Picanha
Rump cover.jpg
Localização: Coxão duro / Traseiro
Nome em inglês: Rump cap / Top sirloin cap
Cód. HAM: 2090
Rendimento: 1,500 %
Peso médio:
Animal (kg) Arroba (@) Média (kg)
160 10 1,02
190 12 1,21
220 14 1,40
250 16 1,59

A Picanha é um tipo de corte de carne bovina tipicamente brasileira. A origem do nome Picanha advém do tratamento talhante Italiano, nomeadamente do corte Picatta . Esta vara, chamada picana (em espanhol), possuía um ferrão na ponta e servia para picar o gado na parte posterior da sua região lombar. Com o passar do tempo esta região do animal passou a ser chamada picana e posteriormente picanha [1][2]. Recentemente, o aumento da variedade de cortes de carnes suínas originado de ações promovidas pelos suinucultores, fez surgir um novo corte para os admiradores deste tipo de carne, que recebeu o nome de picanha suína.

Modos de preparoEditar

No espetoEditar

Quando assada no espeto, é servida em bifes cortados de forma a "descascar" a peça ainda no espeto, e em seguida retorna ao braseiro para chegar ao ponto de novamente ser cortada e servida. Porém, algumas pessoas acreditam que a peça não deve ser perfurada, pois o suco da carne tende a escapar pelo furo feito pelo espeto.

Na grelha ou assadaEditar

Crocante doura-se seus lados por não mais que 5 ou 10 minutos. Em seguida, faz-se novos cortes em cada posta, desta vez na transversal. Novamente doura-se as laterais e salga-se a gosto.

A assim conhecida no jargão por picanha "dois tombos" é também preparada na grelha. Basta tirar bifes da peça e deitá-los na grelha sem nenhum tempero. Assim que se nota que está vertendo um "suor" na parte de cima, tempera-se exclusivamente com sal grosso e vira-se.

Outro modo de preparo é em bifes de aproximadamente 2 cm. Coloca-se sal grosso 10 minutos antes de ir a grelha. Tira-se o excesso de sal e doura-se dos dois lados até o ponto desejado.

Informação nutricionalEditar

 
Picanha mal passada.
Valor calórico 323 kcal 13%
Carboidratos 1,92 g 1%
Proteínas 18,99 g 38%
Gorduras totais 26,59 g 0%
Gorduras saturadas 8,67 g 35%
Colesterol 51,03 mg 17%
Fibras 0 g 0%
Cálcio 9,21 mg 1%
Ferro 2,34 mg 17%
Sódio 58,61 mg 2%

Obs.: Valores diários em referência com base em uma dieta de 2.500 calorias por porção de 100g com referência para animais do Brasil.

Veja tambémEditar

Referências

  1. STUDART, G. (2006). Rio Botequim - os melhores petiscos e comidas de bar. Rio de Janeiro, BR: Casa da Palavra.
  2. Priberam. (2012). Dicionário Priberam da Língua Portuguesa. Retrieved May 23, 2012, from http://www.priberam.pt/DLPO/default.aspx

Ligações externasEditar