Pias (Serpa)

vila e freguesia do município de Serpa, Portugal
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Pias.

Pias é uma freguesia portuguesa do município de Serpa, na região do Alentejo, com 163,68 km² de área e 2 852 habitantes (2011). A sua densidade populacional é de 17,4 hab/km².

Portugal Portugal Pias 
  Freguesia  
Ermida de Santa Luzia
Ermida de Santa Luzia
Símbolos
Brasão de armas de Pias
Brasão de armas
Gentílico Piense

Piero/a (popular)

Localização
Pias está localizado em: Portugal Continental
Pias
Localização de Pias em Portugal
Coordenadas 38° 01' 29" N 7° 28' 47" O
Região Alentejo
Sub-região Baixo Alentejo
Província Baixo Alentejo
Município SRP.png Serpa
Administração
Tipo Junta de freguesia
Presidente José Augusto Martins Moreira (PCP-PEV)
Características geográficas
Área total 163,68 km²
População total (2011) 2 852 hab.
Densidade 17,4 hab./km²
Outras informações
Orago Santa Luzia
Sítio http://freguesiadepias.pt/index.php/historia

PopulaçãoEditar

População da freguesia de Pias (1864 – 2011) [1]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
2 372 2 727 3 039 3 475 4 004 4 273 5 182 6 262 6 095 6 408 4 795 4 074 3 328 3 036 2 852

Nos anos de 1864 a 1890 pertencia ao concelho de Moura. Passou para o actual concelho por decreto de 13/01/1898. Nos censos de 1878 a 1930 figura com o nome de Pias e Orada. Pelo decreto lei nº 24.424, de 31/12/1936, passou a denominar-se Pias.

PatrimónioEditar

Feiras, Festas e Romarias religiosasEditar

  • Festa de São Sebastião (dia 20 de Janeiro)
  • Festa de Nossa Senhora das Dores (na Páscoa)
  • Festa de Nossa Senhora dos Prazeres (na Mina da Orada, a seguir à Páscoa)
  • Festa do Jordão e dos Santos Populares (em Junho)
  • Festa de São Luís e do Santíssimo Sacramento (no último fim-de-semana de Agosto) Festa Rija

As origens de PiasEditar

A origem do nome da vila de "Pias" deve-se ao facto de antigamente ter havido nesta zona a produção de manufacturas em granito que eram extraídas das saliências rochosas e que eram utilizadas para dar de comer e beber aos animais. Também era atribuído o nome de "Pias" aos buracos que ficavam nas rochas após se extraírem as mós para os moinhos, às pias e às soleiras que no Inverno se enchiam de água, assim como à existência de mulheres pias (ou seja, piedosas ou devotas) nesta região.

O desenvolvimento desta indústria e a sua diversificação levou a que muitos cabouqueiros se viessem a instalar nesta zona e, em face da indústria praticada, o nome do local se passasse a chamar de Pias ou Aspias.

A vila de PiasEditar

Na linha ondulante da paisagem aparecem as pequenas casas da vila de Pias, apenas interrompidas pela alta Torre do Relógio.

A verdadeira descoberta nesta simpática vila de casas brancas é quem lá vive. Esteja atento e se tiver oportunidade não deixe de ouvir o canto alentejano. Feito de vozes masculinas, é cantado pausadamente ao ritmo dos pés a bater na terra.

Aqui ainda pode encontrar trabalhos em ferro forjado, feitos por mãos pacientes, e peças de madeira.

Nesta terra abundante de pão, azeite e vinho, prove a gastronomia feita de produtos simples, como a sopa de poejos, os cogumelos do campo ou o cozido de couves.

Mas se preferir, o porco preto e a caça são as especialidades.

A Ermida de Santa LuziaEditar

Reza a história que a Ermida de Santa Luzia foi erguida em homenagem à referida santa pelo facto de por ali terem passado alguns cavaleiros que, cansados da viagem, com os olhos queimados do sol e infetados pela poeira, fizeram uma paragem junto a uma nascente de água (daí o poço que lá existia ou existe) e lavaram os olhos. As suas melhoras foram de tal forma rápidas que o próprio D. Nuno Álvares Pereira (que fundou o Convento do Carmo de Lisboa com frades carmelitas de Moura que ele mesmo convidou) mandou erguer a referida capela em louvor de Santa Luzia, padroeira e santa milagrosa das doenças dos olhos.

Provérbios de PiasEditar

  • Lá vai Serpa, lá vai Moura e as Pias ficam no meio, em chegando à minha terra não há que haver receio.
  • Ó Pias, ó piais, à volta de Pias só há olivais.

Referências

  1. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.