Abrir menu principal

Meu Amigo o Dragão

filme de 1977 dirigido por Don Bluth e Don Chaffey
(Redirecionado de Pete's Dragon)
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre o filme de 1977. Para o filme de 2016, veja Pete's Dragon (2016).
Pete's Dragon
Meu Amigo o Dragão (PRT/BRA)
 Estados Unidos
134 min 
Direção Don Chaffey
Produção Jerome Courtland
Ron Miller
Roteiro Malcolm Marmorstein
História Seton Miller
S.S. Field
Elenco
Música Irwin Kostal
Direção de fotografia Frank Phillips
Diretor de iluminação Frank Phillips
Edição Gordon D. Brenner
Companhia(s) produtora(s) Walt Disney Productions
Distribuição Buena Vista Distribution
Idioma inglês
Orçamento $10 milhões
Receita $36 milhões
Site oficial

Pete's Dragon (bra/prt: Meu Amigo o Dragão)[1][2] é um filme em live-action e animação estadunidense de 1977, dos gêneros fantasia, aventura e comédia, dirigido por Don Chaffey, com roteiro por Malcolm Marmorstein.

EnredoEditar

No início de 1900, um jovem órfão chamado Pedro, abandona a sua abusiva família caipira, os Gogans, com a ajuda de um enorme dragão chamado Elliott, que pode tornar-se invisível. Pedro e Elliott visitam uma pequena vila de pescadores chamada de Passamaquoddy, onde o invisível Elliott sem jeito faz com que Pedro seja rotulado como uma fonte de má sorte. Lampie, o bêbado velho faroleiro, é expulso de uma taberna e encontra Pedro. Elliott torna-se visível, e Lampie apavorado corre para o salão, para alertar os moradores da cidade. Em uma caverna à beira-mar, Pedro repreende Elliott por causar problemas. Depois que eles se recompõem, Nora, a filha de Lampie, aparece. Ela diz que, devido às contínuas marés, é inseguro para Pedro ficar. Ela lhe oferece comida e abrigo no farol, o que Pete aceita. Pedro diz a Nora do que sofreu nas mãos dos Gogans e, como Nora oferece para deixá-lo passar a noite no farol, eles iniciam uma amizade. Pedro descobre a história do noivo de Nora, Paulo, cujo navio foi dado como perdido no mar o ano anterior. Pedro promete falar com Elliott sobre Paulo e Nora aceita, acreditando que Elliott é um amigo imaginário.

Na manhã seguinte, o Dr. Terminus, um charlatão, e seu serviçal, Hoagy, chegam e conquistam o povo crédulo, que estava inicialmente irritado por seu retorno. Os pescadores locais se queixam da escassez de peixes e acreditam que Pete é a causa. Nora diz que os peixes se deslocaram e Pete deve ser acolhido na cidade. Nora leva-o para a escola, onde ele é punido injustamente pela Senhora Taylor, a professora rigorosa, como resultado de palhaçadas de Elliott. Furioso, Elliott quebra a escola.

Dr. Terminus, convencido da existência de Elliot e sabendo que a anatomia do dragão tem usos medicinais, faz Pete uma oferta para Elliott, que ele recusa. Acreditando que ele precisa ficar longe dos Gogans, Nora e Lampie oferecem deixar Pete viver com eles permanentemente, o que Pete aceita. Quando os Gogans chegam na cidade a procura de Pete, Nora se recusa a entregá-lo e, quando os Gogans tentam persegui-los em um pequeno barco, Elliot afunda seu barco, salvando Pete.

Dr. Terminus vai com os Gogans capturar tanto Pete e Elliott. Terminus também convence os moradores supersticiosos que, ajudando-o a capturar o dragão, vai resolver seus problemas. Naquela noite, uma tempestade começa a soprar.

