Perpétua e Felicidade

Disambig grey.svg Nota: "Santa Perpétua" redireciona para este artigo. Para outros significados, veja Santa Perpétua (desambiguação) ou Felicidade de Roma.

Santa Perpétua e Santa Felicidade foram martirizadas por decapitação no anfiteatro de Cartago no ano 203, na grande perseguição de Septímio Severo.

Santa Perpétua e Santa Felicidade
Vitral de Santa Perpétua na Igreja de Notre-Dame de Vierzon, França; século XIX
Nascimento Cartago, Império Romano 
século II
Morte Cartago 
7 de março de 203
Veneração por Igleja Católica Ortodoxa, Igreja Católica Romana, Igreja Anglicana, Igrejas orientais católicas
Beatificação
Canonização
Festa litúrgica 7 de março
Atribuições mães, grávidas, vaqueiros
Gloriole.svg Portal dos Santos

Felicidade era serva (escrava) de Perpétua, que se encontrava grávida quando de sua prisão pelas autoridades romanas e deu à luz na própria prisão. A narração da coragem demonstrada pelas mártires e de seu sacrifício é detalhadamente conservada por confessores da fé cartagineses e por um escritor de sua época. Desde longa data seu nome foi incluído no Cânon Romano da Igreja Católica e são invocadas tanto na "Ladainha dos Santos" como na "Oração Eucarística I" na parte destinada à "comemoração dos defuntos". A cripta com o nome de Santa Perpétua foi encontrada há alguns anos nas ruínas da antiga Cartago.

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Perpétua e Felicidade
  • [1] Diário de Santa Perpétua e Felicidade, em latim, grego e inglês
  • [2] FÁVARO, A. M.; NÁPOLI, T. A.; LIMA, R. C. "A Paixão de Santa Perpétua e Santa Felicidade" (Passio Sanctarum Perpetuae et Felicitatis): tradução anotada. Rónai: Revista de Estudos Clássicos e Tradutórios, v. 7, pp. 37-68, 2019.
  Este artigo sobre a biografia de um(a) santo(a) ou um(a) beato(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.