi abraçado pela população e seus jogos sempre recebiam os melhores públicos do estadual daquele ano. A equipe "tricolor" foi finalista e chegou a levar cerca de 9 mil itacoatiarenses à final do 2º turno, disputada em Manaus.

Ao ver como o Fast Clube obteve sucesso, um setor da sociedade local sentiu um incomodo no fato do Fast Clube não ser originalmente uma equipe local. A partir disso, começou a se idealizar o retorno do Penarol ao profissionalismo.[5]

Série B do Amazonense 2007

editar

Com o sucesso do Fast e com a volta da Série B do Amazonense, o clube volta ao profissionalismo em 2007, estreando, em Itacoatiara, contra o Holanda, perdendo por 1x0. No primeiro Turno ficou em segundo lugar, atrás somente do Holanda. No segundo turno a equipe caiu de produção, ficando em penúltimo lugar. No geral a equipe foi o 5º colocado na Série B do Amazonense em 2007, que marcava a volta da equipe aos campos profissionais.

Serie B de 2008 e o acesso

editar

No ano de 2008 a equipe consegue o vice-campeonato da Série B e, consequentemente, o acesso para a 1ª divisão do Amazonense, ao lado de Rio Negro e CDC Manicoré.

A volta à elite do futebol Amazonense

editar

Em 2009, na sua volta à primeira divisão amazonense, faz uma boa campanha no primeiro turno. Prejudicado com a fórmula de disputa do segundo turno, o clube caiu de rendimento e no geral ficou na 5º colocação entre dez times, com 21 pontos ganhos.

2010, Campeão Amazonense

editar

Em 2010, três anos após seu retorno ao profissonalismo, o Leão da Velha Serpa faz, indiscutivelmente, a melhor campanha dentre todos os 10 clubes participantes, culminando com o título amazonense, conquistado em cima do Fast Clube ganhando os dois jogos da decisão por 1 a 0 e aumentando ainda mais o jejum do Tricolor de Aço, que amarga 40 anos sem título. Esse foi o primeiro título amazonense do clube de Itacoatiara em 63 anos de história. A conquista deu direito ao Penarol de disputar a Copa do Brasil de 2011 e a Série D de 2011.

2011, o Bicampeonato

editar

Em 2011, o Penarol surpreendeu mais uma vez. Após uma campanha regular nos respectivos turnos, o time itacoatiarense jogou quatro vezes contra o Nacional de Manaus, (duas vezes nas finais dos dois turnos e duas vezes na Taça que valeria o Campeonato Estadual.) no qual obteve uma vitória e três empates, sendo que, em jogos que houve dois empates, o Leão da Velha Serpa decidiu nos pênaltis e teve uma derrota e uma vitória, sendo a última culminante no bicampeonato estadual. Sendo assim, o time, então dirigido por Uidemar Oliveira, é o único do interior do estado a obter dois títulos seguidos, desbancando até mesmo os principais times da capital amazonense.

Anos seguintes

editar

O clube passou por uma fase, entre 2012 e 2015, em que figurou sempre entre os quatro primeiros da tabela do Campeonato.

Em 2016, quando a Federação Amazonense de Futebol mudou o Barezão para o segundo semestre do ano, o clube se mostrou contrário à decisão e se recusou a participar, portanto ficou sem competições profissionais naquele ano [8].

Retorno à Série B em 2017

editar

No final de 2016 o clube anunciou que participaria da Segunda Divisão do Amazonense em 2017 e, junto a outras três equipes, buscaria o acesso à Primeira Divisão do mesmo ano [9][10]. No final do mês de Dezembro anunciou o técnico Fábio Luiz, que trabalhou no clube no bicampeonato de 2011, como comandante da equipe para a disputa do acesso.

No início do ano, durante a apresentação do elenco e da comissão técnica, o presidente Ila Rabelo anunciou que o clube iria ter uma fornecedora de material esportivo própria, a Patada do Leão, nos moldes do que o Paysandu fez em Belém com a marca Lobo, sendo o primeiro clube amazonense a realizar tal feito, como forma de buscar renda a longo prazo. [11]

A campanha do time na Segunda Divisão foi sem surpresas. Após um retrospecto satisfatório, garantiu o retorno à Elite já ao final da Primeira Fase. Como consequência, dispensou o técnico Fábio Luiz e mais seis atletas [12] e anunciou Humberto Santos, que vinha de uma carreira vitoriosa no Nordeste [13], além de outros três jogadores. Ao fim da fase classificatória, enfrentaria o Holanda na grande final, porém uma tragédia atingiu o time rio-pretense: o presidente do clube, Leão Braúna, foi encontrado morto apenas três dias antes da partida [14]. O Leão da Velha Serpa então abdica ao título da Segundona e fica com o segundo lugar.[15]

Antes do Barezão, disputou a volta do Torneio Início e foi eliminado pelo Fast ainda na primeira rodada, ao ser derrotado por 1x0 pelo time tricolor.