No mar, um navio de vela está se aproximando de Passamaquoddy com Paul a bordo. Dr. Terminus engana Pete para a casa de barcos, enquanto Hoagy faz o mesmo com Elliott. Uma vez lá, o invisível Elliott descobre Pete, mas está preso em uma rede. Ele se livra e salva Pete, em seguida, briga com os Gogans, que fogem em seus vagões. Lena Gogan agita seu boleto de venda em Elliott, que o queima.

Depois Elliott salva o prefeito, Miss Taylor, o xerife, e outros conselheiros da cidade da queda de um poste, revelando-se para os habitantes gratos. De volta ao farol, a lâmpada tinha sido extinta por uma tempestade impulsionado um vagalhão. Elliott retorna e tenta acendê-lo com o seu próprio fogo. Quando ele o faz, Nora vê que ele é real. A luz é acesa, e o navio se salva.

Na manhã seguinte, os habitantes louvam Elliott por sua ajuda, e Nora se reúne com Paul, que foi o único sobrevivente de um naufrágio em Cape Hatteras e sofria de amnésia. Agora que tem uma família amorosa, Elliott diz a Pete que ele deve ajudar outra crianças em apuros, e é triste que os dois devem se separar. Pete conforta Elliott, dizendo-lhe, "Se existe alguém que pode ajudá-lo, você pode". Ele voa para longe com Pete e sua nova família dando adeus. O filme termina com Pete lembrando de Elliott outra vez que ele é suposto a ser invisível.

ElencoEditar

  • Helen Reddy como Nora, filha de Lampe que mais tarde adota o Pete
  • Jim Dale, como o Dr. Terminus, charlatão.
  • Mickey Rooney como Lampie, bêbado e o pai de Nora
  • Red Buttons como Hoagy, serviçal de Dr. Terminus
  • Shelley Winters como Lena Gogan, a matriarca dos Gogans
  • Sean Marshall como Pete, um menino órfão comprado pelos Gogans e por eles tratado como um escravo
  • Charlie Callas (voz) como o dragão Elliott
  • Charles Tyner como Merle Gogan, o marido de Lena
  • Gary Morgan e Jeff Conaway como Grover e Willie Gogan, filhos de Lena e Merle
  • Cal Bartlett como Paul, um marinheiro, que desapareceu no mar e noivo de Nora
  • Walter Barnes como o Capitão do navio em que Paul retorna para casa
  • Jane Kean como Miss Taylor, uma cruel professora que relutantemente assume Pete como um estudante
  • Jim Backus, como o prefeito de Passamaquoddy

Números musicaisEditar

  1. "The Happiest Home in These Hills" – Lena, Merle, Grover, Willie
  2. "Boo Bop Bop Bop Bop (I Love You, Too)" – Pete, Elliott
  3. "I Saw a Dragon" – Lampie, Nora, Townsmen
  4. "It's Not Easy" – Nora, Pete
  5. "Passamaquoddy" – Dr. Terminus, Hoagy, Townsfolk
  6. "Candle on the Water" – Nora
  7. "There's Room for Everyone" – Nora, Pete, Children
  8. "Every Little Piece" – Hoagy, Dr. Terminus
  9. "Brazzle Dazzle Day" – Nora, Lampie, Pete
  10. "Bill of Sale" – Nora, Lena, Merle, Grover, Willie
  11. "I Saw a Dragon (Reprise)" – Townsmen
  12. "Brazzle Dazzle Day (Reprise)" – Pete, Nora, Lampie, Paul

RemakeEditar

 Ver artigo principal: Pete's Dragon (2016)

Em março de 2013, a Disney anunciou um remake do filme, escrito por David Lowery e Toby Halbrooks, o diretor/roteirista e co-produtora (respectivamente) do sucesso de Sundance, Ain't Them Bodies Saints (2013). Ele re-imagina uma venerável história familiar da Disney e vai ser apresentado como um simples drama, em vez de um musical.[3] A fotografia principal começou em janeiro de 2015, na Nova Zelândia, com Lowery na direção. Ele foi lançado em 12 de agosto de 2016.[4][5]

  A Wikipédia tem os portais:

Referências