Rebaixamento em 2022

editar

Em 2022, o Penarol resolveu refazer uma parceria com o controverso Henrique Barbosa (dono do Atlético Amazonense).[16] A parceria com este iniciou no início de 2021 e na época o clube chegou a fazer uma nota pública denunciando que alguém estaria se passando pelo empresário e pedindo valores de atletas para que pudessem ingressar no clube.[17] Apesar da gravidade da situação, nenhuma denuncia foi realizada. Na sua primeira passagem pelo clube itacoatiarense, o dirigente chegou a ser punido com suspensão de 50 dias após proferir ofensas contra um arbitro local, inclusive fazendo alusão a uso de influência para perseguir o mesmo.[18]. Em ocasião de outra partida(Fast Clube x Penarol, em 30 de Janeiro de 2022), é registrado em sumula o nome de Henrique Barbosa e Edirlei Tavares Campos por novamente agredir a moral da equipe de arbitragem[19], este último teve seu nome também relacionado em uma denúncia de manipulação de resultados na Segunda Divisão do mesmo ano.

No decorrer da competição o "Leão azul" da "Velha Serpa" realizou sua pior campanha na história e foi rebaixado no Campeonato Amazonense pela primeira vez.[20] Em 1º de fevereiro, quando o campeonato ainda ia para sua terceira rodada e o Penarol até então havia empatado com o Fast Clube e perdido pelo placar magro de 2 a 1, quando foi noticiado o desligamento do então técnico Maurílio Silva. Não foram dadas maiores explicações para seu desligamento e foram alegados "problemas familiares".[21] Em setembro de 2022, em reportagem que denunciava o esquema de manipulação de resultados de Henrique Barbosa, num dos depoimentos um ex-atleta do clube diz que Maurílio Silva deixou o clube por não concordar com a ideia de vender resultados.[22] Na denuncia também é mencionado que jogadores pagam pra jogar, o que remete ao factoide que levou o clube a emitir uma nota no início de 2021.

Depois do desligamento do técnico Maurílio Silva, o clube azulino chegou a sofrer cinco derrotas consecutivas por diferenças iguais ou superiores a três gols. A sequência de derrotas acachapantes começou com uma goleada por 5 a 0 sofrida ante o Iranduba. A derrota levou os administradores das redes sociais do clube a postar uma imagem com a frase "Somos doceiros! Desculpa, nação!".[23] A sequência de derrotas com goleada parou com uma vitória mais que inesperada sobre a forte equipe do Amazonas, coincidentemente nesta rodada o clube foi oficialmente rebaixado.[24] O clube fechou a competição com derrotas por 1 a 0 para os Princesa(que veio a ser vice-campeão) e para o Nacional(que veio a ser o terceiro colocado), mostrando que os resultados antes do rebaixamento se confirmar eram anormais (o clube não sofreu goleada de nenhuma equipe que ficou entre o 2º e o 5º lugar do estadual, com resultados de 0-1 Princesa, 0-1 Nacional, 1-1 Fast Clube e 1-0 Amazonas).

Titulos

editar
ESTADUAIS
Competição Títulos Temporadas
  Campeonato Amazonense 3 2010, 2011 e 2020
  Taça Cidade de Manaus 1 2010
  Taça Estado do Amazonas 1 2011
  Torneio Início 1 1988
Municipais
  •   Copa Itacoatiara de Futebol: 1
(2010)
Campanhas de Destaque Nacionais
(2011)
(2012)
Campanhas de Destaque Estaduais
1983, 1985, 1986, 1987
(1980, 1981, 1984, 1991, 1993)
2008 e 2017

Estatísticas

editar

Participações

editar
Participações em 2021
Competição Temporadas Melhor campanha Estreia Última P   R  
  Campeonato Amazonense 23 Campeão (3 vezes) 1980 2022 1
2ª Divisão 3 Vice-campeão (2008 e 2017) 2007 2017 2
  Copa Verde 1 Oitavas de final (2021) 2021
  Série D 3 13º colocado (2011) 2011 2021
Copa do Brasil 3 2ª fase (2012) 2011 2021

Retrospecto

editar

43º em 2011 - 32º em 2012

13º em 2011 - 24º em 2012

  Campeonato Amazonense
Ano 1980 1981 1982 1983 1984 1985 1986 1987 1988 1989
Pos.
Ano 1990 1991 1992 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999
Pos. - - - - - - - -
Ano 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009
Pos. - - - - - - - - -
Ano 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 2019
Pos. -
Ano 2020 2021 2022
Pos. 11º
  Campeonato Amazonense - Série B
Ano 2007 2008 2017
Pos.

Torcidas

editar
  • Torcida Leões da Velha Serpa (ativa)
  • Torcida Organizada Loucos do Penarol (ativa)
  • Torcida Fuzaca do Leão (ativa)

Rankings

editar
  • Posição: 186º
  • Pontuação: 151 pontos

Ranking criado pela Confederação Brasileira de Futebol que pontua todos os times do Brasil.

Referências

  1. «Penarol com espírito de Libertadores no Arruda». diariodepernambuco.com.br. 14 de março de 2012. Consultado em 31 de julho de 2023 
  2. «Penarol-AM 1 x 0 4 de Julho-PI - Com gol de Wallace no segundo tempo, Leão joga pelo empate para se classificar». futebolinterior.com.br. 12 de setembro de 2021. Consultado em 31 de julho de 2023 
  3. «Penarol Atlético Clube celebra 70 anos de história». cbf.com.br. 8 de agosto de 2017. Consultado em 31 de julho de 2023 
  4. «Antônio Carlos Barros Domingues é eleito presidente do Penarol Atlético Clube». fafamazonas.com.br. 8 de maio de 2022. Consultado em 31 de julho de 2023 
  5. a b c «Penarol Atlético Clube, 71 anos de existência». Alternativa Sports. 22 de agosto de 2018. Consultado em 18 de setembro de 2022 
  6. a b Carlos Zamith (2008). Baú Velho. [S.l.]: Valer. 426 páginas. ISBN8575122518 
  7. «Foot-ball». Jornal do Comércio. Manaus. 21 de janeiro de 1940. Consultado em 18 de setembro de 2022 
  8. Dantas, Marcos (25 de novembro de 2015). «Campeonato Amazonense 2016 será no 2º semestre e Copa AM é extinta». Globo Esporte AM. Consultado em 11 de janeiro de 2016 
  9. Dantas, Marcos (25 de novembro de 2016). «Série B do Amazonense começará no dia 29 de janeiro e terá seis clubes». Globo Esporte AM. Consultado em 11 de janeiro de 2017 
  10. «FAF divulga tabela de jogos e regulamento da Série B de 2017». Globo Esporte AM. 15 de dezembro de 2016. Consultado em 11 de janeiro de 2017 
  11. «Penarol-AM apresenta elenco com 17 jogadores e marca esportiva própria». Globo Esporte AM. 4 de janeiro de 2017. Consultado em 11 de janeiro de 2017 
  12. «Após derrota em casa, Penarol-AM dispensa técnico Fábio Luiz e 6 atletas». Globo Esporte AM. 10 de fevereiro de 2017. Consultado em 20 de fevereiro de 2017 
  13. «Penarol-AM acerta com ex-Picos Humberto Santos para treinador». Globo Esporte AM. 20 de fevereiro de 2017. Consultado em 20 de fevereiro de 2017 
  14. Cardoso, Valter (27 de fevereiro de 2017). «Presidente do Holanda, Leão Brauna é encontrado morto em casa». Portal A Crítica. Consultado em 10 de março de 2017 
  15. Dantas, Marcos (2 de março de 2017). «FAF oficializa título e Holanda-AM é declarado campeão da Série B». Globo Esporte AM. Consultado em 10 de março de 2017 
  16. «Penarol-AM reata parceria com Henrique Barbosa para 2022». GE/AM. 15 de dezembro de 2021. Consultado em 18 de setembro de 2022 
  17. «Penarol afirma em nota que uma pessoa se passa por gestor e convoca atletas e os cobra». Portal Itacoatiara. 6 de março de 2021. Consultado em 18 de setembro de 2022 
  18. «PLENO REFORMA DECISÃO E DIRETOR DO PENAROL É PUNIDO COM SUSPENSÃO DE 50 DIAS». TJDAM. 30 de abril de 2021. Consultado em 18 de setembro de 2022 
  19. «FEDERACAO AMAZONENSE DE FUTEBOL Jogo: 12 SÚMULA ON-LINE» (PDF). Federação Amazonense de Futebol. Consultado em 18 de setembro de 2022 
  20. Mesquita, Teofilo (26 de fevereiro de 2022). «No Barezão, Princesa do Solimões se classifica e Penarol e JC são rebaixados». AMAZONAS ATUAL. Consultado em 8 de março de 2022 
  21. Bruno Oliveira (1 de fevereiro de 2022). «Técnico Maurilio Silva deixa o comando do Penarol». Portal Em Tempo. Consultado em 18 de setembro de 2022 
  22. «Clubes são acusados de integrar esquema de manipulação de resultados no Campeonato Amazonense». Portal O Liberal. 8 de setembro de 2022. Consultado em 18 de setembro de 2022 
  23. Rômulo Almeida (6 de fevereiro de 2022). «Pode isso? Penarol é goleado por 5 a 0 e clube posta em rede social: "Somos doceiros"». GE/AM. Consultado em 18 de setembro de 2022 
  24. Lucas Queiroz (26 de fevereiro de 2022). «Penarol bate Amazonas por 1 a 0 e vence a primeira, mas é rebaixado». Portal Esporte Manaus. Consultado em 18 de setembro de 2022 

Ligações externas

editar